VAREJO ON LINE / OFF LINE

worldfashion • 08/09/21, 17:42

1_omni-channel-technology-online-retail-businessMuitas mudanças ocorreram na forma de vender e comprar, o varejo se adaptou rapidamente, utilizando as tecnologias disponíveis, para atingir o que realmente importa: a atenção e o bem-estar do consumidor, que exige cada vez mais segurança, transparência, agilidade e confiança. Na matéria um artigo do Erick Buzzi da  VTEX  multinacional que desenvolve plataformas de e-commerce em mais de 30 países, a Dafiti Group em parceria com a WGSN Mindset que apontam o futuro do e-commerce de moda, a Shop2Gether apresenta a 8ªedição do projeto “Novos Designers”, especialista em cibersegurança explica como o gerenciamento pode diminuir drasticamente invasões a sistemas e vazamentos de dados, as grandes rede de lojas focam na sustentabilidade e no upcycling e várias marcas inauguram espaços “omnichannel”  proporcionando ao consumidor experiências exclusivas com os seus produtos.

ARTIGO

O varejo nunca mais será o mesmo - Por Erick Buzzi*

1614352723024Ainda sentiremos por muito tempo o impacto das mudanças globais que a pandemia provocou na forma como compramos e vendemos. Para começar, duas novas palavras já estão incorporadas ao cotidiano do varejo: contactless e frictionless. Em bom português: sem contato e sem atrito. Não importa quanta tecnologia e investimento sejam direcionados para promover essa experiência fluída que os consumidores esperam, é o que temos a fazer.

Entres as muitas incertezas que ainda nos aguardam, podemos trabalhar com a convicção de que o crescimento das vendas on-line não é uma tendência temporária. Ele sinaliza um comportamento que veio para ficar e pressiona o varejo a um crescente movimento de aderência à transformação digital. O que significa abraçar a tecnologia para oferecer aos clientes uma experiência de compras muito mais avançada.

“A maior conclusão de 2020 é a mudança para o comércio eletrônico; os consumidores adotaram as compras on-line com vigor e os varejistas responderam com o lançamento rápido de novas tecnologias”, diz a National Retail Federation.

Mas as tendências deste ano não são definidas apenas pela adoção das novas tecnologias. Quem aponta os rumos do futuro são os clientes. Eles assumiram novos comportamentos de compras, exigindo também novas posturas das marcas em sintonia com a cultura que emergiu do caos. A pandemia trouxe à tona o consumismo consciente e as pessoas agora querem comprar menos e melhor. Elas esperam que as marcas atuem em sintonia com seus valores e demonstrem credenciais éticas e sustentáveis.

Ao mesmo tempo, as pessoas também querem mais atenção, agilidade, transparência e personalização em diferentes pontos de contato. Tanto para detectar as mudanças culturais, como para atender às crescentes expectativas por mais facilidades na jornada a resposta é investir em tecnologia. O grande problema é que as organizações mais atrasadas na transformação digital vivenciaram uma grande corrida contra o tempo para não perder mercado em 2020 e agora é o momento chave de corrigir falhas e avançar ainda mais nesse processo.

“O bem-estar será considerado uma necessidade, não um luxo. A pandemia levou os consumidores a repensar como vivem, como trabalham, o que valorizam e o que desejam em sua vida. Eles voltaram sua atenção para a saúde e o bem-estar e procurarão comprar de marcas confiáveis que combinam tecnologia com significado para ajudá-los a viver uma vida melhor e mais conectada”, disse Mindy Grossman, CEO da WW International.

Em artigo na Forbes, o autor e futurista Bernard Marr comenta as tendências que devem moldar 2021 e elas reforçam a importância da tecnologia para acompanhar a jornada de compras nesse momento profundamente transformador para o varejo:

• Omnichannel é um desafio que envolve a união de várias tendências, incluindo IA, robótica, IoT e realidade estendida (XR) - que inclui realidade virtual e aumentada (VR / AR).

• O varejo de big data impulsionado por IA vem amadurecendo e os principais varejistas contam com análises avançadas para entender o que deve ser estocado nas lojas e aumentar a eficiência em logística, além de iniciativas voltadas para o cliente, como chatbots e assistentes virtuais.

• A tecnologia de reconhecimento de voz alimentada por IA foi aprimorada a ponto de realmente poder ser usada para agregar valor tanto na loja quanto por meio de aplicativos de e-commerce. Será usada cada vez mais para obter informações e fazer compras e os varejistas irão adaptar sua infraestrutura para se adequar a esses hábitos.

Se tudo isso parecer futurista além da conta, pense que todas essas tecnologias já estão disponíveis e são muitas as possibilidades de conexão entre elas para promover iniciativas inovadoras. A pressão dos clientes e do mercado não vai parar daqui para a frente. Essas previsões também se conectam com as tendências apontadas pela National Retail Federation - NRF para os próximos meses:

• Marcas com vendas diretas ao consumidor, flexionando os músculos da parceria e explorando modelos para se diferenciar, verão crescimento e lucratividade perturbadores. As marcas Direct To Consumer introduziram novas categorias e estão injetando novas energias no aperfeiçoamento de seus objetivos de obsessão pelo cliente.

• A transformação da cadeia de suprimentos foi acelerada pela pandemia, alavancada pelo 5G e sustentada por investimentos substanciais em soluções digitais.

• O livestreaming será o centro das atenções, com potencial para ser uma das categorias de crescimento mais rápido no ecossistema digital one-to-one. O Interactive Advertising Bureau informou que as vendas geradas pela transmissão ao vivo devem dobrar para US $ 120 bilhões em todo o mundo em 2021. Os especialistas dizem que os compradores digitais querem mais do que apenas um produto; eles querem sentir uma conexão com uma marca. Assim, um número crescente de marcas está incorporando a transmissão ao vivo em sua estratégia.

• Adoção de tecnologia robótica, robôs de entrega de comida e veículos autônomos. Os robôs da loja devem coletar e processar dados de maneira precisa, repetida e autônoma para resolver problemas de negócios. Os drones ainda têm o potencial de tornar certas viagens obsoletas, conservar energia e contribuir para práticas mais sustentáveis.

• “Evolução” é a palavra para shopping centers. Os compradores voltarão após a pandemia, mas os shoppings precisam ser reinventados com ambientes menores e mais atraentes.

• A tecnologia touchfree se tornará a tendência. As compras digitais dispararam, os pagamentos sem contato rapidamente se tornaram a norma e a realidade aumentada estão prontas para crescer.

• Social Commerce tem potencial para crescer mais rápido que o comércio eletrônico geral. A ideia de varejistas e marcas criarem experiências de compra por meio das mídias sociais decolou. Seu poder de permanência é inegável por várias razões, incluindo os sentimentos exclusivos que essas oportunidades criam, a chance de construir a intenção de compra e o processo de pagamento sem atrito que dá um novo significado à palavra “perfeito”. A Technavio informou recentemente que o mercado global de Social Commerce deve crescer US $ 2.051 bilhões durante 2020-2024, progredindo a uma taxa composta de crescimento anual de quase 31 por cento. Quem está liderando o ataque? Facebook, Instagram, Twitch, TikTok, Pinterest e Spotify.

• A fabricação On-demand permite que as marcas respondam mais rapidamente às mudanças na demanda dos clientes, criem produtos conforme os pedidos são colocados e mantenham quantidades mínimas de estoque.

• Procurar maneiras de monetizar os dados do cliente é a aposta para os varejistas; o desafio é fazer isso em um verdadeiro ecossistema omnichannel. As empresas que acertarem serão onipresentes para os compradores - conectando-se on-line, em lojas e por meio do comércio social e garantindo que cada ponto de contato seja sem atrito. Um facilitador fundamental de todas as coisas digitais é o 5G. Os consumidores não podem se dar ao luxo de serem desconectados, então nem é preciso dizer que as empresas também não.

• Os clientes querem opções de pagamento em cada etapa da jornada. O modelo de pagar por itens na íntegra está desaparecendo à medida que a próxima geração de compradores adota modelos e assinaturas de pagamento complementar.

• As marcas enfrentam novas regulamentações de privacidade que exigem investimentos em plataformas de dados de clientes. Enquanto os varejistas buscam o próximo Santo Graal da segmentação, procure aqueles que têm bancos de dados gigantes e / ou parcerias para vencer.

Avaliando as trends que foram identificadas nesse artigo penso que a pandemia apenas acelerou todos esses movimentos, sejam eles culturais ou de digitalização, trazendo rapidamente à tona tudo o que já era esperado em um processo natural de evolução. Mas ainda temos um intenso trabalho de adaptação das organizações que correm para se unir em ecossistemas digitais mais avançados porque não há mais tempo a perder.

Com tantas mudanças em curso, o futuro pode ser imprevisível. Cada vez mais vamos ter o uso intenso da tecnologia para aperfeiçoar a experiência de compras em uma jornada que se tornou mais complexa. Com o cliente no centro de todas as iniciativas, o objetivo agora é corresponder aos seus novos níveis de consciência e às crescentes demandas por experiências fluídas. Esse é o mix que vai definir quem pode superar os desafios à frente e sair fortalecido para as próximas ondas que virão.

*Erick Buzzi, VP de vendas da VTEX, multinacional que desenvolve plataformas de e-commerce em mais de 30 países

E-COMMERCE

DAFITI GROUP

O maior grupo de e-commerces de moda e lifestyle da América Latina, fundado em 2011 e com atuação em 4 países (Argentina, Brasil, Chile e Colômbia), com o propósito de revolucionar o ecossistema da moda com inteligência. Conta com mais de 3.800 talentos, dedicados a proporcionar a melhor experiência de compra dos clientes e a ser a plataforma de escolha para nossos parceiros. Potencializado por um ecossistema de tecnologia e infraestrutura das operações, propõe valor e é baseada em oferecer: o melhor portfólio e curadoria, inspiração de moda, os melhores preços, a melhor conveniência e tudo isso com o cuidado em gerar impacto positivo às pessoas e ao planeta. Em 2020, nossas plataformas tiveram mais de 7,7 milhões de clientes ativos, gerando um NMV de R$3,4 bilhões.

A WGSN Mindset, braço de consultoria da WGSN, líder mundial em previsão de tendências, sempre olhando para o futuro dos negócios dos clientes, ajuda mais de 200 em todo o mundo a criar os produtos certos na hora certa para o consumidor do amanhã. Com serviços que abrangem as percepções do consumidor de diversas indústrias, como alimentos e bebidas, beleza, design de interiores, estilo de vida, moda, análise de dados e consultoria especializada.

image20210512190807-640x334Em Maio último, lançaram um estudo inédito sobre o futuro do e-commerce de moda. O conteúdo se aprofunda em análises do comportamento do consumidor em vista das grandes questões atuais e aponta os caminhos para o futuro, trazendo informações essenciais para compreender o momento presente e as perspectivas para o setor nos próximos anos.

O estudo propõe um olhar abrangente para diversos aspectos da moda como negócio e como inspiração. Diversidade, inclusão e sustentabilidade, já em voga atualmente, são temas que ditam os rumos daqui em diante, alinhados com o propósito das marcas. O digital continua ganhando força, mas deve desenvolver ferramentas que criem uma experiência de compra mais próxima da presencial, enquanto as lojas físicas serão redimensionadas para permitir um distanciamento maior entre as pessoas e aumentar a integração digital. Muda também o perfil dos influenciadores, que passam a ser figuras de autoridade, criadores de conteúdos de impacto, que usam suas plataformas para promover mudanças reais na sociedade. Destaque para a qualidade e a relevância do conteúdo, não apenas quantidade de seguidores.

CD // Dafiti // Extrema - MG // Rafael RoncatoA análise qualitativa foi elaborada a partir do mapeamento de tendências comportamentais e conversas com especialistas brasileiros do setor e experts do Dafiti Group. Dividido em três pilares, o estudo apresenta insights sobre o consumidor, o varejo de moda e o varejo de moda online. Para olhar para o futuro, a análise começa revendo a evolução do setor nos últimos 10 anos, partindo de 2011, quando os brasileiros faziam suas primeiras compras pela internet e a Dafiti era lançada no país - peça-chave na disrupção do setor e na revolução do hábito de consumo dos latinoamericanos. Em seguida, se aprofunda nas mudanças recentes do varejo, parte iniciada antes da pandemia e parte acelerada pelos acontecimentos desencadeados pela crise sanitária e econômica mundial. E chega a caminhos possíveis para daqui em diante, já traçando um paralelo com o que os e-commerces já têm colocado em prática nos últimos tempos, com práticas e exemplos já experienciados ao redor do mundo.

image20210512190748-640x640CONSUMIDOR - O estudo categoriza sete prioridades chave dos consumidores daqui para frente, e são essas prioridades que guiam a organização dos conteúdos no estudo: 1)reforma social, 2)proteção e segurança, 3)dicotomia tecnológica, 4)novas comunidades, 5)meio ambiente, 6)geração recessão e 7)novas alianças. São essas prioridades que direcionam como desejam consumir, afetando diretamente suas escolhas de moda.

Neste primeiro pilar de análise, destacam-se conceitos como diversidade, autoexpressão e segurança. Isto significa que, daqui para frente, inclusão e sustentabilidade serão estruturais para qualquer marca e devem impactar não só a comunicação, mas toda a forma de pensar o negócio. A análise mostra que pandemia, emergência climática, descolonização e recessão já são atualmente propulsores de transformação social, e levam a pressão por reformas sociais, busca por mais segurança, reduzindo o consumo por gratificação imediata, estreitamento de comunidades e maior atenção às questões ambientais.

Outro ponto de atenção é a importância de permitir que as pessoas se destaquem a partir das suas personalidades, pois o consumidor deve valorizar cada vez mais marcas que dão espaço à pluralidade de identidades e também de interesses em cada indivíduo.

O varejo de moda físico e online

image20210512190759-640x640Conectado à valorização e importância da autoexpressão do consumidor, no futuro veremos o varejo com lojas físicas mais inspiracionais e acolhedoras, que transmitam segurança e conforto. Após a pandemia, os consumidores devem passar menos tempo dentro das lojas e interagir menos com os produtos, e os espaços devem ser projetados de forma a permitir maior distância entre os clientes.

Já uma das principais tendências do digital é ser “menos digital”. Nos próximos anos, o online deverá investir em aprimorar a conveniência da compra online e ser capaz de proporcionar experiências de compra mais próximas da presencial e do relacionamento humano, por meio de realidade aumentada, por exemplo, além de jornadas mais interessantes. Todo o processo de compra importa e deve ser atrativo.

Dafiti Group há 10 anos liderando o varejo de moda online na América Latina e atuando na vanguarda do setor, contribuiu com a inovação do hábito de compra e com as oportunidades de uma experiência de compra em moda ainda mais propositiva e inspiradora a seus clientes. Ao completar uma década, a empresa alia-se a grandes especialistas do mercado para produzir esse estudo e, a partir de suas conclusões, se posicionar para um futuro de ainda mais contribuições ao setor.

samantha-albuquerque“Ao longo de nossa jornada, vimos o setor se alavancar e estivemos à frente de importantes tendências do nosso mercado. Nos tornamos ponto de partida da moda em nossa região de atuação, somando hoje mais de 7.7 milhões de clientes ativos. E acreditamos que, daqui em diante, o consumidor estará ainda mais consciente e em busca de marcas que ofereçam a ele ferramentas para se inspirar, expressar, consumir uma experiência conveniente e com ainda mais significado. Mais do que um processo de imersão em nosso DNA e entendimento das possibilidades, esse estudo nos propõe olhar além, para o que desejamos construir nos próximos anos - e essa construção é coletiva, apoiando nossos parceiros e contribuindo para que todo ecossistema caminhe conosco”, frisa Samantha Albuquerque, Diretora de Marketing e também uma das entrevistadas no estudo.

Algumas iniciativas do grupo já estão apontados no estudo: para aprimorar a experiência online e aumentar a comodidade nas plataformas Dafiti, Kanui e Tricae o consumidor já tem acesso a recursos que facilitam a compra, como o Fit Finder, que ajuda a decidir o tamanho certo para cada corpo, além do Busca Look, que permite encontrar, no portfólio dos e-commerces, itens semelhantes a de imagens salvas no celular. Também estão disponíveis os serviços de Coleta em Casa, que permite a devolução ou troca de produtos de maneira ágil e cômoda para o cliente, e o Retira Fácil, com pickup points em estabelecimentos comerciais variados para retirada de produtos, contribuindo para a conexão de seu consumidor com o comércio local. Para os parceiros, o novo centro de distribuição automatizado, serviços de logística e a infraestrutura de marketplace.

Para elaborar o estudo, foram realizadas entrevistas com 10 especialistas no setor. Envolveram-se no projeto Cassandra Napoli - Estrategista sênior de Digital Media & Marketing na WGSN, Eduardo Ribeiro - Sócio-fundador e diretor executivo da DBMAX Inteligência Estratégica, Jackson Araújo - Consultor criativo e especialista em tendências, Michel Jasper - LinkedIn Top Voice 2020, Fundador do AMO VAREJO e Diretor Geral Web Jasper, e Petah Marian - Estrategista sênior na WGSN Insight.

Já do time Dafiti Group, os cofundadores Philipp Povel e Malte Huffmann trazem a expertise dos 10 anos à frente do grupo. Também contribuem Samantha Albuquerque (Diretora de Marketing), Francisco Faulhaber (Diretor de Platform Services) e Amilcar Zambrano (Gerente de Customer Experience e Business Development).

SHOP2GETHER

Foi lançado em 2012, é o maior e-commerce de moda nacional, que reúne grandes marcas e estilistas renomados ao lado de novos designers, promovendo assim uma rede de conexão potente, e atraindo consumidores de todas as gerações. O e-commerce Shop2gether é pioneiro no país em oferecer atendimento premium e serviços como: concierge e gift assistant, além das trocas de compras gratuitas e descomplicadas.

210811-shop2gether1622-altaCom a missão de apoiar, valorizar e incentivar o design de moda autoral nacional, o Shop2gether lança a oitava edição do projeto “Novos Designers”.

O programa, que tem curadoria de Ana Isabel de Carvalho Pinto, co-founder do e-commerce, selecionou oito novos talentos - dois a mais do que na edição anterior, que estão em sinergia nos seguintes pilares: mudanças regenerativas, longevidade, design emocional e heranças culturais. Esta edição traz a diversidade no perfil dos estilistas, inspirações e coleções.

Além da conhecida mentoria de Constanza Pascolato, o projeto desta vez contou com a jornalista Luanda Vieira como curadora-convidada, que emprestou seu olhar na revelação dos novos talentos da moda brasileira.

ana-isabel-de-carvalho-pinto“Neste ano voltamos nosso olhar para a criatividade e para marcas que tenham em seu DNA os valores de transformação’’, conta Ana Isabel.

Nesta temporada, o e-commerce continua a parceria com advogada e apresentadora Gabriela Prioli como embaixadora do projeto. Além dela, também contará com a presença da influencer Thai De Melo Bufrem, que será a agitadora digital das redes sociais do Shop2gether.

As marcas convidadas:

Argalji - Paetê, tafetá e linho são alguns dos materiais com os quais Argalji gosta de trabalhar. A marca da estilista carioca Monique Argalji mistura referências, mas sempre com uma boa dose de brasilidade. Fascinada por modelagens, Monique estudou na Parsons de NY e fez pós-graduação em modelagem criativa, na St Martins (Londres). As produções da marca são feitas em pequena escala, com lançamento de algumas peças únicas.

Cocteau Studio - Como nome em homenagem ao multifacetado artista francês Jean Maurice Eugêne Clément Cocteau, a marca de lenços e acessórios produz criações de arte para vestir. Seu objetivo é levar arte para o cotidiano ao criar peças atemporais que ultrapassam gerações. Com produção slow e o mais circular possível, as peças são feitas por artistas e artesãos locais.

Ímpar Ateliê - A marca da estilista Dandara Sevilha é responsável por produzir esculturas de vestir em cerâmica e porcelana de alta temperatura. Cada modelagem das peças é feita de maneira 100% manual, uma a uma, ou seja: uma nunca será igual a outra, mesmo que sejam do mesmo modelo. “Por isso o nome ímpar, pois é assim que cada peça que sai das minhas mãos é: ímpar, única, bela e imperfeita. Como eu, como nós, como a vida, como a arte”, explica Dandara.

Normando - De origem paraense, o estilista Marco Normando busca em suas raízes inspirações e referências para criar peças de alta qualidade. A marca desenvolve indumentárias que conversam com o consumidor contemporâneo desde a escolha de matérias-primas, passando por modelagens inteligentes e acabamentos minuciosos, até a alfaiataria construída com detalhamento.

Nui Nui - À frente da NuiNui estão Camilla Orellana e Julia Nogueira, que se uniram para a criação de peças atemporais e modernas, apresentadas em coleções cápsulas com foco na modelagem e na escala do processo produtivo 100% local. Feminina e autêntica, leve e fluída, autoral e artística são as palavras que definem a marca.

Weider Silveiro - Natural do Piauí, o estilista Weider Silveiro fundou sua marca em 2002 com o propósito de preencher uma lacuna existente no mercado de moda nacional no segmento de feminino jovem e, desde então, vem apresentando coleções sazonais onde tem como principal característica a junção de design contemporâneo com matéria prima experimental, sempre privilegiando o artesanato.

Dendezeiro - Criada pelos estilistas Hisan Silva e Pedro Batalha, a marca baiana aposta na moda sem gênero e sem distinção de tamanhos, criando peças descoladas que misturam influência urbana e da cultura baiana. O talento da dupla chamou a atenção até do Instagram e a marca foi a primeira grife brasileira a ser convidada para criar produtos em parceria com a rede social.

Mille Lab - A marca de moda marginal está ativamente conectada com o território em que atua, Grajaú, desde 2017, dentro do seguimento de Streetwear. Fundada e dirigida por Milena do Nascimento Lima, é uma marca ativista em busca do reconhecimento do corpo periférico, a sua estética, e do pertencimento desse corpo em todos os territórios possíveis.

SEGURANÇA - GESTÃO DE IDENTIDADE

ONE IDENTITY

É uma empresa da Quest Software(*) que ajuda as organizações a estabelecer uma estratégia de segurança centrada em identidade. Com um portfólio exclusivo de gerenciamento de identidade e acesso (IAM), nossa premiada oferta inclui governança de identidade, IAM centrado em AD, gerenciamento de acesso privilegiado e soluções de SaaS de identidade. A empresa auxilia as organizações a proteger sua empresa de ponta a ponta, fazer sua transformação digital sem problemas, eliminando os desafios de identidade e reduzindo a superfície de ataque de ameaças internas e externas. Nosso compromisso inigualável com o sucesso de IAM de longo prazo de nossos clientes é evidente em nossos 7.500 clientes em todo o mundo que contam conosco para gerenciar mais de 125 milhões de identidades.

À medida que os ciberataques crescem em volume e complexidade, a inteligência artificial (IA) está ajudando analistas de operações de segurança com recursos escassos a prever ameaças. Tecnologias de inteligência artificial, como machine learning e processamento de linguagem corporal, permitem que analistas respondam a ameaças com maior confiança e velocidade.

Hackeamentos geram graves problemas para as empresas. Além das perdas financeiras e de credibilidade junto ao mercado, vazamento de dados provenientes de um ataque ransomware, por exemplo, pode sim caracterizar uma violação da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), portanto passível de análise e sanção, por parte da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

No entanto, estão surgindo técnicas de computação para aumentar a privacidade, com soluções que protegem os dados enquanto eles estão sendo usados, permitindo o processamento, compartilhamento, transferências e análises seguras de dados, mesmo em ambientes não confiáveis. As implementações estão aumentando em análise de fraude, inteligência e compartilhamento de dados.

rogerio-soaresp“Existem no mercado soluções de IGA (Identity and Governance Administration) e PAM (Privileged Access Management) orientados pelas necessidades de negócios, não pelos recursos de TI. Por meio de uma arquitetura otimizada para automação, é possível tratar os principais desafios de governança de identidade e acesso que as organizações enfrentam. Ao agregar as identidades de uma variedade de fontes diferentes, é possível ter escalabilidade para gerenciar funcionários e usuários externos – durante todo o ciclo de vida e com todas as demandas de visibilidade e controle”, avalia Rogério Soares especialista em cibersegurança e diretor de Pré-Vendas e Serviços Profissionais da Quest Software, fornecedora global de software de segurança, de gestão de plataforma e de sistemas Microsoft

De acordo com dados divulgados recentemente pela consultoria global de tecnologia Gartner, 50% das grandes organizações adotarão computação para aumentar a privacidade para processamento de dados em ambientes não confiáveis ou casos de uso de análise de dados com várias partes até 2025. Segundo a consultoria 451 Research, empresa americana de pesquisa do setor de tecnologia, este framework é um dos projetos de segurança mais planejados nas organizações para os próximos dois anos, onde 49% das empresas estão desenvolvendo pilotos Zero Trust ou planejando implantar a tecnologia nos próximos 6 a 24 meses.

Algumas dicas do especialista de como manter um ambiente seguro com gestão de identidade:

•Certifique-se de que o acesso a todos os recursos seja seguro: independentemente se os recursos estejam na nuvem, ou sejam itens locais ou qualquer lugar que os usuário estejam localizados;

•Foque no controle de acesso: quanto menos privilégio, melhor. Qualquer pessoa tem acesso à rede, desde o CEO da empresa até quem está fazendo seu estágio profissional, o que permite passar de um elemento a outro. Empregue energias no gerenciamento de acesso.

•Visibilidade dos dados: é fundamental saber o que está acontecendo na rede e armazenar isso para alimentar outras ferramentas, gerar relatórios, ver como os usuários estão se comportando e quem está acessando quais recursos.

(*) A Quest é fornecedora global de soluções de software para simplificar demandas da TI corporativa das empresas que têm como grande desafio as rápidas mudanças causadas pelo crescimento exponencial da quantidade de dados, expansão de uso da nuvem, data center híbridos, ameaças à cibersegurança e requisitos regulatórios.

As soluções da Quest estão presentes em mais de 130 mil companhias, distribuídas por cerca de 100 países, com presença em 95% das empresas listadas no ranking da Fortune 500 e 90% das empresas listadas no Global 1000. Desde 1987, a companhia constrói um portfólio de soluções que incluem gerenciamento de banco de dados, proteção de dados, gerenciamento de identidades e acessos, gerenciamento da plataforma Microsoft e gerenciamento unificado de endpoints. Com a Quest, as organizações gastam menos tempo em administração de TI e mais tempo na inovação de seus negócios.

LOJAS COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE

C&A

Fundada em 1841 pelos irmãos Clemens e August na Holanda, a C&A entende e defende a moda como um dos mais fundamentais canais de conexão das pessoas consigo mesmas, com todos à sua volta e, por isso, coloca os seus clientes no centro da estratégia. Uma das maiores varejistas de moda do mundo, a C&A chegou ao Brasil em 1976 quando inaugurou a sua primeira loja no shopping Ibirapuera, em São Paulo (SP), que acabou de completar 45 anos, reforça seu compromisso com a moda circular no segundo semestre de 2021 e lança duas coleções-cápsulas com atributos de sustentabilidade.

13As novas coleções-cápsulas com atributos de sustentabilidade que vão desde o uso de algodão mais sustentável em 100% das peças, uso de energia renovável e água recirculada no processo de produção. No e-commerce da companhia, via site ou aplicativo, e em algumas lojas físicas encontrarão a coleção mais sustentável do mundo, chamada Ciclos, e a linha Mindse7 Sport + Sustentável, que traz roupas esportivas de poliamida biodegradável da marca.

A coleção Ciclos revoluciona, mais uma vez, o varejo de moda brasileiro ao trazer para o mercado a primeira coleção de malha da C&A com a renomada certificação mundial Cradle to Cradle® nível Gold produzida 100% em solo brasileiro. Até outubro de 2020, somente indústrias têxteis da Europa e da Ásia detinham esta certificação que assegura que as todas as peças foram pensadas e criadas em sua totalidade - isto é, da escolha do tecido, ao fio usado na etiqueta - com o uso materiais e produtos seguros, circulares, garantido ainda responsabilidade socioambiental em todo o processo.

Após dois anos de treinamentos intensos e rígidos processos de auditoria, a C&A alcançou o seu objetivo e trouxe esta certificação para a América Latina e para o Brasil. A partir de agora, a companhia e dois dos seus fornecedores estimulam a indústria têxtil nacional a repensar o seu modelo de trabalho e a adotar inovações em sustentabilidade que contemplam todos os processos e ciclo de vida do produto; geralmente olhados pela indústria de forma apartada.

Ou seja, em cada coleção Ciclos:

• 100% da água utilizada no processo de produção foi recirculada, ou seja, após utilizada, ela foi tratada e devolvida para o meio ambiente com qualidade igual ou superior a inicial;

• 100% de todo o algodão utilizado, incluindo até mesmo as linhas de costura, são de origem mais sustentável (adquiridos como BCI ou orgânico certificado na origem, respectivamente);

• 50% da energia utilizada veio de origem renovável, ou fomentou esse tipo de geração;

• 100% dos produtos químicos utilizados não apresentam riscos para o meio ambiente e para as pessoas, além de não conter metais pesados e perigosos nos botões.

• 100% dos produtos foram fabricados por empresas que mantém condições de trabalho em padrões superiores ao da legislação local para seus funcionários,

Como parte do processo progressivo da C&A de fazer uma moda com impacto positivo, a C&A também lança a linha Mindse7 Sport + Sustentável que alia informação de moda, tecnologia e redução do impacto no meio ambiente, já que a coleção foi produzida com tecidos que possuem atributos de sustentabilidade e menor tempo de decomposição.

24O tecido utilizado na coleção é construído a partir de poliamida biodegradável Amni Soul Eco®, que se decompõe em menos de três anos quando descartada corretamente em aterros sanitários. Para se ter uma ideia, em média, um tecido feito de poliamida comum demora 30 anos para se decompor, de acordo com os dados da Solvay - produtora do fio e a Fiocruz. Entretanto, mesmo com essa redução, a C&A ressalta que preferencialmente as peças devem ser encaminhadas para reuso ou reciclagem antes de ser dada essa destinação final.

Para isso, a marca disponibiliza as urnas do Movimento ReCiclo, iniciativa que oferece uma alternativa para a doação de roupas usadas que, posteriormente, serão encaminhadas a instituições parceiras para reuso ou reciclagem. Atualmente, as urnas estão disponibilizadas em mais de 175 lojas espalhadas por todo o Brasil.

Os lançamentos fazem parte do movimento #VistaAMudança da C&A, que promove iniciativas de sustentabilidade para preservar o futuro do planeta. A iniciativa visa ainda ampliar a oferta de produtos feitos com matérias-primas mais sustentáveis, ter uma abordagem para economia circular, promover condições de trabalho justas e seguras para a rede de fornecimento da companhia e engajar clientes e funcionários em busca de uma moda com impacto positivo.

O Padrão de Produto com o Certificado Cradle to Cradle®nível gold é o padrão mais avançado do mundo para materiais e produtos seguros, circulares e responsáveis, que verifica questões como segurança, circularidade e responsabilidade de materiais e produtos em cinco categorias críticas para a performance sustentável: saúde do material; circularidade do produto, ar limpo e proteção do clima, gestão da água e do solo; e justiça social.

RENNER

Constituída em 1965, a Lojas Renner S.A. foi a primeira corporação brasileira com 100% das ações negociadas em bolsa e está listada no Novo Mercado, grau mais elevado dentre os níveis de governança corporativa da B3. Seu ecossistema de moda e lifestyle é formado pelas marcas: Renner, que tem roupas e acessórios em diferentes estilos; Camicado, empresa do segmento de casa e decoração; Youcom, especializada em moda jovem; e ASHUA Curve & Plus Size, que oferece roupas nos tamanhos 46 a 54.?Atualmente, são mais de 600 lojas em operação, considerando todos os negócios. A Companhia opera ainda com a Realize CFI, que apoia a atividade de varejo, através da oferta e gestão de produtos financeiros. Além de estar presente no Brasil com todas as suas marcas, a Lojas Renner S.A. iniciou seu processo de internacionalização, ao inaugurar unidades da Renner no Uruguai a partir de 2017 e na Argentina em 2019.

rejeans_65439Dentro do propósito de construir uma moda responsável, a Renner segue aumentando a oferta de peças menos impactantes ao meio ambiente com diferentes iniciativas, e a novidade, desta vez, está na linha Re Jeans. A maior varejista de moda do Brasil vai lançar uma coleção cápsula licenciada feita com atributos de sustentabilidade e um tênis circular confeccionado com a técnica de upcycling, produzido em edição especial. Os dois lançamentos são inéditos.

Em 2018, a marca foi pioneira no mercado varejista brasileiro ao apresentar a primeira edição de Re Jeans, com uma coleção feita com tecido reciclado. No mesmo ano, criou o selo Re, que passou a identificar todos os produtos e serviços da marca na área da sustentabilidade. De lá para cá, a atuação da Renner nesta frente avançou e o jeans com conceito ecofashion foi ganhando cada vez mais atributos e representatividade.

“Atualmente, mais de 95% de todo o jeans da Renner é feito a partir de diferentes matérias-primas ou processos de menor impacto. Construímos uma jornada de evolução, que envolveu muita pesquisa e desenvolvimento em colaboração com nossos fornecedores. Isso nos permite entregar hoje aos clientes uma diversidade grande de peças responsáveis, com qualidade e muita informação de moda”, afirma a diretora de Estilo da Lojas Renner, Fernanda Feijó.

A coleção de produtos licenciados de Re Jeans tem roupas femininas do Garfield e masculinas do Snoopy, com opções de calças, shorts, jaquetas, camisas e bermudas, incluindo peças de Ashua, a marca plus size da Lojas Renner S.A. Os produtos contêm algodão responsável, cultivado respeitando requisitos e boas práticas de responsabilidade social e ambiental.

rejeans_65862O tênis tem três modelos, design genderless e numeração do 35 ao 43. O produto foi desenvolvido com a técnica de upcycling e fabricado com peças jeans já existentes (algumas estavam paradas em estoque e outras foram coletadas pelo programa de logística reversa da Renner, o EcoEstilo, que recebe roupas em desuso desapegadas pelos clientes). Por isso, cada tênis é único, com tonalidades e texturas diversas.

Dentro da diversidade de peças que estão nesta campanha de Re Jeans, também há roupas produzidas com baixo consumo de água, a partir de uma metodologia de mensuração de pegada hídrica desenvolvida pela Renner que mapeia as etapas de confecção e acabamento do jeans, fazendo um trabalho de engajamento junto à cadeia de fornecimento e melhorando os processos empregados.

As novidades de Re Jeans já estão disponíveis no e-commerce da Renner e também em sete lojas selecionadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

No segundo semestre deste ano a Renner, assinou contrato para aquisição de 100% das quotas de emissão do Repassa, plataforma online de revenda de vestuário, calçados e acessórios que atua em todo o Brasil. A conclusão da operação está condicionada a determinadas questões negociais acordadas entre as partes. O fundador e os principais executivos do Repassa permanecerão na empresa.

fabio-faccio-ceo-da-renner“Esta aquisição é o primeiro movimento inorgânico para a consolidação do nosso ecossistema de moda e lifestyle. Representa mais um passo desta jornada de evolução, dentre outras relevantes etapas que ainda temos pela frente. Além disso, tem grande aderência aos nossos pilares de atuação, focados na digitalização, na inovação e na sustentabilidade”, comenta o diretor presidente da Lojas Renner, Fabio Faccio.

O Repassa é uma startup nativa digital fundada em 2015 com base nas premissas ESG, e que conta atualmente com 300 colaboradores. A plataforma online, com foco exclusivo em moda, estimula o consumo consciente e prolonga a vida útil de roupas, calçados e acessórios em bom estado de conservação, gerando impacto ambiental e social positivo nesse processo.

rejeans_65107Em 2020, a Renner iniciou uma parceria com o Repassa, quando algumas lojas da varejista passaram a fornecer as “Sacolas do Bem” utilizadas pelos usuários para colocar e enviar ao Repassa as peças a serem revendidas. A receptividade dos clientes foi decisiva para a evolução do processo de aquisição.

“A união do Repassa com a Lojas Renner foi algo natural. Desde o início de nossa parceria, no ano passado, fomos percebendo grande sinergia nos negócios, na criação de valor para os clientes e, principalmente, no alinhamento dos propósitos e valores das companhias. Esperamos que essa união traga muito crescimento para o Repassa e que nós possamos encantar os clientes da Lojas Renner de todo o Brasil com uma moda mais consciente e circular”, diz o fundador do Repassa, Tadeu Almeida.

Ao contrário das plataformas de revenda peer to peer, que promovem a negociação direta entre os participantes, o Repassa opera no modelo gerenciado, com curadoria e controle de qualidade das peças e de toda a jornada do consumidor durante as transações - o que permite uma prestação de serviço mais completa e maior conveniência ao usuário, proporcionando encantamento.

Nesse sentido, todo o processo de avaliação física, precificação, fotos, manipulação, anúncio e entrega é feito pelo Repassa, o que gera menos trabalho ao vendedor. Os vendedores recebem um percentual sobre as receitas, que pode ser sacado mediante transferência bancária, usado para compras no site ou doado para ONGs parceiras. As peças reprovadas na etapa de curadoria também podem ser doadas. “O Repassa tem aderência ao nosso ecossistema em termos de posicionamento, experiência do consumidor, assim como valores e propósito”, acrescenta Fabio.

Renner promove circularidade desde 2011

rejeans_65117Foi pioneira em oferecer um serviço de logística reversa pós-consumo, o EcoEstilo. Com dez anos de existência, o programa já coletou cerca de 155 toneladas de itens descartados pelos clientes nas lojas, entre embalagens e frascos de itens de perfumaria e beleza e peças de roupa em desuso. Em 2020, a marca iniciou uma parceria com a plataforma Repassa, com o objetivo de aumentar as possibilidades de serviços relacionados à circularidade, ampliando o ciclo de uso dos produtos e complementando seu programa de logística reversa.

Todas estas iniciativas e projetos têm como diretriz principal o cumprimento dos compromissos públicos assumidos pela Lojas Renner para o final de 2021: ter 80% dos produtos menos impactantes, sendo 100% do algodão certificado; suprir 75% do consumo corporativo de energia com fontes renováveis de baixo impacto; reduzir em 20% as emissões de CO2 em relação aos níveis de 2017; e ter toda cadeia nacional e internacional de fornecedores com certificação socioambiental.

A ampliação da família Re Jeans representa mais um passo da evolução da Renner em sua estratégia de moda responsável. Desde 2017, a marca já comercializou mais de 130 milhões de peças do selo Re, confeccionadas com matérias-primas como o algodão e a viscose responsáveis, a poliamida biodegradável e o fio reciclado, além de técnicas e processos menos impactantes ao meio ambiente.

LOJAS OMNICHANNEL

HERING

Considerada uma das marcas mais amadas do Brasil, está presente na vida dos brasileiros desde 1880 e é reconhecida por mais de 90% da população nacional. Direcionada para os públicos masculino e feminino, carrega em seu DNA os atributos básico, original, espírito jovem, democrático e contemporâneo, tornando-se referência nacional em estilo de vida e de moda.

Há 140 anos no mercado, a Hering segue à frente do segmento de lifestyle casual e é considerada a maior rede de franquias de vestuário do Brasil. A marca acompanha as transformações históricas e culturais do país e já vestiu mais de cinco gerações de brasileiros. Reconhecida por seu conforto e qualidade, a Hering oferece produtos que combinam estilo e bem-estar, do casual ao despojado, vestindo toda a família.

00f445475b8b5880cf77fe4e5c7633d0Acaba de inaugurar no MorumbiShopping, o novo espaço com conceito mega store, com 400m² para oferecer experiência de compra mais fluida para o consumidor, que encontrará as marcas Hering, Hering Intimates e Hering Kids e Hering Baby no mesmo local.

7893763fbe0a1fbaa476b1fdf6989a8290c99b6fbefaca638672ea43509e0ba1A mudança já começa pela vitrine com o conceito open front, que permite uma entrada mais convidativa e próxima ao cliente, e na entrada da loja, os produtos básicos e atemporais da Hering expostos com destaque, apresentando ao consumidor o Básico do Brasil em grande estilo.

Além de toda a comunicação estratégica no ponto de venda, o visual merchandising intuitivo sugere aos clientes como as peças essenciais e as com informação de moda conversam entre si e podem facilmente compor looks para diversas ocasiões, desde o dia a dia a um momento mais especial. Já Hering Intimates também ganha espaço diferenciado com amplo portfólio de produtos e novidades do under ao sleepwear.

9548c33bfe3d82cee44bdf67acbb7a1bO consumidor poderá escolher suas peças sozinho ou contar com a ajuda do time de vendedores. Para encerrar as compras, não é necessário ir até o caixa, um dos colaboradores poderá encerrar a compra de qualquer área da loja através do checkout móvel.

A empresa vem investindo em tecnologia e acredita que a experiência de compra dos consumidores precisa ser única. Para isso a marca traz diversas novidades na nova loja, como os serviços phygital:

Showrooming - espaço onde o cliente pode encontrar modelos exclusivos do site ou numerações não disponíveis em loja.

Pick up Store - um armário inteligente para o consumidor que prefere comprar no site e buscar na loja sem precisar da ajuda dos vendedores.

7102c5d10c96962c03047765483a48ddCustomização do Seu Jeito: telas integradas ao site que permitem a customização de camisetas básicas.

Lounge - para proporcionar momentos de descompressão, espaço para uso do Wi-Fi grátis, inclusive com estrutura para trabalhar.

Provadores Inteligentes - que otimizam tempo que é fundamental, implantou a leitura RFID dos produtos que entram no provador, assim os clientes poderão ver, por meio de um tablet dentro da cabine, outras cores da mesma peça, preço e dicas de produtos para combinar e chamar um vendedor sem precisar sair ou interromper sua prova de roupas.

No ambiente dos provadores, a loja também terá uma cabine especial que permite que as clientes possam usufruir de mais espaço, conforto e até postar uma foto com as amigas que queiram ajudar na escolha das peças.

TRACK&FIELD

Uma das marcas líderes no segmento de wellness no Brasil, tem a missão de conectar pessoas a um estilo de vida ativo e saudável através de seus produtos e serviços. A empresa, atualmente, tem 268 lojas, sendo 31 próprias, 9 outlets e 228 franquias espalhadas por todo o território nacional. Está presente em 113 cidades e 25 Estados, com mais de 700 funcionários diretos, além de aproximadamente 1.500 colaboradores dos franqueados.

1E acaba de inaugurar (02/09/21), no Shopping Iguatemi São Paulo, sua Experience Store, uma loja de 230m² criada para conectar os clientes a um universo de experiências ligadas ao bem-estar e à vida saudável. O lançamento reforça o comprometimento da companhia com as soluções omnichannel, a integração entre o mundo online e off-line e o fortalecimento do vínculo com os públicos identificados com a marca .

fred-wagner“Vivemos um momento híbrido, onde o digital se tornou muito relevante na vida de todos, mas o contato humano se faz mais necessário do que nunca. Pensando nisso, criamos um espaço para aproximar e conectar, de forma simples, os consumidores ao nosso ecossistema de wellness”, diz Fred Wagner, CEO da Track&Field.

Um time exclusivo de concierge, inspirado nos serviços de hotelaria, estará disponível para facilitar a conexão dos clientes ao seu lifestyle favorito e cuidar, de forma personalizada, de toda a sua jornada - desde a escolha dos produtos, melhor forma de receber as compras, enviar presentes, até a inscrição em eventos e aproximação com treinadores e outros profissionais ligados ao bem-estar.

O ambiente é clean e intuitivo, com QR Codes que amplificam a linha de produtos e apresentam conteúdos em categorias como yoga, running, training e beach tennis. De forma rápida e simples, os clientes terão acesso a playlists, dicas com opções de aulas cristiana-poloniato2-640x427e treinos, além dos eventos oferecidos pela plataforma TFSports - que conta com mais de 227 mil usuários cadastrados e 40 modalidades esportivas diferentes.

Para reforçar ainda mais essa integração, a Experience Store abriga também o primeiro minimarket e café da marca, o TFCoffee, que oferece ao público um espaço de convivência, cardápio e curadoria de produtos gostosos e saudáveis.

“Por meio da convergência omnichannel, ofereceremos a total integração das vitrines online e off-line. Estamos lançando também, em primeira mão, a coleção Verão 2022, teremos novas embalagens sustentáveis e um destaque especial para nossa linha de acessórios”, conta Cristiano Poloniato, diretor de Marketing e Varejo da Track&Field.

VANS

A VANS® é parte da VF Corporation (NYSE: VFC), marca do original tênis, vestuário e acessórios para action sports. As coleções autênticas da Vans® são vendidas em 84 países através de uma rede de subsidiárias, distribuidoras e lojas parcerias. A Vans® possui mais de 2.000 lojas ao redor do planeta, incluindo lojas próprias, franquias e portas parceiras. A marca Vans® promove a expressão criativa na cultura jovem com os action sports, arte, música e cultura de rua além de entregar plataformas progressistas como o Vans Park Series, Vans Triple Crown of Surfing®, Vans Pool Party, Vans Custom Culture e o hub cultural e espaço para a música internacional House of Vans. No Brasil, a Vans é distribuída exclusivamente pela Arezzo&Co.

14E anuncia com muito orgulho a abertura da sua primeira Brand Showcase Store da América Latina, a Vans Store Avenida Paulista, com 250m2 de área construída e localizada na avenida concebida no final do século XIX, foi a primeira via pública asfaltada da cidade e carrega em sua história, os esportes de ação, a música e a arte, combinando para a criação e determinação do que hoje conhecemos como cultura de rua no Brasil: celebração da liberdade de expressão, apoio à diversidade em suas infinitas possibilidades e o incentivo à criatividade. E é considerado um dos principais centros financeiros, de serviços e de cultura do país. A loja tem dois andares repletos de experiências de marca, uma skate shop completa, além de receber as principais coleções de tênis, vestuário e acessórios que une o estilo de vida californiano com o multiculturalismo sul-americano.

633Desenvolvida para proporcionar a mais profunda e elevada experiência de varejo global da marca, a inédita Brand Showcase brasileira dá as boas-vindas aos seus fãs a partir de um espaço dedicado especialmente para a apresentação do propósito da Vans, de possibilitar a expressão criativa, através da exposição de materiais que elevam os valores, o DNA e as campanhas de marca que enaltecem o espírito “Off The Wall”.

945O piso térreo ainda é incrementado pela área de vendas das principais coleções de tênis, peças de vestuário e acessórios da Vans, como os icônicos Classics, em inúmeras variações de execuções para todas as idades; a linha desenvolvida especificamente para as demandas dos skatistas, os Skate Classics; a moderna e versátil família de tênis UltraRange; a extensa e completa franquia de calças Authentic Chino e as camisetas confortáveis e duráveis da marca, a Off The Wall Tee.

7Entre os andares, os consumidores são impactados pela intervenção de um dos principais ícones da cultura urbana nacional, o artista local da cidade de São Paulo, Felipe Yung, que assinou, estabeleceu e popularizou o seu nome nos muros do Brasil e de todo o mundo como “Flip”.

Há três décadas transitando de maneira original das ruas às exposições internacionais e unindo suas principais inspirações com elementos da cultura japonesa, Flip desenvolveu um projeto customizado para a Vans Store Avenida Paulista que, além de consolidar perfeitamente o DNA da Vans com a sua perspectiva artística, consagra principalmente a arte, a cultura urbana e a expressão criativa.

255O mezanino da Vans Store Avenida Paulista, construído especialmente para homenagear o nosso passado e reforçar o nosso comprometimento com o futuro dos esportes de ação, contempla uma área exclusiva para a celebração do skate, recepção das campanhas e produtos da divisão Vans Skateboarding e o grande diferencial: a operação de uma skate shop completa.

81Seguindo o padrão global de todas as Vans Stores do planeta, os dezenove pontos físicos da marca no Brasil - quinze Vans Stores (seis no estado de São Paulo, uma na região Centro-Oeste, três na região Sul, duas na cidade de Belo Horizonte, duas no Rio de Janeiro e uma em Fortaleza) e os quatro Outlets distribuídos entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás - incorporam o plano de segurança e de saúde nacional da Vans para combater o vírus da Covid-19. O Enxoval Covid é desenvolvido por ações que visam garantir a saúde, a segurança e a integridade das equipes de todas as unidades, quanto dos fãs e consumidores. Utilização obrigatória de máscara, controle e limitação do número de visitantes simultâneos, pontos de álcool em gel na loja e distanciamento seguro de 2 metros são as principais medidas adotadas pela Vans seguindo todas as orientações das organizações da saúde.

Fotos: Flávio Kenji

101SERVIÇO:

VANS STORE AVENIDA PAULISTA

Avenida Paulista, 2073 - Lojas 104 e 134 - Conjunto Nacional

Cerqueira César | São Paulo - SP | CEP: 01311-300

Telefone: (11) 3253-7333  Vendas Online: (11) 91306-8850

Horário de funcionamento: segunda a sábado das 9h às 21h

Domingos e feriados das 10h às 18h

Da redação com informações da VTEX por Hochmueller Comunicação; DAFITI  por RPMA Comunicação; Shop2Gether por Helena Augusta Assessoria de Comunicação; ONE IDENTITY por  Capital Informação; C&A po Máquina Cohn & Wolfe; RENNER por FSB Comunicação; HERING por MktMix Assessoria de Comunicação; TRACK&FIELD por ANK REPUTATION; VANS por MktMix Assessoria de Comunicação