TRAMA AFETIVA 2018

worldfashion • 12/07/18, 16:06

tn_gente-que-inspira-fundacao-hermann-hering-foto-1A  Fundação Hermann Hering - Cia.Hering com apoio da Epson e do  IED Istituto Europeo di Design de São Paulo dão a largada para a 2ª edição do TRAMA AFETIVA - Experiência colaborativa em upcycling, projeto que objetiva desenvolver o potencial técnico, criativo e empreendedor, com interesse em novos processos colaborativos e sustentáveis de moda e design a partir de resíduos têxteis gerados pela Cia. Hering. A seleção atende critérios de criatividade, envolvimento com o tema e comprometimento com o projeto, bem como com as necessárias políticas de acesso: pelo menos 1 (um) participante de programas sociais, educativos ou sócio empreendedores com foco em sustentabilidade.

“Afirmamos a nossa compreensão de que a qualidade das discussões e criações será alcançada somente com uma turma diversa, que contenha diferentes histórias, experiências e pensamentos e que inclua participantes de diferentes contextos”, diz Jackson Araujo, diretor criativo do projeto.

O Projeto irá selecionar 10 participantes entre estudantes e profissionais que apostam em processos colaborativos e sustentáveis nas áreas de moda e design.

mg-1510Sob orientação de reconhecidos designers-tutores dos segmentos de moda e design, como Alexandre Herchcovitch (À La Garçonne), Marcelo Rosenbaum (Instituto A Gente Transforma) e Itiana Pasetti (Revoada), os selecionados serão qualificados para criar uma linha composta de 10 a 15 produtos, desenvolvidos a partir da ressignificação de malhas de algodão provenientes de antigos estoques ou resíduos têxteis gerados pela Cia Hering, que será confeccionada com o suporte técnico do grupo produtivo Cardume de Mães.

83eec3ad-cff1-4a15-beda-6278399f1023“A moda é nossa plataforma e a transformação social, na visão da Fundação Hermann Hering, se dá quando ousamos, colaboramos e compartilhamos. E assim, unindo passado e presente, seguimos com o desafio de tecer um futuro melhor, mais digno e ético para todos”, declara Amelia Malheiros, gestora da Fundação Hermann Hering.

110Durante a dinâmica, os 10 selecionados participarão de conversas inspiracionais e workshops com temas inovadores apresentados por profissionais que se destacam na utilização dos conceitos da economia criativa como “Artesão Urbano – Identidade e Manufatura” (Marcelo Rosenbaum), “Estamparia Digital” (Epson), “Design Vital – A câmara de pneu e o náilon de guarda-chuvas reinventados no processo circular” (Itiana Pasetti e Adriana Tubino/Revoada), “Tingimento Natural Têxtil no Contexto Contemporâneo” (Flavia Aranha e “Processo Criativo em Upcycling” (Agustina Comas).

editor-3O resultado do projeto, que conta com direção criativa e de conteúdo de Jackson Araujo e Luca Predabon, será apresentado ao público no dia 6 de setembro de 2018, no encerramento do módulo de prototipagem Oficina Trama, que acontecerá durante o mês de agosto e início de setembro, em São Paulo. Além dos envolvidos, a apresentação contará com a presença de representantes da Fundação Hermann Hering, Cia. Hering e parceiros Epson e IED São Paulo e, além dos protótipos finalizados, fará um passo a passo do processo criativo trazendo moodboard conceitual, croquis e modelagens.

evelin-wanke“A Epson apoia o desenvolvimento da indústria têxtil no Brasil e acredita que o futuro é tecnológico e sustentável. A mudança da confecção analógica para a digital significa processos cada vez mais sustentáveis, com menos desperdício de resíduos e mais aproveitamento dos materiais usados na produção”, atesta Evelin Wanke, Gerente de Vendas da Epson. “Nossa participação neste projeto reforça o compromisso que temos de evoluir e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente”, conclui.

download-3De forma a, cada vez mais, democratizar e ampliar a visibilidade dos conceitos da economia criativa, que estimula o compartilhamento de processos sustentáveis e colaborativos, e também apontar novos caminhos para a cultura de moda e design, esta edição traz como novidade o Seminário “Design Para Um Mundo Melhor”, que abre oficialmente o TRAMA AFETIVA 2018, no Istituto Europeo di Design (IED São Paulo), no dia 8 de agosto, das 9h às 17h, e contará com a participação de especialistas que apresentarão suas atividades dentro dos segmentos de moda, design, artes plásticas, gastronomia e ativismo tendo como principal abordagem a Economia Afetiva – uma perspectiva de mercado pautada pelo poder do coletivo para a construção de processos mais inclusivos, horizontais e colaborativos. Gratuito e aberto ao público em geral, o Seminário será composto pelos seguintes temas e especialistas:

Economia Afetiva: Jackson Araujo e Luca Predabon;

A Moeda da Dissidência: Andrea Bisker (Stylus);

Cruzar, Colidir, Explodir: Claudio Bueno (Explode!);

Lixo ou Desperdício? Dani Leite (Comida Invisível), Peri Pane (Homem Refluxo), Roger Koepll (YouGreen) e Herculânia Reis (Cardume de Mães);

#ModaProNovoMundo: Alexandre Herchcovitch, Itiana Pasetti e Amelia Malheiros (Fundação Hermann Hering)

trama-afetiva-2017-4trama-afetiva-2017-31Trama Afetiva é composta por um amplo cronograma que inclui painéis de debate, aulas abertas, oficinas e visita técnica, além da produção de uma publicação - Economia Afetiva: Aprendizado para o Futuro -, voltada para a aprendizagem colaborativa sobre design, moda e empreendedorismo em upcycling (processo de transformar resíduos e artigos inúteis ou descartáveis em novos materiais ou produtos com maior valor agregado e novas possibilidades de utilização). Além da publicação impressa do conteúdo, a ser distribuída em escolas e bibliotecas do Sistema S, o público interessado na Economia Afetiva como ferramenta de transformação econômica poderá fazer o download gratuitamente, assim como acompanhar todo o projeto através dos painéis e aulas abertas e pelas transmissões via streaming nas redes sociais da Fundação Hermann Hering.

trama-afetiva-2017-2Fato que consolida a importância da economia criativa no país foi a criação, pelo Ministério da Cultura, da Secretaria da Economia Criativa e pelo lançamento do Plano da Secretaria da Economia Criativa que colabora para a valorização do intangível e do simbólico como elementos estruturantes da economia. Segundo dados da Economia Criativa no Estado de São Paulo, de julho de 2016, o setor corresponde a cerca de 349 mil pessoas, 5,1% da massa salarial e 3,75% do PIB total do Estado, sendo que 45% do PIB gerado pela economia criativa no Brasil tem origem em São Paulo.

Cronograma Trama Afetiva 2018:

20/06 a 20/07: Inscrições;
25/07: Divulgação dos 10 profissionais/estudantes selecionados;
08/08: Abertura oficial do Trama Afetiva 2018 - Seminário “Design para um Mundo Melhor”- Istituto Europeo di Design (IED São Paulo);
06/09: Apresentação dos produtos desenvolvidos e do processo criativo - Oficina Trama – SP.
Patrocínio: ProacSP / Cia Hering / Hering
Apoio: Epson / IE São Paulo
Realização: Governo do Estado de São Paulo - Secretaria de Cultura

da redação WF   fonte: Namídia Assessoria e Comunicação  fotos: divulgação

TRAMA AFETIVA

worldfashion • 21/10/16, 16:13

alexandre-herchcovitch-patricia-centurion-marcelo-rosenbaum-e-jackson-araujo_foto-patricia-araujo-640x427

Alexandre Herchcovitch, Patrícia Centurion, Marcelo Rosenbaum e Jackson Araújo

A Fundação Hermann Hering tem nos jovens sua principal motivação para criar e apoiar projetos que têm como objetivo sua formação e preparação para o mercado, fomentando uma visão inovadora, criativa e responsável.

Atuando em três bases - Empreendedorismo, Cultura Criativa e Conexão Varejo - dedica-se a desenvolver projetos e programas que visam desenvolver pessoas para atuar no universo da moda, formando profissionais motivados a utilizarem seus talentos como uma lente para as futuras transformações. Baseada em Blumenau (SC), a Fundação Hermann Hering leva o TRAMA AFETIVA para São Paulo, amplificando assim sua missão de disseminar boas práticas e com o propósito de despertar sonhos, abrindo novas portas para jovens criadores.

O principal objetivo é promover uma experiência colaborativa de aprendizagem em upcycling com foco em design, moda e empreendedorismo nas práticas transformadoras da Economia Afetiva - um modelo de produção e consumo voltado para a geração de valor e responsabilidade socioambiental por meio da ressignificação de processos e produtos.

yae-in-choi-alexandre-herchcovitch-paula-franchi-patricia-centurion-carolina-kuhnen-ecco-e-marcelo-rosenbaum-640x427

Yae In Choi, Alexandre Herchcovitch,Paula Franchi, Patricia Centurion,Carolina Kuhnen Ecco e Marcelo Rosenbaum

A primeira fase foi feita online, onde 342 inscritos enviaram portfolio, e a partir de uma seleção, as três finalistas ingressaram no projeto: Yae In Choi, Paula Franchi e Carolina Kuhnen Ecco, o primeiro encontro foi no último dia 17 de outubro na cidade de São Paulo, onde foi  apresentado o projeto. As finalistas que ficarão nos dias 18, 21 e 25 de outubro imersas nos ateliês dos tutores afim de participarem de painéis de estudos conceituais de design.

Os três importantes designers – Alexandre Herchcovitch, Marcelo Rosenbaum e Patrícia Centurion,  orientarão os estudantes e profissionais o desenvolvimento de um processo criativo e produtivo, mais afetivo e manual, que também vai contar com a colaboração das costureiras do Cardume de Mães.

Nos dias 26, 27, 28 e 31.10 os primeiros protótipos de produtos serão desenvolvidos à partir de resíduos têxteis da Cia.Hering e neste período os participantes terão uma ajuda de custo no valor de R$ 1.000,00 e de 09 a 13 de novembro, será realizada uma exposição aberta ao público dos produtos gerados nos dois meses de encontros no galpão do ateliê de Marcelo Rosenbaum na rua Cristiano Viana, 224 – Pinheiros .

alexandre-herchcovitch-patricia-centurion-amelia-malheiros-e-marcelo-rosenbaum_foto-patricia-araujo-640x427Segundo Amélia Malheiros (entre Patrícia Centurion e Marcelo Rosenbaum), gestora da Fundação Hermann Hering, “TRAMA AFETIVA parte do princípio de que vivemos uma nova era movida pelo senso de responsabilidade coletiva e por um novo poder regido pela tendência comportamental batizada de Economia Afetiva. Um poder de organizar o todo – vida social, política, religiosa, econômica, cultural. O que por muito tempo foi visto como assunto fora de pauta, e, atulamente, ganha cada vez mais espaço no lifestyle dos novos tempos. Este é um projeto piloto que pretendemos ampliar, formando profissionais para trabalhar na indústria com esta nova mentalidade.”, afirma Malheiros.

É fato que o consumo mundial está passando por uma mudança significativa devido a um novo comportamento focado num pensamento ético e socioambiental. Segundo o diretor criativo Jackson Araujo, idealizador do projeto, “A indústria e o varejo precisam se aproximar das novas relações de criação, produção, educação e consumo. É necessário ficar atento à falta de sinergia entre o aprendizado formal de design e moda e a nova realidade de mercado que vem se estabelecendo. Nossa proposta é dar o start na formação de profissionais dentro desta nova visão de mercado.’’, explica Araujo, que atua com a diretora de conteúdo Luca Predabon, formando uma dupla de pesquisadores em comportamento e inovação.

Por Yuko Suzuki       Informações a imprensa: Namidia Assessoria de Comunicação            Fotos: divulgação