AM-V

worldfashion • 05/08/20, 14:58

A Cedro Têxtil fabricante de denins e sarjas, lança um acabamento antibacteriano, antifúngico e antiviral -  AM-V, com tecnologia totalmente  brasileira, que pode ser aplicado a diversos tecidos da empresa. O acabamento  inativa o Covid-19 a partir de 2 minutos, o antimicrobiano viral e antifúngico,  atende a nova demanda por tecidos com proteção contra o novo Coronavírus.

cedro-amvDermatologicamente testado é hipoalergênico, e foi testado no ICB – Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (USP) e segue as normas ISO18184, de avaliação da atividade viral e AATCC 147, de avaliação da atividade microbiana. A eficácia é comprovada: ele inativa a SARS-COV-2 com 99,8% de eficiência, a partir de dois minutos, podendo apresentar uma pequena variação dependendo do tecido.

Além da proteção contra a Covid-19, o lançamento da Cedro Têxtil também age contra bactérias Staphylococcus, Escherichia, Klebsiella e contra o fungo Cândida albicans.

renata-garcia-1-640x360Renata Garcia, gerente comercial da companhia, conta que o acabamento é mais uma prova,  de que o setor têxtil e a tecnologia devem andar juntos. “A vestimenta do futuro é sustentável e aliada a funcionalidades. Por isso, a Cedro pesquisou, testou rigorosamente e, agora, chega ao mercado com um produto com altíssima eficiência, desenvolvido a partir tecnologia nacional”, explica.

O AM-V é constituído por nanotecnologia especial e compostos orgânicos, que são aplicados sem alterar as características originais dos tecidos e agem ativamente por pelo menos 30 lavagens. Sua concepção foi integralmente pesquisada e produzida no Brasil, com o intuito de combater o Coronavírus e ajudar no controle da pandemia, e é mais uma solução tecnológica que a Cedro Têxtil oferece aos seus clientes, inicialmente para a linha Workwear e sob demanda. “Estamos sempre atentos às necessidades do mercado e ficamos felizes em proporcionar ainda mais segurança aos trabalhadores brasileiros com uma solução tão eficaz”, finaliza a gerente.

da redação com informações da 22 Graus Comunicação e Marketing  imagens: fotos/divulgação

BIO PROTECT

worldfashion • 27/07/20, 11:34

A Santista, em parceria com a Nanox Tecnologia, acaba de lançar no mercado o Bio Protect, produto destinado ao acabamento de têxteis, criado para combater a ação do novo coronavírus. A apresentação, realizada de forma on-line, contou com a participação dos representantes da Santista Sueli Pereira, gerente de Comunicação e Moda, e Inácio Silva, gerente de Marketing, além do responsável pela área de Desenvolvimento Têxtil da Nanox, Guilherme Tremiliosi.

010-santista_covidDiante do atual panorama crítico e da urgência por buscas de soluções, o lançamento do produto se deu no prazo recorde de quatro meses. “A Santista já estava em contato com a Nanox Tecnologia, mas a chegada da pandemia acelerou as nossas ações”, destaca Inácio Silva, acrescentando que a empresa têxtil tem histórico de pesquisas e desenvolvimento de produtos antimicrobianos. “Lançamentos nesse campo vêm desde o início dos anos 2000, com artigos antimicrobianos, contra odores e antimosquitos”.

A tecnologia Bio Protect torna inativo o novo coronavírus em contato com a superfície têxtil num prazo de até três minutos. Com prata na sua composição, o produto apresenta uma eficácia de 99,8% contra o SARS Cov 2, causador da Covid 19.

O acabamento Bio Protect já está presente em 95% dos tecidos da Santista das linhas Workwear (uniformes e roupas profissionais), devendo ganhar mais espaço também nos segmentos de sarjas e denim.

A tecnologia é 100% brasileira e contou com as equipes da Nanox Tecnologia e da Santista para o desenvolvimento. Todas as etapas da pesquisa estão em artigo disponível na internet (biorxiv.org/content/10.1101/2020.06.26.152520v1).

Segundo Guilherme Tremiliosi da Nanox Tecnologia, o acabamento é dermatologicamente aprovado e tem se mostrado resistente a até 30 lavagens, industriais e domésticas. Inácio Silva, por sua vez, afirma que as pesquisas continuam para poder se chegar à marca de 50 lavagens. “No ano, são 52 semanas. Assim, esperamos fazer com que o acabamento permaneça no tecido por pelo menos um ano”.

O Bio Protect conta com a aprovação da Anvisa e deverá receber “atualizações”, decorrentes da continuidade das pesquisas. Para já, a linha ganhou o reforço com a versão em que vem associada a função Repeller, isso é, capaz de repelir líquidos e fluidos corporais.

A pesquisa para o desenvolvimento do novo produto contou com o apoio da Fapesp e do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, com a colaboração da Universidade Jaume I, da Espanha.

da redação por Eleni Kronka    imagens:foto/divulgação

Everclean

worldfashion • 10/07/20, 11:11

A tecnologia Everclean da Canatiba Denim Industry, foi desenvolvida com foco nas demandas mais urgentes de um mundo em transformação. São tecidos capazes de prevenir a proliferação de vírus, bactérias e fungos, com acabamentos inovadores e sustentáveis.

2A primeira base é o Sarkozy, um denim de 9 Oz, com 98% algodão e 2% elastano, Best Seller Canatiba. No seu acabamento, esse tecido recebe uma resina que repele líquidos além de um tratamento especial desenvolvido pela companhia suíça Sanitized, utilizada até então em produtos para uso esportivo.

4Trata-se de um óleo de hortelã, absolutamente natural e sustentável (risco zero de agressão ao meio ambiente) que garante proteção contra bactérias, fungos e mofos. O resultado é um produto que, além de impermeável, é livre de odores e não perde as características de conforto e toque de um bom índigo Canatiba.

O tratamento permanece no tecido por mais de 30 lavagens caseiras. A única exigência é que as peças confeccionadas com esse denim passem por um processo de amaciamento (e não lavagem) na lavanderia industrial, conservando suas características.

Os tecidos com tecnologia Everclean fazem parte da plataforma Smart Denim da tecelagem, criada para agrupar tecidos que se destacam por suas propriedades funcionais, na vanguarda tecnológica do segmento.

3Como o Molly, uma base 100% Tencel para camisaria (5 Oz), desenvolvido em duas cores – o índigo original e o azul brilhante. A proteção diminui consideravelmente a demanda de lavagens caseiras e, por isso, prolonga a vida do tecido.

E o Terapia com 56% de algodão e 44% de viscose, esse tecido recebe acabamento HeiQ Viroblock, com sais de prata e vesícula lipossomal, um princípio usado na produção de remédios contra o câncer. A prata se conecta ao vírus e os polissomas destroem os microrganismos que aderem à roupa, com eficiência de 99%.

Desenvolvido em 6 cores (preto, marinho, azul, verde, vermelho e branco), o Terapia é ideal para a confecção de roupas utilizadas por profissionais de saúde, constantemente expostos ao contato com pessoas infectadas.

Sem perder de vista seu compromisso sustentável, a Canatiba prossegue procurando agregar valor à cadeia têxtil e contribuir com desenvolvimento humano em todas as frentes que atua.

da redação com informações da Duo Press  imagens: fotos/divulgação

COVOLAN

worldfashion • 19/06/20, 10:35

A crise gerada pela pandemia da Covid-19 tornou-se, de certa forma, oportunidade para a Covolan Têxtil, pois diante do isolamento social e a interrupção de atividades presenciais em todo o mercado, a empresa investiu na expansão dos negócios em ambiente digital.
No campo da sustentabilidade, a empresa investe ostensivamente em três pilares: social, econômico e ambiental, sendo a única empresa têxtil fabricante Denim do Brasil que é membro associado do programa ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals) ou Descarte Zero de Produtos Químicos, voltado à eliminação de itens químicos nocivos de suprimentos de calçados e artigos têxteis.

Aline Nóbrega, executiva da área Comercial da empresa, assinala que a plataforma digital era um projeto que já estava em andamento e seria implantado de forma completa ainda este ano. “As medidas de restrições fizeram com que a implantação do recurso online fosse acelerada e entrasse em prática imediatamente”.

Em apresentação virtual, realizada em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, a equipe da Covolan Têxtil falou sobre projetos e certificações que a companhia conquistou no campo da sustentabilidade, bem como mostrou novidades em matéria de produtos, serviços e ações que estão sendo adotados.

Para promover a apresentação dos produtos de forma eficaz, facilitando o acesso dos clientes de todo o Brasil, a Covolan lançou o Show Room digital, integrado ao site da empresa. A plataforma traz fotos bem como especificações técnicas sobre os produtos, para que as confecções possam avaliar cada item de acordo com suas características, como assinala o coordenador do Sistema Integrado de Gestão da Qualidade Ambiental, Saúde e Segurança do trabalho da empresa, James Nadin.

img_2609-1-640x142

A Covolan detém a certificação STeP, da Oeko Tex, destinada a marcas, varejistas e fabricantes da indústria têxtil e de couro, visando à verificação em todas as etapas do processamento.

A Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) conta com moderna tecnologia de processamento, devolvendo à natureza águas cristalinas e livres de substâncias tóxicas ao meio ambiente e ao ser humano.

Outras certificações como a ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001, integrantes do Sistema de Gestão Integrado, associadas ao OEKO-TEX Standard 100, BCI (Better Cotton Iniciative), entre outros, garantem o fornecimento de produtos de qualidade, isentos de substâncias químicas nocivas, atendendo às necessidades dos consumidores, bem como garantindo a saúde, segurança e a responsabilidade social dos colaboradores e fornecedores.

Thaísa Peralta, Denim Head da companhia, destaca que a apresentação dos valores da empresa no campo da Sustentabilidade foi fator que contribuiu para a percepção de consistência da mensagem e do trabalho da Covolan como um todo por parte dos clientes. “Levamos essas informações sobre a política de sustentabilidade da empresa bem como sobre os produtos aos clientes por meio do site e das reuniões em ambiente virtual. E a resposta é rápida, pois são muitas as marcas que estão atentas aos requisitos da moda sustentável”.

São várias as certificações que a Covolan veio adquirindo ao longo dos últimos anos, entre eles: ISO 14001, ISO 9001, OHSAS (para gerenciamento da saúde e segurança do trabalhador), Oeko Tex Standard 100, STeP, ZDHC, Higg Tex (avaliação de fornecedores), Biomassa, Zero Anilina, Lycra, entre outros.

da redação por Eleni Kronka  imagens: fotos/divulgação

“Use sua voz para Agir”

worldfashion • 01/06/20, 11:54

logoA Levi’s® desde sua invenção por Levi Strauss & Co. em 1873, é o estilo Americano clássico e despojado e tornou-se a roupa mais reconhecida e imitada no mundo - capturando a imaginação e a fidelidade das pessoas por várias gerações. Hoje, o portfólio da Levi’s® continua a evoluir através de um pioneirismo persistente e um espírito inovador sem paralelo na indústria de vestuário. A linha líder de jeans e acessórios está disponível em mais de 110 países, permitindo que pessoas do mundo inteiro expressem seu estilo pessoal.

aA Levi´s® Brasil desenvolveu a ação “Use sua voz para Agir” que tem como propósito refletir sobre empatia, coletividade e consumo consciente. Felipe Morozini, amplamente reconhecido por seus trabalhos com artes plásticas e fotografia, foi convidado a criar uma obra que manifestasse os direcionamentos da ação. O vídeo produzido pelo artista será projetado pelo “Falando Pelas Paredes”, iniciativa criada por Juliana Cretella e Alberto Zanella, que exibe projeções de diversos artistas em prédios. O vídeo produzido para ação mescla imagens da cidade, da vida coletiva e da interação com arte e está disponível no instagram da marca (@levisbrasil).  Resistência e autenticidade são palavras-chave que norteiam todas as coleções da marca e durante um período que se faz tão necessário repensar hábitos, a Levi’s® convida à ação, buscando reações que geram transformações.

b

Além da projeção de Morozini, a ação conta com cinco artistas que sempre fizeram parte da história marca no país: Renato Gave, Diego Alcensio, Vanessa Preta Ilustra, Karina Beraldo e Edu Caires. Eles foram selecionados para customizar jaquetas Trucker e t-shirts que terão 100% do valor da venda revertido à ONG TETO, que trabalha pela defesa dos direitos de pessoas que vivem nas favelas mais precárias, diminuindo sua vulnerabilidade por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários (saiba mais em http://www.techo.org/brasil/).

1222 As Jaquetas Trucker customizada por Edu Caires (primeira acima e a segunda) por Morozini já estão disponíveis no e-commerce desde 25 de maio. A ação une empatia e consumo consciente, incentivando a criatividade e movimento de auto expressão.

da redação com informações da  Agência Lema  imagens: fotos/divulgação

50 ANOS DA CANATIBA DENIM INDUSTRY

worldfashion • 31/10/19, 15:41

canatibaNeste mês de outubro, a convite da Canatiba Denim Industry, visitamos as fábricas e a lavanderia, em Santa Bárbara D’Oeste/SP, e conhecemos as razões que fazem dela, há cinco décadas no mercado têxtil, como uma das mais bem colocada, no segmento mais competitivos da moda, tendo entre seus clientes as principais grifes de jeanswear da Europa, América do Sul, América Central e África, para isto os investimentos são contínuos com pesquisas de tendência e processos industriais; transformando ideias em inovações tecnológicas, num parque industrial totalmente automatizado e integrado e de geração 4.0

Equipadas com as mais modernas fabrica-img_0082-640x427tecnologias, as fábricas operam com processos industriais sustentáveis e certificados, com utilização de produtos ecologicamente corretos que possibilitam a redução da emissão de gases, reutilização de água, entre outros.

O processo da produção do denim começa com a conversão dos fardos de algodão em fios, que passam por recobrimentos ou entrelaçamentos com algodao1fardo-algodao-640x448várias outras matérias primas, que passam por laboratóios e são processados onde começam o rastreamento até o tecido pronto,  permitindo assim o controle rigoroso de qualidade de toda a produção.

No processo anterior, a fiação, na cardagem (abertura das fibras, de fardos até às fibras individualizadas) 12% são as impurezas presentes nas fibras que são descartadas e 8% são fibras possíveis de seres utilizados, onde são denominados a linha ECO.

No passo seguinte, o algodão em fitas segue para os passadores onde sua principal função é o estiramento (alinhando, paralelizando as fibras) e segue para o próximo processo que é a maçaroqueira., nesta etapa transforma fitas vindas dos passadores em mechas através do estiramento e aplicando uma pequena torção para o processo seguinte; o filatório transforma mechas em fios, também com a aplicação de estiragem e torção, depois destes processos o fio segue para a conicaleira, onde o fio passa por monitoramento (purgagem), retirando possíveis fabrica0893irregularidades e rebobinando o fio em rocas com até 90.000 metros, depois o fio é vaporizados antes de seguirem para as urdideiras, onde os rolos tem até 1.200 fios.

Após os fios serem enrolados nas urdideiras, segue para o processo do tingimento com técnicas ecologicamente corretas, com a receita das tinturas que são preparadas totalmente de forma automatizadas, onde o processo todo resulta na economia de uso da água em até 80%.

fabrica-img_0069-640x426Do tingimento a etapa seguinte é a engomagem, onde os fios são protegidos por uma solução feita à base de milho, já foi de mandioca, que é totalmente solúvel em água.

Então começa o tecimento dos fios (estrutura do tecido) onde são definidos os diversos ligamentos (que são os “desenhos” dos tecidos, que podem ser as mais variadas sarjas, cetim ou maquinetados que são os desenhos mais elaborados feitos nos teares) e utiliza-se de diversas larguras de tecidos nos teares 1,80 até 2,20 metros.

fabrica-img_0079-640x426Enfim o tecido pronto, inicia-se a fase beneficiamento sobre a superfície que podem ser: mercerizados, toques encorpados, macios, mais brilho, estampados, não absorção de liquido e outros e é aplicado o processo de pré-encolhimento em todos os tecidos (processo esse que controla o quanto o tecido irá encolher pós lavagem) assim ao confeccionar a peça o nosso cliente tem maior controle e aproveitamento dos tecidos.

fabrica-img_0209-640x426No total a Canatiba tem 300 produtos diferentes em produção, e em sua própria lavanderia, testa os diversos processos para indicar e informar os seus clientes, como reduzir custos e aolicar os melhores processamentos, para o resultar nos aspectos desejados no produto final.

Com relação a utilização consciente das energias naturais, através da  queima de madeira, conseguem uma geração de calor que se tranforma em vapor, que são utilizados nos vários processos da fábrica, poupando assim o consumo de energia eletrica.

maquina-jeans-640x427Para melhor atender os seus clientes, a Canatiba tem na sua planta fabril, uma lavanderia industrial, com vários processos de acabamentos das calças jeans, com a finalidade de orientar, sobre quais processos são mais adequados e econômicos no acabamento final dos produtos com os seus tecidos.

downloadO diretor da empresa, Fábio Covolan, participou em setembro último, da quinta edição de O Negócio da Moda, em Balneário Comboriú (SC), e apresentou o tema “A diferença entre ser e parecer sustentável”, e exibiu pela primeira vez  novo vídeo institucional, feito em comemoração ao seu cinquentenário, onde mostrou que nesses 50 anos, o tema sempre esteve presente. A empresa sempre soube da sua responsabilidade ambiental e do seu papel nesse quesito. “Toda a cadeia precisa ser sustentável”, defende Fábio Covolan. Para o executivo, essa postura demanda o cuidado com as pessoas (dos trabalhadores do mundo têxtil aos consumidores), com o meio ambiente, sem deixar de lado a sustentabilidade mercadológica.

tratamento2-640x427Na visão da Canatiba e do seu diretor, de nada adianta pensar em alternativas sustentáveis com custos impraticáveis, apenas para dizer que determinada empresa respeita o planeta e só para levantar uma bandeira do momento.

A tecelagem enxerga essa questão como uma direção inexorável que o mundo deverá seguir nos próximos anos, da indústria ao consumidor final, com informação, tecnologia e consistência. “O ambiente econômico em integração total com o meio ambiente”, define Fábio.

por Yuko Suzuki  com revisão técnica da Canatiba   imagens: fotos/divulgação

Vicunha na edição da Munich Fabric Start

worldfashion • 24/09/19, 15:33

_tl_files_mfs_media_impressionen_aw2021_new_highres_mfs_aw2021_impressionen_high__11-640x342O MUNICH FABRIC START, sediado em Munique, na Alemanha, que aconteceu entre os dias 3 e 5 de setembro, contou com mais de 20 mil visitantes, além da participação de empresas de mais de 40 países. A Vicunha, líder mundial na produção de índigos e brins, reafirmou sua presença na Munich Fabric Start, sendo a única fabricante do setor de denim e sarjas em uma das principais feiras têxteis do mundo.

91b49d286cb6da93c0efac1c09b8f96eNesta segunda edição da feira em 2019, o tema central foi a tendência global “Beyond Aware”, que debate o conceito da autoconsciência, dando ênfase no consumo ético e responsável. A empresa, que é pioneira em iniciativas sustentáveis, levou alguns destaques, de suas ações responsáveis na indústria, destacando a matéria-prima nacional usada em seus produtos - através das certificações BCI e ABR – e apresentando os resultados do projeto “Pegada Hídrica Vicunha” para o mercado europeu.

Em toda a sua produção, a Vicunha utiliza algodão certificado BCI (Better Cotton Iniciative) e fardos da matéria-prima que levam o selo ABR (Algodão Brasileiro Responsável). A fabricante também é parceira da ABRAPA (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão), que emprega no selo um programa modelo de atuação sustentável no Brasil, que confirma a produção responsável dos produtores brasileiros por meio da rastreabilidade de cada fardo de algodão cultivado. No Brasil, 92% da plantação de ee14a1d4cc0d7a8c134e87a12802abe45b0902ce06b083c14ac5347858937363algodão é em regime de sequeiro, ou seja, utiliza exclusivamente águas das chuvas. Somente 8% da produção nacional de algodão utiliza irrigação.

Entre os artigos protagonistas que possuem matéria-prima certificada, está a linha de denim sustentável da Vicunha, a _tl_files_mfs_media_impressionen_aw2021_new_highres_mfs_aw2021_impressionen_high__79-640x449_tl_files_mfs_media_impressionen_aw2021_new_highres_mfs_aw2021_impressionen_high__78-640x407Absolut Eco, que economiza até 97% de água e até 90% de químicos em sua produção. No brim, o artigo Eco Squash Color se sobressaiu pelo uso racional de água e químicos através de aplicação de coating sobre tecido natural e pela utilização do fio de poliéster reciclado em sua trama, derivado de garrafas PET. Outro destaque ficou por conta do denim 100% algodão Greener-Eco, composto por matéria-prima reciclada, com economia de até 92% de água nos processos de tingimento e acabamento.

A fabricante levou, ainda, os resultados de uma de suas maiores iniciativas em prol da gestão responsável da água, o projeto “Pegada Hídrica Vicunha”, que mediu pela primeira vez no Brasil o consumo de água no ciclo de vida de uma calça jeans – desde o plantio do algodão até o descarte da peça pelo consumidor final, com base na metodologia holandesa “Water Footprint Network”. Em maio de 2019, o estudo revelou um consumo médio de 5.196 litros/calça, resultado que foi apresentado pela primeira vez nessa edição da Munich Fabric Start.

da redação com informações da PressPass  imagens: fotos/divulgação

cedro têxtil completa 147 anos

worldfashion • 13/08/19, 16:52

img-0572A Cedro Têxtil  acompanha a história da indústria de transformação no Brasil. A empresa, que completou 147 anos de atuação, no dia 12 de Agosto, e é a mais antiga companhia de capital aberto com atuação ininterrupta no país. Por sua capacidade de se renovar continuamente e superar os mais diversos cenários econômicos, por mais desafiadores que sejam, a Cedro chega próxima ao seu século e meio de atuação como uma das mais confiáveis indústrias do mercado nacional.

luiz-cesar-guimaraes_cedro-textilA celebração acontece de forma bastante contemporânea: pela internet. A empresa  lançou esta semana uma série de vídeos com tecnologia de imersão 360 graus, que leva aos seus fornecedores, clientes, confeccionistas e ao público em geral,  como são as instalações fabris da empresa e o Museu Têxtil, localizado em Caetanópolis (MG), pela tela do celular ou computador. “Os vídeos permitem um contato maior entre o público com a indústria têxtil, nas linhas jeanswear e workwear. Além de proporcionar uma visita ao museu, que guarda um rico acervo sobre a trajetória da Cedro”, conta Luiz César Guimarães, diretor comercial da Cedro Têxtil, na foto à direita.

Essa aproximação vem sendo cuidadosamente planejada pela empresa, que nos últimos cinco anos iniciou um reposicionamento estratégico, a partir da entrada no segmento de denim premium. “Voltamos nosso olhar para o mercado e, assim, chegamos aos 147 anos ainda mais próximos do que nossos clientes realmente precisam, o que elevou ainda mais a confiança do mercado em nossos produtos”, completa.

img-05702As novidades, entretanto, não se restringem ao meio online. A companhia deu início a uma transição de sistema de gestão, que irá integrar ainda mais a produção com o comercial para ganhos em agilidade e qualidade do atendimento personalizado aos clientes, das pequenas confecções às grandes magazines que lançam novas coleções a cada semana.

img-05711Para conhecer melhor a atuação da Cedro Têxtil, acesse http://bit.ly/2MfCwHT

img-0568Jeanswear: http://bit.ly/2Ts7TQf

img-0569Work wear: http://bit.ly/2Ts7TQf

Museu Têxtil: http://bit.ly/2H5oEvx

img-0553

Além dos vídeos, a Cedro Têxtil está lançando um quiz digital, um teste de conhecimento sobre sua história CLICK AQUI http://bit.ly/31ziJqm.

da redação com informações da 22 Graus Comunicação e Marketing   imagens: foto/divulgação

Denim City São Paulo foi oficializado em Amsterdam

worldfashion • 14/05/19, 05:10

c_pia_de_unadjustednonraw_thumb_e31-1No dia 09 de abril passado ocorreu na sede da Denim City Amsterdam, o lançamento oficial do projeto que contou com a presença de uma delegação de mais de 60 brasileiros, sponsors, clientes e prospects, das equipes Denim City SP (São Paulo) e AMS (Amsterdam), além de autoridades Brasileiras na figura do Sr. Claudio Herzfeld de Castro da Embaixada do Brasil e Holandesas.

c_pia_de_unadjustednonraw_thumb_e88-1Na ocasião foram realizadas, um grand tour pelas instalações da Denim City Amsterdam, durante o qual foram explanadas as atividades desenvolvidas pela instituição, em seguida de uma palestra de James Veenholf, fundador da Denim City AMS juntamente com Mariette Hoitink, sobre seus os objetivos e propósitos de conectar e inspirar a comunidade de jeans “rumo a um azul mais brilhante”; para iniciar e colaborar com a inovação e mudar as necessidades do setor.

O evento contou também com a presença de Adriano Goldschmied uma das mais icônicas personagens do universo Jeanswear.

resized_copia-de-img_2285Na sequência a delegação partiu para um boat trip pelos canais de Amsterdam onde contaram com uma palestra de Laurent Aucouturier, da Gherzi, sobre as perspectivas para o setor no mundo e no Brasil. E ainda com uma visita ao quartel general da Denham, uma das marcas jeanswear mais prestigiadas da atualidade, que é enraizada numa obsessão pelo produto de qualidade premium que equilibra a inovação com respeito pela tradição e atenção aos detalhes. Para finalizar o dia, um jantar de confraternização e celebração no Restaurante Hotel de Goudfazant.

c_pia_de_tzfjkduotb2wye-xqshvoa_thumb_1057-1Na mesma semana o grupo visitou a KingPins, a principal feira do setor Jeanswear e participaram de uma Masterclass, de cursos da DCAMS (DENIM CITY AMSTERDAM), que serão oferecidos no segundo semestre pela DCSP (DENIM CITY SÃO PAULO).

Com esta intensa semana, os participantes puderam vivenciar um pouco do espírito que norteia o projeto Denim City, que estará atuante em São Paulo,num espaço de 4.000m² no bairro do Brás, e abrigará Showrooms, a Denim Academy: que contará com corte, confecção e lavanderia piloto, com tecnologia de ponta fornecida pelos patrocinadores, Restaurantes e uma loja conceito, cujas obras de adequação terão início ainda este mês. Sua inauguração está prevista para o 2º semestre de 2019.

resized_copia-de-img_2416-1O projeto sob a coordenação geral de Maria José Orione, já conta com o patrocínio de 18 relevantes ‘players’ do setor: Audaces, Biotipo, Canatiba, Capricornio, Consciência Jeans, GB customização, Hi Tech, John Clair, Lycra, Mega Polo, MYR, Reserva, Santista Jeanswear, Silmaq, Tecnoblu, Vibemac, Vicunha e Zune.

da redação do WORLD FASHION     fonte: Denim City São Paulo   fotos: divulgação

VICUNHA anuncia parceria inédita

worldfashion • 18/02/19, 09:57

Líder mundial na produção de índigos e brins, a Vicunha Têxtil está sempre antenada com o que há de mais inovador no setor, trazendo a mais alta qualidade e tecnologia às suas 3-608x6405-608x640coleções. Baseados em constantes pesquisas que apontam as principais tendências de moda e comportamento no mundo, os índigos e brins Vicunha visam não apenas atender à demanda, mas surpreender um mercado em constante transformação.

7-608x640A empresa anuncia uma nova e grande parceria agora com Adriano Goldschmied (Genious Grop), maior transgressor do universo jeanswear,  e lança neste mês a primeira coleção criada e assinada pelo designer com o inovador MYR, software dedicado para o design fashion que desenvolve customizações no jeans em uma plataforma 100% digital.

Os principais highlights da coleção são as lavagens, tingimentos e acabamentos únicos que, após sua criação - por meio da plataforma – e sua confecção, são acabados em lavanderias italianas parceiras, o que garante altíssima qualidade e padrão às peças, atualizadas com as mais recentes técnicas do setor.

adriano-goldschmied-429x640Quem é Adriano Goldschmied ?

É um designer italiano, que iniciou sua jornada no jeans em 1971, com a abertura de The King Shop em Cortina D’Ampezzo, na Itália. Posteriormente, ele lançaria as marcas King’s of Jeans e Daily Blue. Oito anos depois, ele fundou a Diesel, onde ele mentoria Renzo Rosso, que se tornaria seu sócio. Em 1980, ele formou o “The Genius Group”, um think tank composto pelas mentes mais artísticas e influentes da indústria da moda. Figuras como Katharine Hamnett, Tony Viramontes, Paul Harvey e David Mantey são alguns dos notáveis nomes que produziriam diversas marcas europeias de sucesso, como Replay, Bobo Kaminsky, Goldie, Evisu e Rivet. Em 1993, ele começou a fabricar sua linha de assinatura, “A Gold E”, em Los Angeles. No final dos anos 90, ele também realiza uma consultaria para a GAP, que com ele, lançou a bem-sucedida linha de 1969. Seu empreendimento subsequente, “AG Adriano Goldschmied”, fundado na Itália em 1996 e transferido para Los Angeles em 2000, ganhou o prêmio de “Sportswear International’s Best Women’s Jeans” entre 2002 a 2004.

Reconhecido como um dos mais influentes designers do mundo na indústria do denim, Adriano traz seu know-how para apresentar, mensalmente, seis peças em artigos Vicunha personalizadas através do MYR. A ferramenta permite projetar e customizar criações de estilo de maneira otimizada e livre, e oferece a visualização de diversos efeitos em tecidos, estamparia e lavanderia.

6-640x5331“A inovação do design no denim evolui a cada instante e tem avançado em uma velocidade incrível graças à tecnologia, que está transformando todo o processo industrial e criativo no que diz respeito a qualidade e sustentabilidade. O MYR representa perfeitamente esta mudança, uma vez que um projeto de design no segmento de moda pode ser feito em tempo real, reduzindo custos e encurtando caminhos”, comenta Adriano.

“A Vicunha possui uma visão clara sobre a importância de introduzir a revolução digital na moda e o MYR é a conexão perfeita entre uma indústria têxtil moderna e um design inovador. A coleção representa este conceito e será, num futuro muito próximo, o caminho para elevar nosso trabalho e toda a indústria a um outro patamar”, completa Adriano.

2-640x533Para a Vicunha, que promove diversas iniciativas positivas de impacto ambiental, social e econômico, sua principal proposta é inspirar no mercado novos direcionamentos e tendências para o desenvolvimento de coleções em denim, a partir de uma tecnologia inovadora e acessível, com o olhar inquieto e visionário de Adriano.

48e178189f07a86e58e578814c3e1119aadabd167c38bba280777fb05f3218d3“Adriano Goldschmied revolucionou o significado do jeans na indústria, transformando a peça em um fenômeno da moda mundial. Tê-lo como parceiro, com toda sua expertise, paixão e inovação pelo denim, evidencia as diferentes possibilidades de criação e versatilidade dos tecidos Vicunha”, conta German Alejandro, diretor de Marketing da Vicunha.

A partir desta semana, os clientes podem conferir com exclusividade as primeiras peças da parceria, disponíveis no showroom da Vicunha, em São Paulo.

da redação do WORLD FASHION REVISTA          assessoria de imprensa: PRESS PASS      fotos: divulgação