PROGRAMA da SWAROVSKI

worldfashion • 30/03/21, 11:35

b887a066fb2da44857690d75a6c62c7d-427x640A Swarovski Foundation anunciou em Londres no dia 25 de março de 2021 - o lançamento do Swarovski Foundation Institute: Creatives for Our Future, um novo programa global de bolsas desenvolvido com o assessor do Escritório das Nações Unidas para Parcerias para identificar e acelerar a próxima geração de líderes criativos em sustentabilidade.

O  SFI (Swarovski Foundation Institute): Creatives for Our Future começa com uma chamada aberta de quatro semanas para os jovens criativos de todo o mundo com idades entre 18 e 25 anos nas disciplinas como moda, design, arte, arquitetura, ciência, tecnologia e engenharia - sem limite para o meio criativo. A Fundação Swarovski tem como objetivo atrair um grupo diversificado de candidatos de todo o mundo e trazer novas vozes e perspectivas para o processo criativo. E serão aprovados os que possuirem grande interesse, demonstração ou potencial exemplar de usar o processo criativo para acelerar a conscientização, tecnologias ou soluções para o desenvolvimento sustentável.

26d5d09013d358aed490908a93db990b-427x6402c029417cdcab7b92bc3bf100a1743df-427x640Os selecionados receberão apoio financeiro para promover sua prática e desenvolver novos caminhos para um mundo melhor. O financiamento é ligado a um programa educacional em colaboração com as principais instituições internacionais, orientação personalizada e conexões profissionais na indústria com a orientação da Fundação Swarovski. Cada mentor participante, líder em seu campo, representará a mais ampla gama de disciplinas criativas, desde moda e arte até tecnologia e ciência. Ao longo do programa, os participantes selecionados receberão apoio 77998ae44a51061a973868f2ff8b320a-480x640c9e6ef51cf4620f328077e826387a15a-427x640para desenvolver as inovações e práticas descritas em suas aplicações e impulsionar o progresso em direção à Década de ação para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Decade of Action to Deliver the Sustainable Development Goals - SDGs). Os participantes serão convidados a apresentar em setembro de 2021 - em torno do segmento de alto nível da Assembleia Geral da ONU  que declarou 2021 o Ano Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento 4fbc0adcd7a806ab1d45e9a611b569a4-427x64075186f3e402875a4845b49135b244812-427x640Sustentável pelas Nações Unidas.

O programa global de bolsas é lançado com uma chamada aberta de quatro semanas para inscrições de diversos jovens talentos (18-25) em todas as disciplinas criativas, incluindo moda, arte, design, arquitetura e engenharia

Inscrições abertas em www.sfcreatives.org

de 9 de março a 09 de abril de 2021

Data do anúncio dos beneficiários e mentores selecionados e professores mestres, Dia Mundial da Criatividade e Inovação da ONU:  21 de abril de 2021

0d0668cd50ff771d4c7c1fc45de889e3-640x427Os participantes selecionados receberão uma bolsa, mentoria pessoal, treinamento educacional e conexões profissionais na indústria em apoio às suas práticas de desenvolvimento. Eles serão convidados a se apresentar em setembro de 2021 - em torno do segmento de alto nível da Assembleia Geral da ONU - com o início do programa programado para dezembro de 2021

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação  imagens: fotos/divulgação

Canatiba Printing

worldfashion • 17/03/21, 14:57

4-480x640Nesta terça feira, em coletiva de imprensa virtual, Fábio Covolan - Diretor de Marketing e Exportação da Canatiba, apresentou o lançamento da estamparia digital sobre o denim, reafirmando o prioneirismo da empresa com inovação e sustentabilidade. Foram meses de pesquisa, entre a aquisição do equipamento, montagem/ajustes e produção, para apresentar ao mercado uma revolução no cenário do jeanswear brasileira, abrindo novas fronteiras, em cores, formas e desenhos ( desde imagens fotográficas digitais, passando por grafismos, até os chamados microdesenhos utilizados para gravataria)  o leque de ofertas para a criação de estilistas, confecções e marcas, para desenvolverem estampas exclusivas para suas coleções, a partir de 100 metros de denim, que passarão por testes de qualidade e adequação da arte às bases escolhidas.

600-2354-img_6238-640x603Uma série de bases denim e sarjas PT,  com mais de 97% de algodão, na impressão digital,  alcançam resultados inusitados, possibilitando algo até então impossível para esse recurso de estamparia: a variação visual das lavagens, faz com que cada estampa multiplique seus efeitos.

São poucas e contornáveis as limitações que a nova técnica apresenta, se o fundo da estampa é na cor branca, por exemplo, são utilizadas as bases PT e para fundos escuros em microdesenhos a opção de tingimento se mostrou mais adequada. No mais, o céu é o limite.

frente-6002356-427x640A Canatiba também lança suas próprias estampas, como padrões camuflados, xadrez, dobby (pontilhados de gravataria), animal printing, florais e desenhos de céu que saltam aos olhos pela resolução que alcançam no tecido. O xadrez remete a padronagens de alfaiataria (como o Príncipe de Gales). O animal printing em bases PT chega ao requinte dos efeitos de pelagem e as cores e tons das nuvens - no azul do denim – e das flores – com as múltiplas lavagens – revelam um jeans absolutamente inovador.

No cardápio da tecelagem, consta também ampliação da linha Elastopol - com utilização de fios de poliéster 100% produzidos nas fábricas da tecelagem. São três novas bases. Destaque para o Marrakéxe Elastopol  (9,0 Onças, 65% algodão, 33% poliéster, 2% de elastano, tingimento ecológico e 50% de Stretch). A tecnologia Megaflex apresenta duas novas bases: o Forasteiro Thermofix New Collor (8,0 Onças, 98% algodão, 2% elastano, largura de 1.59 m e  35% de Stretch) e o Marrakéxe Stretch Denim (8,5 Onças, 76% algodão, 22% poliéster; 2% elastano, largura de 1.50 m, tingimento ecológico e 45% de Stretch), o  novo produto de melhor custo/benefício da Canatiba.

frente-6002346-427x640No grupo Premium Denim, com foco em tecidos 100% algodão, a Canatiba apresenta quatro novas bases entre as quais o Mascate + LARGO (10 Onças, tingimento ecológico com 15% de Algodão Reciclado) com o diferencial de largura de 1,80 m e o Phelps Blue Denim (6,0 onças com 1.70 m de largura), muito usado para camisaria, que ganha agora lavagem ecológica, com economia de 80% de água.

SUSTENTABILIDADE

Todos os lançamentos terão como novidade o acabamento Rice Éko, que traz o conceito de economia circular mais uma vez entre as boas práticas utilizadas pela Canatiba. Trata-se de um óleo extraído da casca do arroz. Tradicionalmente usado no mercado cosmético, esse acabamento adiciona vivacidade às cores, toque natural às bases, maciez e boa costurabilidade. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de arroz, com cerca de 11 milhões de toneladas colhidas por ano, o que gera aproximadamente 20% desse volume em resíduos. A casca de arroz leva mais de cinco anos para se decompor. Mesmo quando descartada em aterros, sua decomposição resulta na produção de gases poluentes, como o metano.

frente-6002350-427x640Também na direção dos processos sustentáveis na sua cadeia produtiva, a tecelagem passou a adotar o sorgo na engomagem de todos os tecidos da sua linha. Esse cereal substitui com ganhos ambientais outras fontes de amido (batata, mandioca, milho, etc).

O Sorgo é o quarto cereal mais produzido no planeta e cresce com baixa utilização de água, menor área de cultivo - inclusive em áreas de solos mais secos e pobres - com colheita mecanizada e boa tolerância a pragas (diminuindo o uso de agrotóxicos).

Na base do ciclo de produção do denim, a agricultura, com a utilização do sorgo a Canatiba contribui para o aumento da área cultivável de alimentos, prática das mais importantes para o equilíbrio ambiental.

Os lançamentos e processos sustentáveis da Canatiba Denim Industry reafirmam os compromissos da empresa na geração de valor na cadeia têxtil a partir da inovação com responsabilidade social e ambiental – marcas registradas em mais de meio século de história. Desde do  “envelhecimento” industrial, passando pela elasticidade, até a incorporação características funcionais, como tratamentos antimicrobiais, fazem parte do cardápio de inovação do segmento mais competitivo da cadeia têxtil. E agora com a tecnologia até então utilizada somente em outros segmentos: a impressão digital no denim - Canatiba Printing será a estrela dos lançamentos da tecelagem nas bases Elastopol, Megaflex e Premium Denim,

da redação  com informações da Duo Press imagens: fotos/divulgação

DelfimProtect

worldfashion • 06/01/21, 10:44

maquina-640x427A Delfim Tecidos, indústria de médio porte especializada em produção têxtil com mais de 60 anos de estrada no mercado nacional. Com modernas máquinas Kettenstuhl, Rachel, Jacquard Tronic e Tramadeira saem, tules, filós, organzas e mosquiteiros. Em cores diversas e metragens específicas para produtos finais nas áreas de moda, decoração e artesanato. Sua tinturaria própria permite desenvolver tingimentos e acabamentos específicos para atender as mais recentes tendências e necessidades do mercado. Além de uma coleção de toalhas de mesa rendadas em diferentes tamanhos e padronagens.

A empresa presta serviços personalizados de urdimento, tingimento e acabamento de tecidos para outras empresas do ramo.Qualidade na produção e agilidade na entrega do produto são fatores determinantes no atendimento a clientes de pequeno, médio e grande porte. A competente equipe de vendas e o sistema de distribuição capilarizado permitem obter os melhores resultados para estes clientes. escreveu uma nova história.

Durante a adversidade da pandemia que arrasou diversos negócios, a empresa corajosamente andou na contramão e com um investimento de R$ 1 milhão e desenvolveu um tecido antiviral que inativa o vírus em um minuto e garantiu que a empresa surfasse a onda da inovação nesse período crítico e lançou a DelfimProtect, um tecido inovador antiviral que é capaz de inativar a ação do vírus em um minuto, segundo dado comprovado em laudo emitido pela Unicamp.

foto-mauro-deutsch-640x4271Essa largada foi possível graças à visão da companhia, que desde quando o assunto virou notícia na China, acionou o modo ‘atenção’ e refletiu sobre como as coisas seriam quando a doença chegasse no Brasil. Porém, não imaginava que de sua linha de produção sairia um produto com uma relevância tão significativa e que fizesse sucesso em tão pouco tempo. “Nós não fazíamos ideia onde esse produto iria nos levar, pois ele se mostrou muito mais potente sob o ponto de vista antiviral. E ele nos permitiu surfar muito bem essa onda de inovação”, conta Mauro Deutsch, CEO da empresa.

O DelfimProtect ganhou protagonismo e permitiu que a empresa atravessasse os primeiros meses mais críticos da pandemia sem precisar demitir nenhum colaborador. Concedeu férias coletivas, interrompeu a produção, porém, nesse período concentrou seus esforços totalmente na realização dos últimos testes científicos de validação do tecido, que se diferencia por ser 100% poliéster, possuir alta eficiência da filtração bacteriana superior a 93% (o padrão exigido pela ABNT é de 70%) e repelência à água.

Para garantir que tudo corresse bem com o desenvolvimento do DelfimProtect e alinhar o cenário da empresa para colocá-lo no mercado, contou com um suporte de várias frentes: um comitê gerencial que se encarregou de levantar as condições da companhia e fazer os ajustes necessários, fez contato com médicos infectologistas para trocar informações, teve o apoio dos fabricantes das máquinas de sua linha de produção, a participação de uma equipe interna que detém um forte conhecimento sobre malha e a parceria da Nanox, empresa ligada à Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). “Foi um trabalho bastante disruptivo, desenvolvido de forma rápida, por quase 20 mãos. Nada teria acontecido sem esse time” declara Mauro Deutsch

maquina-1-640x427Com o sucesso do DelfimProtect, a empresa teve que ajustar sua capacidade de produção de sua linha. As máquinas, que antes eram mais dedicadas à fabricação do tule, passaram a produzir o produto. De 60 mil metros/mês, saltou para 500 mil metros/mês. E, de acordo com Mauro, a capacidade produtiva tem fôlego para atingir até 1 milhão de metros/mês. E ele está confiante nisso. “Tem muito mercado e demanda para isso. O tecido deixou de ser usado só para a confecção de máscaras”, analisa. Hoje é possível encontrar o DelfimProtect em toalhas de restaurantes, aventais de uniformes de garçons, equipamentos de EPI, uniformes hospitalares. Mas o céu é o limite, na visão do executivo da Delfim. “Já existem clientes utilizando o produto em camisetas e calças com punho”.

Esse passo dado pela Delfim coloca a empresa em uma situação estratégica neste momento, porém também diante de novos desafios: a busca por novas inovações não pode parar, para Mauro Deutsch: “Essa é uma crise diferente das outras. É mundial, que tirou nossa capacidade de planejar o ano seguinte. Para lidar com as incertezas e o medo, temos que continuar inovando. Nosso mercado principal é o tule, cujo principal período de venda do ano é o carnaval. Já sabemos que em 2021 a festa não será realizada e, por isso, não podemos ficar parados. Temos que ajudar a sociedade a resolver outros problemas”.

Pensar no outro é algo que faz parte do DNA da Delfim. Duas decisões mostram esse princípio. Uma delas foi não repassar integralmente o custo da produção do DelfimProtect para o cliente, tornando o tecido acessível para o mercado. A outra foi uma parceria feita com o G-10 Favelas, que possibilitou a doação de um volume de tecidos equivalente a três mil máscaras para o projeto Costurando Sonhos. “Nós ampliamos nossa preocupação social para além dos portões da empresa. Isso permitiu que muita gente possa se proteger adequadamente durante a pandemia e várias costureiras possam levar comida para casa nesses tempos difíceis”, aponta Mauro Deutsch.

foto-mauro-deutsch-1-472x640Perante o setor, Mauro Deutsch presidente da Delfim está orgulhoso e com os resultados obtidos. Espera que seu exemplo sirva de incentivo para os demais empresários a assumir uma postura mais corajosa perante à crise. “É muito gostoso ver que as coisas estão funcionando, que fomos na contramão e que valeu cada investimento”. Para este ano, a expectativa é fechar o período com tudo equilibrado, sem perda de receitas. “Nós não vamos crescer em 2020, mas se fecharmos no zero a zero será uma grande conquista. A incerteza é a única certeza que nós temos neste momento. Tudo o que fizemos nesses últimos meses será nossa base para que nos próximos dois anos possamos retomar o crescimento”, conclui.

Enquanto isso boa parte do setor lacrou suas portas, cortou custos, perdeu pedidos, demitiu pessoas, teve dificuldade de acesso ao crédito e amargou prejuízos - segundo um levantamento da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção (Abit) feito em junho deste ano, 96% das empresas do mercado tiveram queda na carteira de encomendas, sendo que mais da metade das fábricas (55%) registrou redução maior do que 50% no número de pedidos - a Delfim caminhou corajosamente na contramão. Investiu para viabilizar o DelfimProtect. “A dor de barriga veio para todo mundo. Eu aprendi que você tem que ir para frente. Cada vez que você recua, para dar um passo para frente há uma grande inércia a ser vencida. E nós decidimos apostar no produto, mesmo sofrendo muitas críticas pela nossa ousadia. Se não tivéssemos feito isso, estaríamos no retrocesso”, reflete Mauro Deutsch.


da redação com informações da Digital Trix Comunicação  imagens: fotos/divulgação

CAPRI

worldfashion • 12/08/20, 12:05

foto_aerea_fabrica_capricornio_foto_divulgacao-640x4253-640x4261A empresa Capricornio Têxtil, iniciou na indústria têxtil, nos anos de 1946 em São Paulo com produção de tecidos de lã e na década seguinte iniciaram também a produção de tecidos para camisaria, nos anos 70 a expansão foi com a inauguração da planta de Bragança Paulista/SP e em 1990 ingressaram na produção do Denim e a inauguração da planta em Natal/RN.

Em 2016 a Capricórnio Têxtil comemorou 70 anos e assim iniciaram a meta para o futuro, com a formação de um time de alta performace,  a empresa, atualmente líder no ranking do “Melhores & Maiores” da revista Exame, no segmento denim. E nestes últimos quatro anos, a Capricórnio Têxtil, a terceira maior produtora de denim do Brasil, vem trabalhando intensamente na modernização de seus processos, maquinário, gestão e desenvolvimento de seus colaboradores e nesse cenário, aconteceu no último dia 5 de agosto, o lançamento do Projeto Sinergia.

11O projeto tem como objetivo, aliar inteligência e tecnologia, para o  aperfeiçoamento de todos os processos da empresa, dentro da nova gestão, a Capri tem reestruturado seu posicionamento estratégico. Uma nova marca está sendo consolidada e novas linhas de produtos foram concebidas, para atender as necessidades do mercado.

O lema para os próximos dois anos é MELHORAR PARA CRESCER, e isso significa melhorar ainda mais a integração de todos os sistemas para garantir agilidade e qualidade dos nossos produtos e serviços, mantendo o excelente custo benefício.

Ancorado nos valores Valorização e Bem-Estar do Colaborador, Ética e Transparência, Qualidade e Inovação e Foco no Cliente, o Projeto Sinergia tem duração estimada de três a quatro anos e sua atuação será em três pilares:

• Industrial

• Comercial

• Financeiro

Neste mês de agosto. já começaram o mapeamento dos processos na área industrial, com o objetivo de substituição do ERP Industrial para a solução SGT da Operacional Solution, e no mês de setembro implantarão a plataforma de CRM SalesForce na área comercial, projeto que já vem sendo desenvolvido há mais de 01 ano, e que trará imensas possibilidades de atuação e interação com nossos Consultores, Key Accounts e Representantes. No pilar Financeiro, ainda neste semestre, entregam aos clientes o importante Portal Financeiro.

22“Ouvimos atentamente as necessidades dos nossos clientes e do mercado e nos últimos anos, e a Capricórnio veem implementando uma série de serviços e mudanças de processos e produtos.” – ressalta João Bordignon, Diretor de Marketing e TI.

Remodelaram a Áreas de Assistência Técnica, para ser muito mais proativa e próxima ao cliente, tendo como foco a prestação de assessoria personalizada, auxiliando no dia a dia com melhores técnicas de lavanderia e utilização correta dos produtos. Além disso, reestruturaram toda a área de Qualidade, adotando e adequando às melhores práticas do mercado, garantindo a qualidade dos tecidos Capri, da fiação até o envio dos rolos.

Fizeram uma mudança expressiva de teares, modernizando ainda mais o parque fabril e a partir daí aumentaram a largura útil da maioria dos tecidos, garantindo ainda mais rentabilidade para os clientes. As famílias de produtos estão ainda mais variadas com tecidos e tingimentos novos.

Em outubro de 2020, vão inaugurar o showroom de 100mts na Denim City SP, um espaço planejado com o maior carinho e capricho, onde  disponíbilizarão todos os produtos, além de coleções especiais desenvolvidas por estilistas parceiros exclusivamente para a Capri.

joao1“Queremos crescer de forma sustentável, como estamos fazendo – dando um passo de cada vez – de forma responsável, saudável financeiramente, ancorados pelos nossos valores e com o compromisso de garantir a variedade e qualidade nos produtos e serviços que o mercado precisa e merece. E é neste cenário que o Projeto Sinergia nasceu, trazendo a tecnologia como protagonista na formação da base que sustentará o crescimento da Capricórnio nos próximos anos, com foco total na experiência do cliente na interação com todos os pontos de contato da Capricónio.” – ressalta João Bordignon, Diretor de Marketing e TI.

da redação com informações da Capricórnio Têxtil  imagens:foto divulgação

BIO PROTECT

worldfashion • 27/07/20, 11:34

A Santista, em parceria com a Nanox Tecnologia, acaba de lançar no mercado o Bio Protect, produto destinado ao acabamento de têxteis, criado para combater a ação do novo coronavírus. A apresentação, realizada de forma on-line, contou com a participação dos representantes da Santista Sueli Pereira, gerente de Comunicação e Moda, e Inácio Silva, gerente de Marketing, além do responsável pela área de Desenvolvimento Têxtil da Nanox, Guilherme Tremiliosi.

010-santista_covidDiante do atual panorama crítico e da urgência por buscas de soluções, o lançamento do produto se deu no prazo recorde de quatro meses. “A Santista já estava em contato com a Nanox Tecnologia, mas a chegada da pandemia acelerou as nossas ações”, destaca Inácio Silva, acrescentando que a empresa têxtil tem histórico de pesquisas e desenvolvimento de produtos antimicrobianos. “Lançamentos nesse campo vêm desde o início dos anos 2000, com artigos antimicrobianos, contra odores e antimosquitos”.

A tecnologia Bio Protect torna inativo o novo coronavírus em contato com a superfície têxtil num prazo de até três minutos. Com prata na sua composição, o produto apresenta uma eficácia de 99,8% contra o SARS Cov 2, causador da Covid 19.

O acabamento Bio Protect já está presente em 95% dos tecidos da Santista das linhas Workwear (uniformes e roupas profissionais), devendo ganhar mais espaço também nos segmentos de sarjas e denim.

A tecnologia é 100% brasileira e contou com as equipes da Nanox Tecnologia e da Santista para o desenvolvimento. Todas as etapas da pesquisa estão em artigo disponível na internet (biorxiv.org/content/10.1101/2020.06.26.152520v1).

Segundo Guilherme Tremiliosi da Nanox Tecnologia, o acabamento é dermatologicamente aprovado e tem se mostrado resistente a até 30 lavagens, industriais e domésticas. Inácio Silva, por sua vez, afirma que as pesquisas continuam para poder se chegar à marca de 50 lavagens. “No ano, são 52 semanas. Assim, esperamos fazer com que o acabamento permaneça no tecido por pelo menos um ano”.

O Bio Protect conta com a aprovação da Anvisa e deverá receber “atualizações”, decorrentes da continuidade das pesquisas. Para já, a linha ganhou o reforço com a versão em que vem associada a função Repeller, isso é, capaz de repelir líquidos e fluidos corporais.

A pesquisa para o desenvolvimento do novo produto contou com o apoio da Fapesp e do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, com a colaboração da Universidade Jaume I, da Espanha.

da redação por Eleni Kronka    imagens:foto/divulgação

AS NOVIDADES NA MODA URBANA E FITNESS

worldfashion • 17/07/20, 18:26

Umbro Brasil

umbro_street_0186-1-427x640Amplia sua atuação no mercado brasileiro e decide ir além do futebol em sua nova linha de street style, a coleção Casual. Com peças contemporâneas, a nova campanha visa ampliar horizontes, buscando destacar a atuação no visual urbano com peças que refletem muito do histórico de referencial estético da marca.

Os novos calçados, camisetas, bermudas, calças e agasalhos, com designs que fazem parte do DNA da marca, misturando tradição com o que há de mais moderno em traços urbanos e em tecnologia na moda, o que faz da coleção uma forma de expressão a ser exposta em várias situações do cotidiano.

“A própria associação da Umbro ao futebol é sempre muito ligado à percepção visual que trazemos às peças, que sempre leva a estética do futebol para além do campo. Nossa tradição já está ligada a romper barreiras e inovar, entender tendências e alinhá-las com nossos próprios referenciais. Vamos seguir investindo nessa linha de produtos, abrindo caminho para novas coleções”, diz Eduardo Dal Pogetto, brand manager da Umbro Brasil.

umbro_street_0354-427x640A campanha dialoga também com novos públicos, buscando uma aproximação por meio de uma nova abordagem de estilo e vestuário. A coleção será dividida em três “famílias”: Block Colors, Diamond e Line. A primeira é inspirada nas cores da marca e é representada por blocos de core, com recortes contrastantes, ornando o logo junto à estética das peças. A segunda, Diamond, é inspirada no logo da marca. com a utilização do diamante aparecendo em aviamentos como fitas e outros detalhes. A família Line foi criada a partir das linhas que formam o logo da marca, representadas nas peças por duas faixas em contraste em conjunto com o diamante em destaque – esta família traz o esportivo e moderno na medida ideal.

Todas as peças estarão disponíveis para visualização e compra no site da Umbro Brasil: http://www.umbro.com.br.

Sobre a Umbro

Fundada em 1924, a Umbro é a autêntica marca do futebol, pois se dedica a este esporte há mais de 90 anos. Nascida em Manchester, Inglaterra, a Umbro tem seus produtos usados dentro e fora de campo em mais de 100 países por todo o mundo. Hoje, a companhia soma sua herança na alfaiataria esportiva com uma moderna visão do futebol para criar roupas, calçados e acessórios que combinam desempenho e estilo.

da redação com informações da Máindi – Engajamento e Performance

VANS

9838d7b12e4d8bf16a3e55950668d6d9-640x475Recheada de nostalgia do ano 2000, a coleção Vans2K é composta por uma grande amplitude de vestuário e acessórios. A peça central da coleção é a Anorak Vans2K, uma jaqueta composta 100% de nylon ripstop com bolso de remendo duplo, zíper invisível no bolso do lado esquerdo peito, etiqueta exclusiva da coleção bordada no bolso frontal, além de contar com a icônica heeltab de borracha costurada no capuz da peça. O Vans2K Crew é construído com tecido aveludado, tingido em duas cores, além de receber as etiquetas exclusivas da coleção a625ef2d2ad57b02902755d9004a751b-558x640bordadas no peito e na parte traseira do moletom sem capuz.

Complementando o vestuário, o lançamento de vestuário elevado apresenta a calça cargo de modelagem larga, composta 100% de algodão com reforço nas costuras e detalhes da coleção Vans2K, juntamente com a calça de moletom Vans2K Fleece Pant, composta por um mistura de algodão e poliéster, recebendo bolsos laterais com zíperes e finalizada com a assinatura exclusiva da coleção: heeltab de borracha bordada.

Da mesma maneira que um arquiteto desenha e um skatista reinventa, um DJ pega um som criado por outra pessoa e encontra maneiras únicas de torná-lo seu. Para celebrar a o espírito “Do-It-Yourself” (Faça Você Mesmo) e os criadores de músicas na cultura criativa global, nesta temporada a b938eab08313c4a4f0f2afda6449848c-433x640Vans une os universos analógico e digital para apresentar a coleção Vans2K, composta por fabricações premium, silhuetas modernas e progressistas, além de prestar toda a atenção aos detalhes minuciosos. Tingimento, costuras em zigue zague, estampas Checkerboard e tecidos aveludados são as principais características dessa elevada e moderna coleção de vestuário.

A coleção Vans2K estará disponível em revendedores autorizados e em vans.com.br.

Sobre a Vans

A Vans®, parte da VF Corporation (NYSE: VFC), é a marca original tênis, vestuário e acessórios para action sports. As coleções autênticas da Vans® são vendidas em 84 países através de uma rede de subsidiárias, distribuidoras e lojas parcerias. A Vans®? possui mais de 2.000 lojas ao redor do planeta, incluindo lojas próprias, franquias e portas parceiras. A marca Vans® promove a expressão criativa na cultura jovem com os action sports, arte, música e cultura de rua além de entregar plataformas progressistas como o Vans Park Series, Vans Triple Crown of Surfing®, Vans Pool Party, Vans Custom Culture e o hub cultural e espaço para a música internacional House of Vans.

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação   imagens: fotos/divulgação

img_3161-copia-640x427DKL MODAS

Um dos maiores e-commerces de moda no Brasil, lançou a coleção Happiness, que investe em inclusão, para ressignificar conceito de moda fitness e valorizar corpo real.

As estrelas do lançamento são Fabiana Karla, Lucy Ramos, Giovanna Lancellotti e Carol Castro, que propõem ressignificar o conceito de moda fitness, valorizar a diversidade da img_3460-copia-427x640beleza feminina e estabelecer uma relação de confiança entre a mulher e esse estilo de roupa. A novidade conta com tops, leggings, shorts e acessórios cheios de brilhos e cores, trazendo felicidade e reforçando a roupa de ginástica como uma ferramenta de bem-estar. A campanha foi clicada por Sérgio Baia, com styling de Marcell Maia e beleza assinada por Krisna Carvalho, além da direção geral de Arianny Vianna, fundadora da marca.

Depoimento Fabiana Karla: “Ver as pessoas aceitando quem elas são e amando todas as suas diferenças me deixa com um sorrisão estampado! E é exatamente essa a proposta dessa campanha, quebrar padrões e incluir a felicidade e o amor próprio na nossa rotina, e propõe: Que tal se vestir de felicidade?”

Depoimento Giovanna Lancellotti: “Felicidade é sinônimo de enxergar amor em todos os detalhes. É compartilhar momentos bons com pessoas especiais, mas saber curtir a própria companhia. É agradecer pelas diferenças que nos tornam únicos! Esse conceito é imenso, mas muito singular.”

img_2544-427x640Depoimento Carol Castro: “Compartilhar sentimentos bons num momento tão delicado como o que estamos vivendo é lindo e muito necessário. E se você me perguntar o que me deixa com o coração cheio de felicidade, eu vou dizer que é enxergar a alma das pessoas. Independente da sua resposta, tenho certeza que o amor é sempre um dos motivos.”

campanha-dlk-modas-happiness-427x640A marca surpreendeu trazendo um time de artistas engajadas e que representam a diversidade da beleza feminina, Fabiana Karla, Lucy Ramos, Giovanna Lancellotti e Carol Castro, para a campanha da coleção Happiness, que conta com novos modelos de tops, leggings, shorts, bermudas e acessórios em seu portfólio de produtos.

Com estilos e belezas complementares, as estrelas simbolizam para a marca a inclusão da diversidade e a felicidade que qualquer mulher pode sentir ao vestir uma roupa de ginástica. “Vamos na contramão de um conceito retrógrado e colocamos cor, brilho e qualidade nos tecidos, tornando uma legging e um top uma ferramenta de bem-estar para qualquer mulher”, comenta Arianny Vianna, fundadora e CEO da DLK Modas.

A campanha da DLK contou com um time de profissionais renomados no cenário nacional, como o stylist Marcell Maia, o fotógrafo Sérgio Baia, o beauty artist Krisna Carvalho, o vídeo maker Fabrício Barreto, além da direção geral de Arianny Vianna e Leonardo Monteiro. A coleção foi lançada no úçtimo dia 15 e está disponível no site da marca www.dlkmodas.com.br.

da redação com informações da Melina Tavares Comunicação  imagens: fotos/divulgação

Everclean

worldfashion • 10/07/20, 11:11

A tecnologia Everclean da Canatiba Denim Industry, foi desenvolvida com foco nas demandas mais urgentes de um mundo em transformação. São tecidos capazes de prevenir a proliferação de vírus, bactérias e fungos, com acabamentos inovadores e sustentáveis.

2A primeira base é o Sarkozy, um denim de 9 Oz, com 98% algodão e 2% elastano, Best Seller Canatiba. No seu acabamento, esse tecido recebe uma resina que repele líquidos além de um tratamento especial desenvolvido pela companhia suíça Sanitized, utilizada até então em produtos para uso esportivo.

4Trata-se de um óleo de hortelã, absolutamente natural e sustentável (risco zero de agressão ao meio ambiente) que garante proteção contra bactérias, fungos e mofos. O resultado é um produto que, além de impermeável, é livre de odores e não perde as características de conforto e toque de um bom índigo Canatiba.

O tratamento permanece no tecido por mais de 30 lavagens caseiras. A única exigência é que as peças confeccionadas com esse denim passem por um processo de amaciamento (e não lavagem) na lavanderia industrial, conservando suas características.

Os tecidos com tecnologia Everclean fazem parte da plataforma Smart Denim da tecelagem, criada para agrupar tecidos que se destacam por suas propriedades funcionais, na vanguarda tecnológica do segmento.

3Como o Molly, uma base 100% Tencel para camisaria (5 Oz), desenvolvido em duas cores – o índigo original e o azul brilhante. A proteção diminui consideravelmente a demanda de lavagens caseiras e, por isso, prolonga a vida do tecido.

E o Terapia com 56% de algodão e 44% de viscose, esse tecido recebe acabamento HeiQ Viroblock, com sais de prata e vesícula lipossomal, um princípio usado na produção de remédios contra o câncer. A prata se conecta ao vírus e os polissomas destroem os microrganismos que aderem à roupa, com eficiência de 99%.

Desenvolvido em 6 cores (preto, marinho, azul, verde, vermelho e branco), o Terapia é ideal para a confecção de roupas utilizadas por profissionais de saúde, constantemente expostos ao contato com pessoas infectadas.

Sem perder de vista seu compromisso sustentável, a Canatiba prossegue procurando agregar valor à cadeia têxtil e contribuir com desenvolvimento humano em todas as frentes que atua.

da redação com informações da Duo Press  imagens: fotos/divulgação

Amni® Virus-Bac OF

worldfashion • 29/06/20, 15:02

A Rhodia que acabou de completar 100 anos de Brasil, e desde de setembro de 2011, faz parte do Grupo Solvay, um dos mais relevantes players internacionais em materiais avançados e especialidades químicas, e está integrada na cadeia poliamida no país, com laboratórios de desenvolvimento instalados em suas fábricas de Paulínia (SP) e Santo André (SP). A empresa é pioneira e líder sul-americana no desenvolvimento de polímeros, fios e fibras têxteis de poliamida que são funcionais e sustentáveis.

Ao longo dos últimos anos, a empresa tem investido no aumento de seu portfólio de inovações têxteis de poliamida. As mais recentes são a microfibra Emana®, que ajuda a retardar a fadiga muscular e nos sinais de celulite; Amni® Soul Eco, Amni® Soul Cycle, que são fios têxteis funcionais e biodegradáveis, e Rhodianyl® Eco, fio têxtil de poliamida sustentável aplicado em uniformes escolares e outros artigos têxteis e acessórios. Todos esses produtos atendem ao mercado interno e vários países da América Latina, Europa e Ásia.

29O último desenvolvimento no Brasil do fio têxtil de poliamida  é o - Amni® Virus-Bac OFF – fio com propriedades de contra a ação de vírus e bactérias. Esta poliamida funcional bloqueia a contaminação cruzada entre os artigos têxteis e o usuário, evitando assim que a roupa seja um veículo de transmissão de vírus e bactérias que podem estar em uma superfície têxtil.

Desenvolvido para combater com eficiência a proliferação de bactérias e a transmissão de vírus em artigos têxteis, o fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF oferece uma proteção contra bactérias e vírus, incluindo os vírus envelopados, como são classificados os vírus como influenza, herpesvírus, novo coronavírus e outros, pois tem afinidade eletrônica com regiões de proteínas da estrutura externa do vírus, impedindo a hospedagem em células humanas, bloqueando a contaminação.

O fio têxtil Amni® Virus-Bac OFF, com agente antiviral e antibacteriano - que inibe a ação de vírus e bactérias - incorporado em sua matriz polimérica, pode ser usado na construção de malhas, tecidos, em diversas aplicações, tais como roupas casuais, esportivas, uniformes escolares, roupas profissionais, meias, calçados e acessórios, máscaras de uso social e até vestimentas e enxovais hospitalares. O agente antiviral atua no rompimento do envelope lipídico (gordura) dos vírus envelopados, quando este rompimento acontece, o material genético do vírus é exposto e o vírus inativado, impedindo assim a sua replicação, em outras palavras o vírus perde a sua capacidade de atuação (contaminação).

A grande vantagem do fio Amni® Virus-Bac OFF e que o efeito é permanente, o que significa que a sua ação antiviral e antibacteriana permanecerá durante toda a vida útil do artigo têxtil, ou seja, uma roupa terá a mesma eficácia e de maneira uniforme mesmo após inúmeras lavagens. Além de reunir conforto e a praticidade muito valorizadas, uma vez que oferece como benefícios toque macio, conforto térmico, respirabilidade, facilidade de manutenção e secagem rápida.

renato-boaventura-ceo-da-unidade-global-de-negocios-fibras-do-grupo-solvay-jun-15-11-640x427“É uma enorme satisfação e um orgulho para todos nós da equipe Rhodia contribuir com a sociedade neste momento tão difícil. Desenvolvemos no Brasil em tempo recorde um produto eficaz no combate a propagação de vírus. É uma proteção adicional que nos ajuda a ter mais tranquilidade em transitar neste momento de reabertura das cidades, ao evitar que a nossa roupa e sapatos sejam um veículo de transmissão de vírus e bactérias, ao mesmo tempo em que bloqueia o transporte destes microorganismos dos lugares públicos para a nossa casa. Isto é, protege a todos nós, nossas famílias e a sociedade como um todo”, afirma Renato Boaventura (na foto à esuqerda) Vice-Presidente Global de Poliamida e Fibras da Rhodia, Grupo Solvay.

A eficácia do fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF foi comprovada por laboratório independente, seguindo os protocolos têxteis internacionais contidos na norma ISO 18184 (Determination of Antiviral Activity of Textile Products). Além de antiviral, a poliamida Amni® Virus-Bac OFF também tem ação antibacteriana comprovada, de acordo as normas têxteis internacionais AATCC100.

A Rhodia destaca que esta tecnologia é uma barreira adicional no combate à contaminação cruzada de vírus e bactérias. O uso de peças com a poliamida Amni® Virus-Bac OFF não elimina a necessidade de cuidados de higienização frequente, segundo as instruções de segurança da OMS (Organização Mundial da Saúde) perante o cenário de pandemia do novo coronavírus.

antiviral-2A Santaconstancia tradicional empresa brasileira do setor têxtil que atua há mais de 70 anos na produção e comercialização de tecidos de moda e de alta tecnologia para esporte e praia lançou neste mês de junho uma linha inédita e inovadora de tecidos elaborados com fios de poliamida 6.6 antiviral e antibacteriano, o primeiro do mercado com princípio ativo permanente, que não sai nas lavagens. O produto atende a uma demanda crescente por soluções que protejam as pessoas da contaminação pelo novo coronavírus, além de outras doenças. Com este lançamento, a empresa amplia o seu portfólio de clientes e entra pela primeira vez no nicho voltado ao mercado de saúde.

gabriella-pascolatoA diretora de Marketing da Santaconstancia, Gabriella Pascolato Costa (na foto à direita)  explica que o novo tecido, feito com a poliamida 6.6 Amni® Antiviral, poderá ser utilizado na confecção de roupas e acessórios em geral, inclusive máscaras, uniformes, aventais e roupas de proteção hospitalar: “O produto tem a vantagem de servir tanto para a fabricação de roupas do dia a dia, seja de lazer, trabalho ou esporte, como para peças de uniformes e vestimentas de profissionais do setor de saúde, que exigem alta qualidade, durabilidade e segurança. Um dos diferenciais desse tecido é que a tecnologia tem o efeito permanente, ou seja, não se perde nas lavagens, pois o princípio ativo encontra-se nas próprias moléculas do fio. É um ponto muito importante, pois existem no mercado tecidos com funcionalidade parecida, que receberam uma impregnação antiviral, mas cuja eficácia é perdida em aproximadamente 20 lavagens”.

E completa que a nova linha de tecidos antivirais e antibacterianos deverá evoluir para cerca de 35% das vendas da Santaconstancia. A estimativa é que 40% desse total represente o fornecimento à cadeia de vestuário para o setor de saúde e 60% para os demais segmentos de moda. “Já temos demandas de hospitais e clínicas, além de nossos clientes habituais, entre confeccionistas, estilistas e atacadistas. Em poucas semanas, essas roupas e acessórios produzidos por diferentes marcas estarão disponíveis para o consumidor final”, conclui a executiva.

O lançamento é resultado de uma parceria entre a Santaconstancia e a Rhodia, empresa do grupo químico internacional Solvay presente no Brasil desde 1919.  A multinacional desenvolveu a tecnologia dos fios com seus pesquisadores brasileiros, com o objetivo de eliminar e bloquear a proliferação de bactérias e a transmissão de vírus em artigos têxteis. Na fábrica da Santaconstancia, o processo de fabricação do tecido é feito com água de reuso em circuito fechado, reduzindo ao mínimo o desperdício e evitando o consumo de água potável. “A Santaconstancia carrega em seu DNA a preocupação com as pessoas e com o meio ambiente. Oferecer uma proteção adicional às pessoas neste momento de pandemia de Covid-19 é muito importante. Essa é mais uma ação que fazemos juntos com a Rhodia, nossa parceira há mais de 50 anos”, diz Gabriella Pascolato.

2993dc0b-d65c-43ea-868d-43c439d70e390“Nós da Rhodia estamos felizes em trazer ao mercado têxtil com nossos parceiros como a Santaconstancia uma solução antiviral neste momento de reabertura das cidades. E ainda maior orgulho por ser uma tecnologia desenvolvida 100% no Brasil”, afirma Renato Boaventura, Vice-Presidente Global de Poliamida e Fibras da Rhodia, Grupo Solvay.

Como funciona a proteção do tecido contra vírus e bactérias

Segundo pesquisadores do mundo todo, o novo coronavírus pode permanecer em superfícies inanimadas por no mínimo 2 dias em temperatura ambiente, inclusive em roupas com tecidos comuns. Os testes feitos com a poliamida 6.6 Amni® Antiviral mostram que o fio tem a capacidade de inativar (OFF) 99% dos micro-organismos (vírus) e eliminar bactérias presentes na superfície têxtil, reduzindo a probabilidade de contaminação e aumentando a segurança do usuário. A tecnologia evita a contaminação cruzada de vírus envelopados (coronavírus, influenza, herpesvírus) e não envelopados (rotavírus, adenovírus, papilomavírus) – rompendo o envelope lipídico e bloqueando as regiões proteicas – e elimina as bactérias causadoras de doenças como pneumonia e meningite.

4432435-santa-1“Além de proteger, outros benefícios do novo tecido são a maciez oferecida pelo material da poliamida 6.6 e o conforto térmico, permitindo o uso de uma roupa confortável em várias ocasiões e fácil de lavar. Essa é uma tecnologia que veio para ficar, mesmo quando a pandemia de Covid-19 passar. É um tecido que se tornará universal para o dia a dia”, prevê a Gabriela Pascolato Costa (na foto ao lado com o Alessandro Pascolato e Costanza Pascolato)  diretora de Marketing da Santaconstancia.

A nova linha terá opções de cores variadas (lisa e estampada) e conta com cinco tipos de tecidos de malha: Light ® Vírus Bac OFF Permanente, Flux? ® Vírus Bac OFF Permanente, Link ® Vírus Bac OFF Permanente, Evolution Plus ® Vírus Bac OFF Permanente e Up Soft ® Vírus Bac OFF Permanente. O custo dos tecidos antivirais e antibacterianos será em torno de 15% maior em relação às linhas tradicionais de malhas similares em poliamida já comercializadas pela tecelagem.

Sobre o Grupo Solvay

114A Solvay é uma empresa de ciências cujas tecnologias oferecem benefícios em muitos aspectos da nossa vida cotidiana. Com 24.100 empregados em 64 países, a Solvay une pessoas, ideias e elementos para reinventar o progresso. O Grupo busca criar valor compartilhado sustentável para todos, principalmente por meio do programa Solvay One Planet, elaborado em torno de três pilares: proteger o clima, preservar recursos e promover uma vida melhor. As soluções inovadoras do Grupo contribuem para produtos mais seguros, limpos e sustentáveis, que podem ser encontrados em residências, alimentos e bens de consumo, aviões, carros, baterias, dispositivos inteligentes, equipamentos de saúde, sistemas de purificação de água e ar. Fundada em 1863, a Solvay está hoje entre as três principais empresas do mundo na maioria de suas atividades e obteve vendas líquidas de € 10,2 bilhões em 2019. A Solvay está listada na Euronext Brussels (SOLB) e Paris e nos Estados Unidos, onde ações (SOLVY) são negociadas através de um programa de ADR Nível I. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia.

Sobre a Santaconstancia

antiviral-1A Santaconstancia é uma das líderes do mercado têxtil em inovação de tecidos e no desenvolvimento de produtos pioneiros, de alta qualidade, sustentáveis e com moderna tecnologia fabril própria. Instalada em São Paulo, a tecelagem atua há mais de 70 anos na produção e comercialização de tecidos para diversos segmentos de vestuário. Seus clientes B2B da cadeia varejista são confeccionistas, estilistas e atacadistas de todos os portes, presentes majoritariamente no Brasil, mas também no exterior. Fundada em 1948, a Santaconstancia sempre esteve na vanguarda da moda, lançando estilos e tendências, com um DNA criativo e inovador mantido através de três gerações da família Pascolato. Hoje, a empresa é comandada pelo sócio e presidente Alessandro Pascolato, filho da fundadora Gabriella Pascolato. Site: www.santaconstancia.com.br.

da redação com informações do Grupo Solvey/Rhodia no Brasil pela Pexpress, Fibras/Rhodia pela Index e da Santaconstancia pela assessora Marina Segre imagens: fotos/divulgação

V.SPACE

worldfashion • 25/06/20, 16:18

1Em sinergia com um mercado em constante transformação, a Vicunha, acaba de lançar ao público a versão completa do catálogo virtual de seu portfólio.

É o primeiro app do setor têxtil com simulação 3D, o V.Space permite navegação ágil e intuitiva pelos mais de 150 produtos e 500 itens de conteúdo audiovisual e oferece funcionalidades que facilitam a imersão em todo o universo da marca. A plataforma conecta todos os públicos do mercado têxtil em um só lugar e está disponível gratuitamente para download em três idiomas na Apple Store e no Google Play.

2Com a novidade, a Vicunha confirma seu protagonismo no setor ao oferecer inovação, agilidade e simplicidade no acesso a seus serviços e soluções, promovendo aproximação com funcionários, força de vendas, clientes, parceiros e entusiastas da moda. O aplicativo funciona como um hub de conhecimento e informações exclusivas disponibilizadas pela fabricante, e desempenha um papel estratégico para os negócios em um novo contexto de mundo, com foco na conectividade com seus diversos públicos e nas necessidades específicas de cada cliente.

german_imgl7709-ok-427x640De acordo com German Alejandro(na foto à esquerda) Diretor Comercial e de Marketing, a plataforma tem como objetivo promover relações duradouras, em qualquer hora e em qualquer lugar do mundo, por meio de ofertas assertivas e maior autonomia conferida ao cliente. “Desde o processo produtivo à apresentação do portfólio, nossa inovação tecnológica aparece de ponta a ponta e surge em um momento desafiador e necessário que exige maior agilidade e aproximação com nossos públicos, que procuram as melhores soluções em tendências de moda, sustentabilidade, design e produtos inovadores em um só lugar, materializando nosso modelo de negócios conhecido como one stop shop”, explica o executivo.

O resultado é uma ferramenta de navegação simples, que garante autonomia ao cliente para selecionar seus produtos favoritos. Como complemento, o usuário conta com o auxílio de uma consultoria capacitada e eficiente da equipe comercial e de especialistas.

Dá uma olhada nas funcionalidades do novo V.Space:

4• V.Products: todos os tecidos, especificações técnicas e seus diferenciais, fotos de produtos, shapes, shades de lavagens e vídeos;

• V.News: as principais novidades da Vicunha, como detalhes de produtos, campanhas, projetos, feiras, eventos, webinars;

5• V.Trends: as últimas tendências sobre moda, arte e comportamento em um guia completo com os principais lançamentos da Vicunha para cada temporada;

• Sustentabilidade: informações sobre as práticas sustentáveis e certificados da Vicunha, bem como novidades sobre o tema;

• Lista de Desejos: aqui os clientes podem escolher os tecidos desejados, solicitar pilotagem ou realizar desenvolvimento exclusivo e compartilhar com sua rede de contatos.

Para baixar e testar o aplicativo, basta acessar o link: https://apps.apple.com/br/app/vspace/id1439614652 ou  https://play.google.com/store/apps/details?id=br.grupovex.vicunha

da redação com informações da Press Pass  imagens: fotos/divulgação

TECIDOS ANTIVIRAIS

worldfashion • 18/06/20, 14:23

senai-visita2-196O Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil - SENAI CETIQT - vem reunindo parceiros para o desenvolvimento de tecidos antivirais, no combate à disseminação do COVID-19,  um deles é a Diklatex, única indústria têxtil selecionada no Edital SENAI de Inovação da Indústria – Missão contra o COVID-19 e que desenvolve o projeto do tecido antiviral.

O projeto consiste no desenvolvimento de têxteis funcionais com propriedades antivirais e já conta com pesquisas e testes de eficácia realizados pela Bio-Manguinhos/Fiocruz, organização das mais gabaritadas no país, para este fim.  A expectativa é que sejam produzidas 600 mil peças por mês, entre máscaras, aventais e scrubs, que contarão com compostos químicos que já conseguiram inativar os vírus do sarampo e da caxumba em testes.

A observação da eficácia em relação ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) está em execução e terá seus resultados divulgados até o final de junho deste ano.

Desde março, equipes com médicos, microbiologistas, engenheiros têxteis, de materiais e químicos, trabalham no desenvolvimento da solução.

adriano-passos“A plataforma de inovação em fibras trabalha em soluções inovadoras que envolvem o mapeando de matérias-primas alternativas, o desenvolvimento de novas formulações para funcionalização de antivirais em substratos têxteis e ajustes de processo aplicação. Temos o apoio do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção na produção de protótipos de itens hospitalares. A Bio-Manguinhos/FIOCRUZ é um parceiro importante em nosso desenvolvimento para determinação antiviral no artigo têxtil”, afirma Adriano Passos (na foto à esquerda) coordenador da plataforma de Fibras do Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras, organização integrante do SENAI CETIQT.

A Bio-Manguinhos está testando, experimentalmente, a ação antiviral do tecido em seu Laboratório de Tecnologia Virológica (LATEV). Segundo a chefe do laboratório, Sheila Maria Barbosa de Lima (na foto à esquerda junto com Waleska Schwarcz) os estudos foram iniciados usando como modelo outros vírus de transmissão respiratória, como os de sarampo e caxumba, agentes biológicos que podem ser manipulados em laboratório com Nível de Biossegurança 2 (NB-2) e que possuem modo de transmissão semelhantes ao Sars-CoV-2.sheila-de-lima-e-waleska-schwarcz1adriana-azevedo1

A equipe das pesquisadoras Adriana Azevedo (na foto à direita)  e Waleska Schwarcz esta conduzido os ensaios e declaram que: “Nossos resultados preliminares demonstraram que amostras de tecidos formulados pela Diklatex foram capazes de inativar 99% das partículas virais (sarampo ou caxumba), nos ensaios in vitro. Os tecidos com maior ação antiviral serão selecionados para a próxima etapa do estudo que irá avaliar a eficiência antiviral dos têxteis contra o Sars-CoV-2 em laboratórios NB-3. Até o momento, os resultados alcançados são promissores e a expectativa é que em curto prazo seja comprovada a ação antiviral também contra o novo coronavírus”, conclui a chefe do Laboratório.

andre-jativaAndré Jativa (foto à direita)  diretor executivo da Diklatex afirma que “desta forma, consolidamos nossa presença como marca que pensa além e fazendo isso primeiramente por nossa nação, nossas empresas e nossas pessoas. É assim que enxergamos o nosso papel e o da indústria têxtil nacional, nessa crise. Eduardo Habitzreuter, engenheiro têxtil da Diklatex, cita a importância da valorização a produção e toda a cadeia nacional. “Este projeto produziu e agrega muitos conhecimentos técnicos, já que depois desta pandemia poderemos ampliar ainda mais o espectro de aplicações têxteis diferenciadas, produzindo soluções inovadoras que quebrarão alguns paradigmas do mercado e até mesmo uma maior independência nacional em relação à estas soluções.”

O projeto é financiado com recursos do Edital de Inovação para a Indústria (SENAI) e pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Sobre o SENAI CETIQT - Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil - criado em 1949 - é formado pela Faculdade SENAI CETIQT, Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras e Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção. E hoje é um dos maiores centros de geração de conhecimento da cadeia produtiva química, têxtil e de confecção, setores que juntos geram cerca de 11,9 milhões de empregos no país.

da redação com  informações da Target  imagens:fotos/divulgação