lenzing & duratex

worldfashion • 08/01/20, 02:49

A produtora de fibras celulósicas está investindo na construção da maior fábrica de celulose de madeira do mundo no Brasil, para potencializarr o crescimento do negócio e fortalecer a posição no mercado. O investimento de 1,3 mil milhões de dólares (1,17 mil milhões de euros) é uma joint venture com a Duratex, a maior produtora de painéis de madeira industrializada do hemisfério sul.

A unidade industrial será instalada no estado de Minas Gerais, perto de São Paulo, e produzirá até 500 mil toneladas de polpa de madeira anualmente, oriundas de plantações com a certificação FSC (Forest Stewardship Council), que assegura que os produtos provêm de florestas bem geridas que oferecem benefícios ambientais, sociais e econômicos.

Segundo a Lenzing, o novo centro de produção fortalece a integração e posição da empresa em termos de custos retroativos, assim como o crescimento do negócio de fibras especiais, alinhado à sua estratégia corporativa sCore RTE. A dissolução da polpa de madeira é essencial para a produção de fibras de base biológica, pelo que a joint venture deverá garantir todo o volume desta matéria-prima ao grupo.

img_5823«As fibras celulósicas da madeira dão uma importante contribuição para melhorar a sustentabilidade na indústria têxtil», afirmou o CEO Stefan Doboczky. «Com este investimento, iremos tornar-nos mais competitivos, agiremos de forma mais independente e, posteriormente, fortaleceremos a nossa posição no mercado. A confiança e o apoio dos principais acionistas da Lenzing e da Duratex foram essenciais para este projeto», explicou.

A fábrica deverá começar a operar no primeiro semestre de 2022 e estará entre as mais produtivas e energeticamente eficientes do mundo, alimentando-se em cerca de 40% de excesso de bioeletricidade, gerada no local como energia verde.

O projeto representa um marco na estratégia da Lenzing para a neutralidade de carbono.

da redação  fonte: site PortugalTextil de 07/01/2020 imagem foto divulgação