HACO

worldfashion • 07/06/19, 04:00

A Haco investirá mais de R$ 20 milhões nas fábricas em Santa Catarina, para ampliar a capacidade da empresa, para atender a crescente demanda comercial dos últimos anos. Uma parte do orçamento será para a aquisição de dezenas de novos teares para a produção de etiquetas tecidas de alta definição, além da aquisição de máquinas para acabamentos e modernização do parque fabril.

Os investimentos são alavancados principalmente pela exponsão dos principais clientes e a aceleração dos negócios

alberto-1O CEO da companhia, Alberto Conrad Lowndes, garante que apesar da crise econômica enfrentada no país, a empresa apostou no aumento de investimentos. “Renovamos o maquinário e aumentamos os investimentos nas equipes de Produto e Marketing”, exemplificou.

Outra parte do investimento será destinada à expansão dos negócios para os mercados esportivo e jeanswear. Serão adquiridas também, novas máquinas para impulsionar a unidade gráfica, responsável pela produção de transfers, tags de moda e sacolas de papel. Esses produtos chegam em mais de 8 mil pontos de vendas do varejo nacional. “No mercado de identificação a gráfica da Haco é a única que produz mais de 90% de todos os nossos acabamentos internamente. Isso passa mais segurança para nossos clientes”, afirma o diretor de Operações da Haco, Luciano Mondini.

Também é planejada a produção nacional de Lacres de Segurança, que acompanham os tags de papel nas roupas e calçados. A empresa realiza estudos há mais de 6 meses e percebeu a necessidade de começar a produzir no Brasil, já que hoje são importados. “Apesar de termos parceiros na Ásia que nos entregam com qualidade um dos maiores cardápios de opções, a estratégia é ter também a opção de produzir os lacres nacionalmente”, afirma o gerente nacional de vendas, Marcelo Paulino.

A empresa também planeja expandir o projeto RFID, com investimentos previstos em torno de R$ 2,5 milhões. A tecnologia é um sistema inteligente de controle e gerenciamento de informações. É composto por três componentes: etiquetas, antenas/leitores (hardware) e sistema (software), que combinados são capazes de potencializar a utilização das informações e gerar benefícios na logística, inventário, prevenção de perdas, dentre outros.

A Haco é líder de mercado, com mais de 1,3 mil colaboradores e os novos investimentos projetam a abertura de pelo menos 200 novas vagas. Destas, 150 novos colaboradores já foram contratados e estão em treinamento. A empresa mantém fábricas nas cidades de Blumenau e Massaranduba (SC), na cidade de Eusébio, região metropolitana de Fortaleza (CE) e em Covilhã, em Portugal. Em 2018 comemorou 90 anos de história e continua investindo para manter-se como a melhor e a mais completa empresa do mercado de identificação de marcas.

Dentre várias iniciativas, apoia novos talentos da moda brasileira que ganham o mundo com coleções autorais e, para seus clientes, acaba de entregar Books de Tendências com mais de 400 propostas de produtos para auxiliar estilistas e diretores de marcas. Também é uma das primeiras empresas do segmento têxtil brasileiro que gera conteúdo no Youtube. O Projeto + Haco tem o objetivo de transmitir inspirações aos consumidores e clientes, debater sobre moda, consumo e identificação de marca.

da redação da WORLD FASHION   com informações da HACO   imagem:divulgação

sem comentários

Atenção: o sistema de comentários foi concebido para promover debates construtivos sobre os assuntos publicados. A Link Editora reserva-se o direito de excluir conteúdos (textos, fotos, urls ou qualquer outro) que julgar preconceituosos, ofensivos, difamatórios, caluniosos, prejudicial a terceiros ou que infrinjam qualquer legislação atual. Conteúdos de caráter promocional ou comentários anônimos também serão removidos.
Ressaltamos que os conceitos e opiniões emitidos nesse espaço serão de única e exclusiva responsabilidade de quem os formular.

ainda não há comentários.

deixe seu comentário