Lingeries com flores

worldfashion • 20/09/18, 09:58

lcmdelrioprimavera01A DelRio, que completa em 2018, 50 anos, possui uma fábrica em Maracanaú no Ceará e mais 20 unidades fabris, em várias localidades do Ceará, se consagra como uma das três maiores produtoras de lingerie brasileiras. A marca que buscou inspiração na beleza e ousadia da mulher, representada por Dolores DelRio, uma atriz à frente de seu tempo, tornou-se referência no segmento.

lcmdelrioprimavera05Para a primavera, estação alegre e florida, a DelRio aliou conforto, tecnologia, qualidade e design exclusivo, o conjunto Romantic Vintage, traz um sutiã triangular em microfibra devorê floral e renda. Disponível nos tamanhos 40 a 46 - pode e deve ser mostrado sem restrição! Já a calcinha tipo boxer em devorê floral e parte traseira confeccionada em renda, com efeito “bumbum up”, está disponível nos tamanhos P ao G. Nas cores nature/new nude e romance/carmim, são peças alegres e que elevam a auto-estima de toda mulher.

lcmdelrioprimavera021As novas camisolas DelRio são confeccionadas em liganete e podem ser encontradas nas versões com manga ou somente com alças com regulagem. Disponíveis nos tamanhos P ao GG.

lcmdelrioprimavera04Para finalizar, a dica é o Kit de Calcinhas Cotton que traz duas calcinhas: uma lisa na cor bege e outra com uma estampa super delicada, em rosa com florzinhas. O kit pode ser encontrado nos tamanhos P ao GG e tem tudo para se tornar um must have no seu guarda-roupa da nova estação!

da redação do WORLD FASHION

Lilica Cesar Mattos Assessoria de Imprensa da DELRIO

Fotos: divulgação

Black West do Grupo XT Têxtil

worldfashion • 30/04/18, 11:40

1-483x640

Conforme já divulgamos a Black West, fundada em 2013, por Eduardo Cristian e Julio Zhou, dois jovens empreendedores tem gestão jovem e muita atitude, como quando Eduardo Cristian, que tinha experiências em vendas, inclusive em moda masculina, estava em um momento de vida um pouco conturbado e de mudanças quando teve a ideia de criar uma eduardo-cristian-e-juliomarca que desenvolvesse as roupas que os lojistas  e os consumidores desejavam, mas as confecções não atendiam. Com muitas ideias na cabeça e sem dinheiro para começar o negócio, criou a coleção, fez peças pilotos e bateu na porta de uma empresa em busca de parceria, pois não tinha capital para comprar os tecidos, Em quinze dias, o jovem Julio Zhou, CEO da empresa XT Têxtil, propôs parceria e investimento na criação da marca.

Nestes primeiros cinco anos da marca foram investidos R$ 60 milhões. Com faturamento de R$ 40 milhões em 2017 e projeção de crescimento de 20% para 2018, a  Black West, fundada em 2013, traça estratégia para se tornar a maior marca de moda masculina do Brasil até 2025.

2-483x6401Com gestão moderna comandada pelos dois jovens empreendedores Julio Zhou e Eduardo Cristian a Black West em cinco anos no mercado saltou de 3 mil peças/mês para 120 mil peças/mês. Com foco em uma moda atemporal e que atenda as necessidades e desejos dos homens contemporâneos que querem se vestir confortavelmente e com estilo nas mais diversas situações do dia a dia a marca conta com 1.200 peças em seu mix de produtos e realiza lançamentos diários.

4-483x640Para se tornar a maior marca de moda masculina do país até 2025, a Black West, do Grupo XT Têxtil, pretende investir R$ 10 milhões somente nesse ano.

Atualmente com 7 lojas próprias em São Paulo e presente em multimarcas e monomarcas em todas as regiões do país a Black West pretende abrir mais 23 lojas.

A coleção é composta por calças, camisas, polos e camisetas em materiais como jeans, malha, moletom e tecidos diferenciados e exclusivos. A Black West sempre investe em estampas pouco exploradas no universo masculino. A cartela de cores para a estação destaca preto, mesclas, branco e marinho. Semanalmente a marca lança novos produtos que se juntam a coleção principal.

da redação do WORLDFASHIONREVISTA      fonte: assessora Suzana Elias Azar   fotos: divulgação

Cia do Jeans é licenciada da WRANGLER

worldfashion • 12/03/18, 14:51

downloadA história da Cia do Jeans começou em 1999, em Belo Horizonte (MG), sob o comando de Fernando Abras, produzindo apenas para lojas próprias da marca que dá nome ao grupo, que tem seu parque fabril em Colatina (ES) desde 2008. Os três primeiros anos da organização, hoje detentor da Vilejack Jeans e com licença para produzir a Enrico Rossi e, agora, a Wrangler, foram intensos.

vilejack1Com o sonho de conquistar o mercado nacional, em 2000, a Cia do Jeans adquiriu a licença para produzir e comercializar a Vilejack Jeans, passando a vender para as multimarcas. A experiência foi um sucesso, tanto que no ano seguinte foi a vez de optar pela indústria e abdicar do varejo, mas sem deixar de produzir com etiqueta própria. Assim, nasceu a Scanner, voltada para o público jovem masculino. Somente em 2010, que ocorreu a compra definitiva da Vilejack Jeans.images

Com as marcas consolidadas, veio a oportunidade da Cia do Jeans arrendar, na forma de licenciamento, a marca Enrico Rossi, com foco na moda masculina para a classe A, e, no final de 2017, foi assinado o licenciamento da Wrangler para o Brasil .camisaria-1

A nova operação deve elevar o faturamento de 2018 na casa dos 20%. De acordo com o diretor do grupo com sede em Belo Horizonte (MG), Fernando Abras, uma projeção modesta tendo em vista o potencial de mercado da marca criada em 1947, focada em jeans western para o público classe A, comercializada até final de 2017 no Brasil pela própria VF Corporation, detentora também das icônicas Lee, Timberland, Vans ,entre outras etiquetas renomadas.

As negociações entre a VF Corporation e a Cia do Jeans encerraram-se em dezembro, e a primeira coleção sob novo comando chega às lojas em março.

wrangler-_-credito-vf-corporation-1A produção inicial de 80 mil peças é a mesma da coleção western Outono-Inverno 2017/2018 americana e tem como objetivo atender o público fiel da marca. A retomada da moda urbana, compromisso assumido no Plano de Negócio para os próximos cinco anos, será com a coleção Primavera-Verão 2018/2019, com previsão de lançamento em maio. Na linha urbana, 40% das peças serão iguais às fabricadas no mundo todo com a etiqueta da Wrangler, e o restante já chega com design próprio da confecção brasileira.

Com o licenciamento da Wrangler, a Cia do Jeans passa a produzir uma média de 200 mil peças/mês, além de aumentar a importação para a faixa de 80 mil peças/mês. Dessa primeira coleção, linha western, calças, camisetas, t-shirts e polo são fabricação própria. Somente as camisas de tecido plano continuam sendo importadas. Para isso, foi necessária a compra de máquinas específicas para o jeans de montaria que tem costuras mais reforçadas. A contratação de mão de obra está em estudo. Fernando Abras acredita que será necessário abrir novos postos de trabalho para atender a demanda do mercado. De acordo com o Plano de Negócios, já no primeiro ano, a ideia é passar dos atuais 800 pontos de venda para 1.500. Com isso. A projeção para o final de 2022 é dobrar o faturamento da Cia do Jeans, que entra, com a Wrangler, em uma nova fatia do mercado.

wrangler-_-credito-vf-corporationWrangler é uma marca associada ao mundo do rodeio, um símbolo do estilo de vida country americano. As peças com a etiqueta da marca pertencente a VF Corporation são consideradas o verdadeiro jeans cowboy cut. Hoje, são mais de cem estilos de jeans associados a Wrangler. No Brasil, além da linha western também será produzida a linha urbana. A exigência da marca é que 40% da produção seja igual em todas as licenciadas.

A VF Corporation também exigiu a adequação da indústria, matéria-prima, além de visita aos fornecedores, para verificar se está dentro dos padrões exigidos pela marca Wrangler.

ciadojeansjan17g“Por ser uma marca produzida mundialmente pela norteamericana VF Corporation e alguns licenciados no mundo, a aquisição da licença da Wrangler acrescenta muito em informações de tendências e tecnologias na fabricação do jeans em termos mundiais. Além disso, é um grande passo na consolidação de uma produção com responsabilidade ambiental e social, ponto muito importante na aprovação do licenciado pela VF Corporation.” declarou Fernado Abras diretor do Grupo Cia do Jeans.

da redação WORLDFASHIONREVISTA        fonte: Valliosa      fotos:divulgação  fotos Wrangler da VF Corporation

CAVALERA LANÇA COLEÇÃO ‘DEUS SALVE O REI’

worldfashion • 09/03/18, 16:22

15107858405a0cc3303410a_1510785840_3x2_smA Cavalera foi convidada pela Globo para desenvolver uma coleção de camisetas inspirada na novela ‘Deus Salve o Rei’, da emissora. Para o processo criativo, o estilista Caio Bayer foi aos Estúdios Globo e mergulhou no universo medieval da cidade cenográfica criada para a ficção, além de acompanhar algumas gravações de perto.

cavalera-em-deus-salve-o-rei-2cavalera-em-deus-salve-o-rei-6“Lá pude ver as artes conceituais e a estética geral da trama, as diferenças entre os reinos, cenários e personagens. A partir disso iniciei minha pesquisa, cruzando os arquivos e informações liberadas pela própria Globo, a uma pesquisa histórica medieval e heráldica”, lembra o estilista.

cavalera-em-deus-salve-o-rei-7cavalera-em-deus-salve-o-rei-9Dessa forma, a Cavalera desenvolveu um mix de produtos para todos os gostos, mas levando muito em  consideração o universo geek. Muitos brasões, espadas, armaduras e campos de batalha, assim como romantismo, sutileza, feminilidade e até um toque de misticismo sempre misturados à pegada rock’n'roll, marca registrada da marca paulistana.

alberto-hiar-diretor-criativo-da-cavalera-foto-cleiby-trevisan-alta-4Para Alberto Hiar, diretor criativo da marca, unir a indústria do entretenimento com a moda trará um grande movimento ao mercado, pois ambos são difusores e influenciadores de comportamentos.

ls2017-09-26-photo-00000023-1030x686No lançamento da coleção, no próximo dia 13, será oferecido um mix de experiências temáticas na loja, da Oscar Freire. Para os convidados um cardápio (e drinks) do restaurante Walfenda Medieval, novíssimo espaço comandado pela chef Angelita Gonzaga, trará a inspiração da cozinha ibérica do fim da Idade Média. Já o som ficará por conta da banda Oaklore , formada por Alexandre Chamy, Aline Polisello, Gustavo Mugnatto e Aruan Siqueirae será música folclórica e traz um repertório medieval bastante autêntico: muito folk, celta, além de clássicos de filmes, séries e jogos  épicos, todos com visual medieval para combinar com o evento.oaklore

da redação WORLDFASHIONREVISTA       fonte: Canal Comunicação   fotos:divulgação

DelRio completa 50 anos

worldfashion • 09/03/18, 11:30

time-line-agenda-50-anos-curvas-01Este ano, a marca completa 50 anos de história, dedicada ao universo feminino. Iniciou suas atividade em 1968 e hoje a DelRio possui uma fábrica em Maracanaú no Ceará e mais 20 unidades fabris, todas localizadas no estado, e se consagra como uma das três maiores produtoras de lingerie brasileiras. Com o intuito de garantir a qualidade de suas peças ela industrializa a maior parte dos tecidos e aviamentos utilizados na confecção. Com estampas exclusivas, desenvolvidas por uma equipe de criação afinada com as mais recentes tendências de moda nacionais e internacionais,foto6-1968 a marca que buscou inspiração na beleza e ousadia da mulher, representada por Dolores DelRio, uma atriz à frente de seu tempo, tornou-se referência no segmento.

A busca pelo melhor produto para proporcionar conforto e beleza às mulheres, a empresa investe em qualidade e tecnologia aliados ao design especial que tornaram a empresa uma das preferidas no universo feminino.

foto1-1972Vale lembrar que na fábricação dos produtos, em sua maioria ( 90% do quadro de funcionários ) são mulheres. E a empresa mantém um Centro de foto2-1986Treinamento DelRio, além de atividades e palestras, com orientações para a saúde e auto estima para o encorajamento à independencia, com o Projeto Liderança do Futuro. A empresa também participa do Movimento Mulher 360º - MM360, que foi

foto4-19971criado em 2011 com o objetivo de possibilitar que as mulheres desenvolvam plenamente suas capacidades, dando condições para que elas tenham as mesmas oportunidades de trabalho e assegurar a igualdade em direitos sociais e econômicos.

Para comemorar as cinco décadas da marca de lingerie, elegeram como conceito a palavra foto3-2008lcmdelriodiainternacionalmulherEVOLUIR, que resume e enfatiza o importante trabalho da DelRio, na continuação da importante tarefa de acompanhar as mulheres em todas as suas fases, através de seus produtos que contemplam os mais variados estilos, tamanhos e idades, mas também valorizando a beleza independente de padrões. É um período de modernização, onde a DelRio está se reinventando para acompanhar as multifacetas femininas.

da redação do WORLDFASHIONREVISTA       fonte: Lilica Cesar de Mattos Assessoria de Imprensa   fotos:divulgação

BAZAR na FLAVIA ARANHA

worldfashion • 06/03/18, 16:12

No próximo dia 10 de março Flavia Aranha arma bazar com peças de coleções anteriores, vestidos de noivas, cortes de tecidos, peças pilotos e do acervo pessoal da estilista desde o início da marca. Os preços variam de R$ 40 a R$ 350,00. Confira uma prévia do que vai estar nas araras:

flavia-aranha_bolsa-listrada-r22000_bolsa-barado-r12000_chapeu-r6000-640x4271

flavia-aranha_r4000-427x640

flavia-aranha_r18000-427x640

flavia-aranha_r28000-2-427x640

flavia-aranha_r25000-427x6401

flavia-aranha_r28000-427x640 flavia-aranha_r32000-2-427x640

flavia-aranha_r32000-427x640

flavia-aranha_r25000-2-640x427

Bazar Flavia Aranha

Rua Aspicuelta, 224 – Vila Madalena/SP

Das 10h às 19h

da redação WORLD FASHION REVISTA      fonte: Namidia Ass.de Comunicação      Fotos: divulgação de Caio Ramalho

Black West completa 5 anos.

worldfashion • 06/03/18, 15:24

black-west-fachadaO mercado de moda masculina no país, ainda tem muito espaço para expansão e crescimento, tanto em desenvolvimento de produtos quanto em gestão. Neste cenário surgem novas marcas que contribuem para mudar o mercado de moda masculina que ainda é muito conservador e distante das necessidades e desejos dos consumidores contemporâneos.

eduardo-cristian-e-julioA Black West, foi fundada em 2013, por dois jovens empreendedores Eduardo Cristian e  Julio Zhou, é uma marca que está contribuindo para as mudanças no seu segmento. Com gestão jovem e muita atitude para atender homens dos mais diversos estilos e em todas as situações do cotidiano. A Black West lança novos produtos semanalmente, mas faz uma moda atemporal, que pode ser usada em momentos diferentes.

Tudo começou com Eduardo Cristian, um jovem empreendedor que tinha experiências em vendas, inclusive em moda masculina, e estava em um momento de vida um pouco conturbado e queria mudanças, assim teve a ideia e criou uma marca que identificasse as roupas que os consumidores desejavam e queriam encontrar nas lojas, e as confecções existentes não atendiam.

Com muitas ideias na cabeça e sem dinheiro para começar o negócio, Eduardo criou a coleção, fez peças pilotos e bateu na porta de uma tecelagem em busca de parceria, pois não tinha capital para comprar os tecidos.

Quinze dias depois recebeu um telefonema informando que o jovem Julio Zhou, diretor de uma empresa, queria investir na criação da marca.

E assim já se passaram 4 anos, hoje a Black West, prestes a comemorar os seu quinto ano, já está presente em todas as regiões do país com destaque para Brasília, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. Tem  7 lojas na cidade de São Paulo e em outras regiões trabalham com monomarcas e também  presentes em multimarcas.  O mix de produtos vai além das roupas e conta com sapatos, mochilas, bonés e acessórios.

cam-art-pop_5cam-fake-patchEm quatro anos a Black West já ultrapassou a marca de 3 milhões de peças produzidas e comercializadas, Os artigos em malharia são de produção própria,os outros artigo principaçmente os jeans são com tecidos da Canatiba e Vicunha. Os calçados e acessórios são produzidos pelas indústrias de Franca no interior de São Paulo.

O sócio e diretor de estilo Eduardo Cristian declara: “Em 2018 inauguraremos novas lojas e investiremos ainda mais em inovação tanto no departamento de estilo quanto na gestão e também buscaremos ações que nos aproximem ainda mais de jovens talentos da moda. Queremos ser a ponte entre o lado business e a academia, mostrando a realidade do dia a dia de uma grife de moda masculina”.

da redação do WORLD FASHION       fonte: Suzana Elias Azar           fotos: divulgação

India Decor & Fashion 2018

worldfashion • 05/03/18, 14:14

6Nos dias 20 e 21 de março,  no Centro de Convenções Frei Caneca, na capital paulista. O evento dirigido a lojistas importadores, distribuidores brasileiros que buscam produtos do lifestyle indiano com qualidade

3O evento conta com o apoio do Consulado Geral da Índia em São Paulo e é promovido e organizado pelo EPCH - Conselho de Promoção de Exportações de Artesanato da Índia. As 36 empresas expositoras do India Decor & Fashion 2018 atuam como uma mostra da grandeza de diversidade, beleza, criatividade e qualidade dos produtos das mais de 9.000 empresas associadas ao EPCH.

25Os principais produtos que serão expostos são dos segmentos de moda feminina, bijuterias exóticas e de alto padrão, bolsas, lenços, xales, relógios, luminárias, têxteis e acessórios para o lar, artigos de cama, mesa e banho, tapetes, ornamentação, esculturas, antiguidades, artesanato têxtil, acessórios para mobiliário, chás, sabonetes, velas ornamentais e aromatizadas e incensos, entre outros.

Serviço:

India Decor e Fashion 2018

Data: 20 e 21.03.2018

Horário: 09h00 às 18h00

Local: Centro de Convenções Frei Caneca

Rua Frei Caneca, 569, 6º andar – Consolação - São Paulo - SP

da redação WORLD FASHION REVISTA       assessoria de imprensa:  Persona      fotos: divulgação

Coleção Romantic Vintage

worldfashion • 19/09/17, 18:16

lcmdelrioromanticvintage_v33852-483x640 DelRio tem 49 anos de mercado e iniciou com uma fábrica em Fortaleza, CE, e hoje possui 20 unidades fabris e é uma das três maiores produtoras de lingerie no Brasil.Para garantir a qualidade de suas peças ela é responsável inclusive pela produção da maior parte dos tecidos e aviamentos utilizados na confecção. Com estampas exclusivas, desenvolvidas por uma equipe de criação afinada com as mais recentes tendências de moda internacionais, a marca que buscou inspiração do nome nas belezas do Rio de Janeiro e sua sintonia com a mulher brasileira, tornou-se referência no segmento. Conforto, qualidade e tecnologia aliados ao design especial tornaram a empresa uma das preferidas no universo feminino.

A marca referência em lingeries que aliam tecnologia, qualidade, conforto e design exclusivo, se inspirou em um dos símbolos mais amados do romantismo – as flores.. Além desse elemento super delicado, as peças são todas detalhadas em renda, o que imprime um toque de romance ao look. Podem também ficar à mostra, complementando o visual de forma bem feminina e fashion.

São dois conjuntos de lingeries:

lcmdelrioromanticvintage_v40852_v54852_still-579x6401o primeiro, composto por um sutiã triangular em tecido microfibra devoré floral com detalhe em renda e strappy no decote; a calcinha tipo boxer, também em devoré floral, possui o traseiro em renda e o maravilhoso efeito “bumbum up”.

lcmdelrioromanticvintage_v45852_v51852_still-471x640Este apresenta sutiã com bojo estruturado e aro em devoré floral e renda com costas nadador de tirinhas cruzadas - detalhes que podem e devem ser mostrados sem restrição! - e calcinha no modelo biquíni em microfibra devoré e renda.

Ambos os conjuntos podem ser encontrados nos tamanhos 40 a 46 (sutiãs) e P, M e G (calcinhas).

lcmdelrioromanticvintage_v30852-424x640lcmdelrioromanticvintage_v33852_still-366x640Para os momentos de descanso, dois looks que navegam entre o romantismo e a sensualidade. Uma camisola e um short doll em microfibra devoré floral que recebem renda em todo seu contorno – do decote à barra! – e vestem dos tamanhos P ao GG.

A Coleção Romantic Vintage está disponível nos melhores magazines e lojas especializadas do país, nas cores: romance, carmim, nature e new nude.

da redação do WORLD FASHION fonte: Lilica Cesar de Mattos Assessoria de imprensa fotos:divulgação

Canal d’Ellas sobre o universo feminino

worldfashion • 19/09/17, 10:14

Referência nacional no mercado de moda íntima, a Nayane Rodrigues Lingerie,  criou e  produz  conteúdo próprio para interagir com o público, levando informação e entretenimento às consumidoras da marca. Impulsionado pelo boom da Coleção “Melodia”, com a qualidade dos produtos tendo como garotas-propaganda as musas Wanessa Camargo e Marília Mendonça.

naiane-rodrigues_diretora-de-criacao-nayan-rodrigues-lingerie-427x6401Entre os temas abordados no Canal d’ellas, moda, beleza, saúde, autoestima, empoderamento e informações essenciais para assuntos que interessam a todas as mulheres: os cuidados e a últimas tendências de moda íntima. “Escolher a lingerie certa faz muita diferença na hora de se vestir e requer bastante bom senso. Em nosso canal, vamos ajudar a corrigir alguns defeitos, a como valorizar o corpo com conforto e comodidade para o bem-estar de cada mulher”, afirma Naiane Rodrigues diretora de criação da marca.

Para apresentar o canal, a Naiane Rodrigues convidou três embaixadoras com perfis que se comunicam com perfis variados de suas consumidoras. O trio é formado pela influencers Laura Holanda (@lauraholanda_), Ana Clara Furigo (acluris) e Gabriela Sanders (@gabrielasanders_). Nos três primeiros programas, elas discutem sobre composição de looks (variedade de cores, tecidos, modelos e tamanhos) e cuidados com a lingerie para manutenção e melhor uso das peças. Confira abaixo o perfil das três escolhidas para o Canal d’ellas:

ana-clara-furigo_canal-dellas_nayane-rodrigues-lingerie-513x640-2ANA CLARA FURIGO

Idade: 22 Profissão: Modelo fotográfica e estudante de jornalismo Naturalidade: Sorocaba, SP, mas mora em Fortaleza há 4 anos.

Sempre gostou e sempre quis fazer parte do mundo da moda. Fotografa desde os 15 anos. Gosta de estar por dentro das novidades da moda, mas não é refém delas. Segue as tendências que combinam com o estilo.

Rotina nas redes sociais Usa bastante e sempre gostou, principalmente o instagram. Posta pelo menos duas vezes ao dia. As redes são bem organizadas e, nos últimos dois anos, percebeu um maior alcance.

gabriela-sanders_embaixadora-canal-dellas_nayane-rodrgues-lingerie-518x640GABRIELA SANDERS       Idade: 21 Profissão: Designer de moda  Naturalidade: Fortaleza

A relação com moda vem desde pequena, quando criança sempre dizia que queria ser estilista, sempre escolhendo as roupas que e ia vestir, não era a mãe que escolhia, ela mesma montava os looks de cabeça. Está atuando na área, trabalha como modelo e como assistente de produção em uma agência. Acompanha sempre as tendências, pega referências e leva para o estilo pessoal.

Rotina nas redes sociais Mais recatada nas redes sociais, Gabi posta menos porque é reservada, mas sempre está antenada nos principais perfis de moda e entretenimento.

laura-holanda_canal-dellas_nayane-rodrigues-lingerie-511x640-2LAURA HOLANDA  Idade: 26    Profissão: Ilustradora e Artista plástica      Naturalidade: Fortaleza

Desde criança faz trabalho como modelo, mas nada tão profissional. Acompanha algumas tendências, mas prefere criar a sua todo dia, dá preferência ao conforto.

Rotina nas redes sociais Costuma ficar muito conectada, tanto para ficar antenada nas tendências e também para divulgar seu trabalho artístico e praticidade das plataformas para fazer negócios através delas

da redação da World Fashion revista  Fonte: Capuchino Press    Fotos: divulgação