FERNANDA YAMAMOTO

worldfashion • 30/09/20, 16:23

blusa-colorida-1_-embalagem-aberta_-pablo-saborido1blusa-colorida-1_-pablo-saborido2Quem acompanha os passos da marca sabe que a estilista e sua equipe sempre tiveram prazer em dividir suas técnicas e processos seja por meio das conhecidas e aguardadas visitas guiadas no ateliê ou pelos vídeos transmitidos nas redes sociais, que ganharam força durante a pandemia.

“Compartilhar é multiplicar boas ideias, conectar pessoas e manter viva a nossa essência”, afirma Fernanda. Para expandir ainda mais esse pensamento, a marca apresenta o kit SOMAMOS, que vem com tecidos recortados e todos os apetrechos necessários para a confecção manual de casaco, blusa ou lenço, no mais puro modelo ‘Faça Você Mesmo’.

blusa-escura_embalagem-aberta_-pat-ikedalenc-807o-escuro-pablo-saborido1Com três opções de kits a marca deseja estimular a costura à mão como uma oportunidade de introspecção, a impressão de um olhar pessoal à peça e, acima de tudo, como um momento de diversão.

Além de incentivar o “fazer manual”, o projeto SOMAMOS também reforça a importância do upcycling. Todos os tecidos que compõem os kits são retalhos de coleções anteriores ou fazem lenc-807o-colorido-2-embalagem-fechada-pat-ikeda1parte do estoque da marca.

O kit  SOMAMOS é uma ótima idéia de presente, vem numa linda embalagem reciclada criada pelo Estúdio Ratorói - @ratoroi - com o processo Byeplastic, a partir do reaproveitamento de sacos plásticos, embalagens e excedentes industriais com auxílio de cooperativas e pequenas recicladoras.

lenco-colorido-2_cartao-somamos_pat-ikeda1Este kit e a nova coleção Fernanda Yamamoto já podem ser encontrada na loja na Vila Madalena, em São Paulo, e no e-commerce, que acaba de ser reformulado, www.fernandayamamoto.com.br.

Diversos vídeos estarão disponíveis no IGTV (@fernandayamamoto_loja) ou no canal Youtube (youtube.com/fernandayamamoto) com tutoriais de costura à mão, opções diferentes de pontos e maneiras de montagem das peças.

da redação com informações da  Namídia Comunicação  imagens: fotos/divulgação de Pat Ikeda e Pablo Saborido

COLEÇÕES

worldfashion • 04/09/20, 15:12

FIT

marcela_sheid-ilustracao-2Com o intuito de resgatar o contato com artistas e principalmente com o público jovem e desenvolver uma arte pensando em outubro rosa, foi desenvolvido uma collab com a Marcela Scheide (foto ao lado), designer que foca como temas de inspiração: a ansiedade e a vida da mulher contemporânea. Neste trabalho buscou como caminho uma temática que pudesse impactar e propor novas reflexões para a consumidora e assim o tema central escolhido foi “vulnerabilidade”, com as suas nuances e trazendo à tona narrativas femininas.

A equipe FIT, rapidamente se identificou com a narrativa e antes mesmo de definir quais peças seriam criadas, definiu-se que a coleção seria vermelha - marca registrada da artista. Além de uma cor intensa que representa força e fragilidade feminina. Buscaram criar modelos que imprimissem aconchego, sofisticação e casualidade. A coleção composta por três estampas exclusivas efit-e-marcela_2-481x640 quatro peças, sendo: um moletom, uma camiseta, blusa de manga curta e blusa de manga longa e gola alta, todas disponíveis nas cores cru e vermelho, cor característica da artista (apenas a camiseta de algodão está disponível na cor off).

Parafraseando Brene Brown, artista de objeto de estudo de Marcela Scheid, “assumir a nossa história pode ser difícil, mas não difícil como passarmos nossas vidas fugindo dela”. Ser e Estar vulnerável costuma ser associado à algo ruim e é difícil tirar esse background negativo da palavra. Porém, ao se aceitar e se ver de maneira diferente, revelamos quem verdadeiramente somos. E é sobre isso que fala a coleção.

“Às vezes, a gente tem muito medo de mostrar quem a gente é (a gente tem medo de se magoar, se machucar), e colocar uma barreira no nosso verdadeiro EU dá a falsa impressão de blindagem, quando na verdade é o contrário”, afirma Marcela. Outro ponto importante da temática é que a vulnerabilidade também possui uma relação intrínseca com o ato de se vestir x se despir. Se vestir é o ponto chave da nossa personalidade e nos mostra quem somos.

fit-e-marcela_3-481x640A partir das três estampas desenvolvidas, propõem narrativas da coleção como uma micro-série, onde debruçam em cada episódio sob uma estampa.

Ep1: PERTENCER sobre se conhecer e se deixar aflorar. Essa estampa retrata uma mulher com metade do rosto para dentro do vaso e a outra metade para fora (é justamente quando falamos sobre entender que lugar é esse de pertencimento). O ponto que retrata esse pertencimento e essa vulnerabilidade é a rosa. A rosa traz como arquétipo o feminino, mas também pode ser associada à coragem. Ao mesmo tempo em que suas pétalas são frágeis, ela possui espinhos. É como ser mulher: forte e frágil ao mesmo tempo.

Ep2: SER é sobre se aceitar e deixar ser imperfeito. Traz uma reflexão com a relação que temos com o espelho.O espelho tem uma relação com o feminino muito grande: estamos sempre nessa batalha com o espelho, sobre não se aceitar, e o espelho aqui traz uma poética sobre se olhar com mais carinho.

Ep 03: DESPIR é sobre se despir e mergulhar em si mesma. E aquele mergulho que a gente dá na gente mesmo. Ao se despir, revelamos quem somos. Este vídeo fala muito sobre a artista, sobre o transbordar de emoções. Por mais difícil que seja assumir nossas emoções, indica uma relação muito bonita e profunda sobre quem somos.

O projeto para Outubro ficou tão incrível que o time resolveu adiantar.

da redação com informaçõs de Samantha Simon | Comunicação PR & Press imagens: fotos/divulgação

Maria Filó

mfilo_0015-640x427A marca comemora a chegada da Primavera com o lançamento da coleção florir, inspirada pela cultura e arte marroquina e convida as mulheres a visitarem seu jardim interior, onde guardamos nossos próprios oásis em meio à correria do dia a dia.  Florir é sobre cultivar, cuidar, esperar, observar as mudanças e absorver a beleza.

A cartela de cores e estampas, valorizam ainda mais o DNA feminino e contemporâneo, apostando em uma variedade de tons terrosos, que se misturam ao longo da coleção com mfilo_0991-640x427cores leves como lavanda e púrpura, e os florais cheios de personalidade - clássicos da marca.

Destaque aos tricôs, grande assinatura da marca, que chega em fios mais leves e pontos mais abertos. Outras novidades para ficar de olho, são as peças que compõem conjuntos e inspiram produções únicas e atemporais, os looks no mood comfy compostos por túnicas e calças leves, além dos jeans e da seleção de alfaiataria da marca.

Os acessórios valorizam as tote bags e tramas que remetem às redes, elevando as bolsas ao status de peça statement. Os cintos aparecem com força para marcar e valorizar a silhueta feminina e as bijouterias em tamanho maxi se tornam protagonistas.

A coleção já estão nas lojas físicas e no online

da redação com informação da Index  imagens: fotos/divulgação

MOB

carol-ribeiro-making-of-mob-5-jacques-dequeker-11Impactada pela pandemia, a marca exalta relações de afeto e a evolução do conceito wellness na moda. Resgatar memórias afetivas, despertar o amor pela vida e priorizar o bem-estar são os propósitos e valores da nova campanha de verão 2021 da MOB. A top model Carol Ribeiro, com direção de fotografia de Jacques Dequeker, styling de Felipe Veloso e make assinada por Lavoisier, a campanha “Os Nossos” reúne os maiores parceiros da história da marca para celebrar a importância dos laços afetivos e valorizar o conceito da moda em um período pandêmico e de incertezas.

carol-ribeiro-e-lavoisier-making-of-mob-5-jacques-dequeker-34Esta é a 5ª campanha da Carol para a marca fotografada em estúdio e ela conta sobre a experiência de fazer uma campanha em meio à pandemia. “O conceito/nome ‘os nossos’ me dá a certeza de que minhas histórias e da MOB se misturam. Foram cinco campanhas em viagens onde criamos momentos e imagens inesquecíveis que me fizeram sentir parte dessa família. E hoje, na atual situação, que  fomos obrigados a parar e olhar para dentro, refletir o nosso entorno, sinto ainda mais a necessidade de estar perto e ligada a minha história, a pessoas que me fazem bem. Tenho escutado e lido com bastante frequência as frases ‘A moda está photo-2020-09-04-11-25-03mais humana’ ou ‘A pessoa vem antes da roupa’,  e essas frases refletem o que a MOB significa mim”, reflete Carol que simboliza uma das maiores conexões afetivas para a MOB e protagoniza a coleção mais jovem já lançada pela marca. Com um mood chique figurado pelos elementos fogo, ar, água e terra da natureza, ela surge estonteante nas fotos vestindo looks inspirados nas sensações de conforto e bem-estar.

Conhecida por suas grandes campanhas em lugares paradisíacos e como uma das poucas marcas brasileiras que sustentam esse trabalho de moda no Brasil, a MOB entrega uma campanha inspiradora mesmo em um cenário diferente, pelas lentes de Jacques Dequeker, beleza de Lavoisier e styling de Felipe Veloso, a modelo surge estonteante nas fotos de making vestindo a coleção mais jovem já lançada pela marca, inspirada nas sensações de conforto e bem-estar, com looks como calças leves, macacões soltos, vestidos com recorte, tops e blusas de um ombro só.

photo-2020-09-04-11-26-23“Dessa vez, no entanto, nos reinventamos e fomos para estúdio a fim de criar o verão da MOB e inspirar pensamentos sobre a moda e sobre as verdadeiras relações que construímos ao longo da nossa jornada pertinentes ao momento atual” conclui o sócio fundador Marcelo Dib, na foto com o sócio  Angelo Campos.

A coleção estará em outubro, no e-commerce e em todas as lojas físicas da MOB no Brasil.

da redação com informações da Melina Tavares Comunicação    imagens: fotos/divulgação

SUSTENTABILIDADE

worldfashion • 03/09/20, 15:21

FIT

fit_fff_06Uma marca fundada há 30 anos atrás, construiu sua história e deixou seu nome no mercado de moda nacional e a cada coleção está mais atual e condizente com os novos desafios da cadeia Fashion. “Nosso desafio hoje é fazer produtos que sejam bonitos e sustentáveis. Cada decisão tomada é um compromisso para um futuro mais amigável ao meio ambiente.”, pensa Renata Schmulevitch, estilista e proprietária da grife.

fit_fff_01A coleção FIT FUTURO FLEXÍVEL é toda produzida em malha dupla de liocel com fibra macia, durável e sustentável, é um produto exclusivo da FIT e desenvolvido pela tecelagem Santa Constância, pioneira em investir em qualidade e tecnologia sustentável. As peças são 100% isentas de produtos tóxicos para a pele, a malha é produzida apenas com água de reuso e o cultivo das árvores utilizadas na produção do liocel não requer irrigação artificial nem o uso de fertilizantes químicos, o que reduz ainda mais o seu impacto ambiental.

A coleção é composta por peças como vestidos, macacões, saias, calças e blusas, nos tons preto, branco e verde, bem básicas e atemporais independente da estação.

“Estamos muito felizes em apresentar a nossa nova linha FIT FUTURO FLEXÍVEL” e Renata completa “Flexível porque acreditamos na flexibilidade como atitude para romper antigos padrões e nos levar a um novo futuro”.

da redação com informações de Samantha Simon | Comunicação PR & Press   imagens:fotos/divulgação

UMA

jaqueta-ferragem-feminino-dupla-v1Marca consolidada no mercado de moda nacional há mais de 20 anos, apresenta a UMA X: uma linha sustentável com o compromisso de criar colaborações que, além de design apurado, tragam significado, transparência, responsabilidade e relevância para a roupa. Liderada por Vanessa Davidowicz, primogênita de Raquel Davidowicz (fundadora e designer da UMA), a coleção traz peças genderless feitas a partir de processos eco-friendly e informação estética para o público mais jovem, com uma linha de roupas e acessórios identificadas como UMA X,  que vem ao mercado com o compromisso de uma produção sustentável consciente, trazendo inovações para um público jovem e conectado.

Considerada uma das grandes revoluções recentes no universo têxtil, o ECONYL® surge como uma solução inteligente para marcas que desejam usar materiais de baixo impacto ambiental sem perder a qualidade, Em linhas gerais, o Econyl é o fio de nylon regenerado por meio do resgate de resíduos de redes de pesca, retalhos de tecidos, carpetes e plásticos encontrados em aterros e oceanos, e passam por um processo de reciclagem, criando novos fios com as mesmas características do nylon virgem, tanto em seu sensorial como em sua aparência, com produção da Aquafil, empresa italiana, com mais de 40 anos, o Grupo Aquafil atua na produção de Nylon 6, com um primário foco na fabricação de fibras usadas em pisos de jaqueta-filete-02-short-alcalino-02-masculino-v3carpete, mas também com experiência em plásticos de engenharia e fibras sintéticas de vestuário.A empresa reprocessa o Nylon 6 já há algum tempo, mas mais recentemente o sucesso do projeto Econyl representou o maior progresso na mudança para a produção de malha fechada de Nylon 6.responsável pela distribuição e homologação internacional.

Marcas como a Prada, Stella McCartney, Gucci, Adidas/Parley, Paper, Richard Malone e Together Band e agora no Brasil a UMA , são homologadas para a identificação dos seus produtos com as etiquetas ECONYL®

O resultado é um material com potencial de ser reciclado infinitamente, sem comprometer a qualidade, sem desperdício e sem a necessidade de novos recursos, pois assim que os produtos de Econyl deixam de ser úteis aos consumidores, eles podem voltar à fase um de regeneração. Outros benefícios incluem a redução do impacto do nylon no aquecimento global em até 80% comparado ao material bruto, diminuindo a emissão de CO2.

Na coleção da UMA X, o tecido pode ser encontrado em diferentes categorias de produto, incluindo blazer, calça, vestido e shorts, em peças genderless com design assinado por Raquel Davidowicz, produzidas no Brasil e disponíveis para venda nas lojas da UMA (SP, RJ e NY) e pelo site da UMA X: https://www.uma.com.br/x.

da redação com informações da Suporte Comunicação

NOMES ASCENDENTES NO MERCADO

worldfashion • 22/07/20, 13:37

ALAPHIA

f23089fa-3176-423c-b133-75e8c4645eb8-427x640A paulistana Renata Potomati, formada em Administração de empresas com ênfase em marketing pela ESPM e Master em marketing de moda e estratégias de marca pela INSEESC – Paris, não conseguiu encontrar um emprego que fizesse sentido e nem uma empresa na qual se encaixasse inteiramente, ao retornar ao Brasil em setembro de 2016, após ter trabalhado área de criação da marca Emanuelle Khanh Paris, onde era responsável por organizar e desenvolver o relançamento da linha de Prêt-à-Porter da marca que foi uma das pioneiras do Pret-a-Porter na década de 60.

Esteta desde sempre e motivada pela paixão por moda notou o gap de mercado onde muitas marcas vendiam peças com preços muito altos e sem uma qualidade e acabamento de acordo, foi assim que decidiu criar a ALAPHIA, com olhar cosmopolita, criativa trouxe ao mercado uma marca de roupas que preza pela praticidade, design, conforto e estilo.

Foto: André Ligeiro

520d3d7f-0484-4bad-b8c3-108d9612011f-640x6402dfee892-5862-471a-818a-9a6692be22ec-640x640Percebeu também a falta de peças que fossem adaptáveis a qualquer situação do dia e todo tipo de compromisso, do trabalho ao happy hour. A mulher moderna que Renata queria vestir preza por praticidade sem perder o estilo. Como uma boa paulistana, a coleção imprime o city couture, influenciada pela cultura de uma cidade grande e da arte. Portanto uma marca essencialmente urbana que valoriza a forma, a praticidade e a versatilidade.

Quando começou, Renata Potomati, o mercado de moda nacional ainda copiava o que as marcas internacionais estavam fazendo e sentia falta de marcas autorais. Hoje a fundadora da ALAPHIA se alegra com o cenário diferente do mercado onde se sustentam as marcas com propósito e identidade definidas: “Mais do que nunca as pessoas comprarão propósito, e estilo de vida. É preciso conquistar a confiança do consumidor e se reinventar”, compartilha a empresária de 27 anos.

Atenta e preocupada com o processos, Renata, inspira suas coleções na alta costura e no dia-a-dia de grandes cidades traduzindo isso para peças que não são só bonitas, mas também usuais. Acompanha de perto todas as etapas de produção para assegurar a qualidade dos produtos e a condição de trabalho dos colaboradores. É uma premissa fundamental da marca contar com fornecedores nacionais. Com direção 360º, Renata Potomati está sempre se informando sobre as tendências de mercado e além de levar em conta os fatores macro que afetam o negócio se reinventando e inovando a todo momento com a mesma versatilidade do seu city couture.

da redação com informações da Bossa Comunicação   imagens/divulgação do fotógrafo Rafael Sartori

UMA X

umax-c-0712-427x640Liderada por Vanessa Davidowicz, primogênita de Raquel Davidowicz (fundadora e designer da UMA), marca consolidada no mercado de moda nacional há mais de 20 anos, chega ao mercado a UMA X: uma linha sustentável com o compromisso de criar colaborações que, além de design apurado, tragam significado, transparência, responsabilidade e relevância para a roupa. a coleção traz peças genderless feitas a partir de processos eco-friendly e informação estética para o público mais jovem.

Há um ano do desenvolvimento, entre concepção e produção das peças, e prevista para ser lançada inicialmente em abril, a primeira coleção-cápsula chegou agora em julho, por conta da pandemia, e segue carregando as mesmas características que a distinguem desde o princípio - ética, inovação e, sobretudo, um modelo de negócio sintonizado com as necessidades atuais e futuras dos clientes e da sociedade.

umax-c-0633-640x427umax-c-0424-640x427Com essência colaborativa, a letra X em UMA X vem justamente com o propósito de experimentar e falar com os anseios deste consumidor: remete a um espaço incógnito que será ocupado por parcerias a cada novo drop. Os lançamentos não terão calendário fixo e vêm com preços mais acessíveis (entre R$ 155 e R$ 795).

O primeiro drop conta com 26 modelos, em uma paleta que destaca preto, branco, azul oceano e amarelo dijon, em  tecidos inovadores que refletem o compromisso da marca com o meio ambiente e a produção responsável. Dentre eles está o ECONYL®, um nylon regenerado produzido através do processo de reciclagem e purificação de resíduos plásticos e têxteis coletados em oceanos. A UMA, por meio da UMA X, será a primeira marca brasileira a aplicar essa tecnologia em seus produtos – após um processo minucioso que garantiu certificação para o uso.

“Faço parte de uma geração que já começou a trabalhar com moda sabendo dos desafios ambientais a serem enfrentados nessa indústria. Além disso, percebi uma demanda crescente por produtos conscientes com um design contemporâneo para o dia-a-dia, com uma pegada urbana e cool, algo que a UMA sempre teve no seu DNA”, afirma Vanessa Davidowicz. “Junto ao time de design, começamos a pesquisar inovações têxteis com matérias-primas certificadas e sustentáveis, o que resultou no lançamento da UMA X”, completa.

umax-c-0741-640x427Elaboradas com tecidos mais responsáveis e fornecedores certificados, todas as peças carregam algum tipo de informação ou inovação sustentável, como economia de água no processo de acabamentos, procedimentos biodegradáveis e diminuição de matéria-prima virgem e substâncias químicas. Essas informações estarão nas etiquetas de cada peça, indicando sua origem, fornecedor, certificação e demais elementos sobre os materiais, de modo a criar uma relação de transparência com o cliente.

Com a UMA X, a UMA dá mais um passo em direção à excelência no design e na responsabilidade com o meio ambiente, com pleno entendimento de que o caminho ainda é longo e demanda dedicação contínua para seguir trazendo inovações sustentáveis ao mercado de moda - como a loja Carbon Free que abriu no Shopping Morumbi, em 2007, um dos primeiros movimentos do setor nesse sentido, assim como o uso de tecidos ecológicos nas últimas coleções da marca, com certificados internacionais como o Oeko-Tex Standard 100, BCI (Better Cotton Initiative) e Lenzing.

umax-c-0575-427x6401A coleção UMA X está disponível no e-commerce da UMA https://www.uma.com.br/x e nas lojas físicas UMA (São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York), seguindo os protocolos e as determinações de seus respectivos municípios, por conta da pandemia, e adotam as devidas medidas de biossegurança e distanciamento, pensando sempre na saúde e bem-estar de clientes e colaboradores.

Entre estas medidas está a parceria com a Visto.Bio, empresa 100% brasileira de biotecnologia aplicada à sustentabilidade, que lançou um novo spray antisséptico neutralizador de partículas virais em diferentes intervalos de tempo, com capacidade antiviral comprovada frente ao SARS-CoV-2. O produto, que está sendo aplicado em todas as peças das lojas e e-commerce da marca, garante 24h de proteção aos itens e também é um aliado no combate à proliferação de microorganismos, garantindo assim a preservação e conservação de tecidos.

da redação com Informacões da Suporte Comunicação   Imagens:fotos/divulgação

Riva de Split,

worldfashion • 25/03/20, 10:50

photo-2020-03-24-18-04-06Slow fashion é o melhor jeito de definir a Riva de Split, novíssima marca de moda feminina criada pela estilista paulistana Sandra Falci. “É uma moda feita pra atender a mulher contemporânea, executiva, que trabalha e tem inúmeros compromissos no seu dia a dia”, avisa a criadora, que prima pelo conforto, praticidade e muita elegância na hora de idealizar a sua linha.

photo-2020-03-24-18-04-07A marca tem o nome inspirado no balneário chiquérrimo da Croácia, na Europa do Leste, e traz para o seu DNA essa sofisticação, unida a um toque de brasilidade. Para isso, a estilista coloca atenção em detalhes, como a cartela de cores. “Trabalho com o preto, o branco e o off-white como base, usando também alguns tons de nude, de azul, fendi, salmão, ocre e outros que lembram as especiarias”, revela Sandra, que coloca o mesmo cuidado na escolha da padronagem. Assim surgem alguns geométricos de tons esmaecidos, folhagens em branco e preto, sem contar efeitos especiais de superfície no próprio tecido.

A modelagem é outro segredo. Saias retas feitas com malha de viscose, com toque suave e muita fluidez; regatas ultrapráticas; tops curtos ou alongados e bem desestruturados, vestidos que envolvem a silhueta, ao lado de blusas feitas pra combinar com tudo já mostram que a Riva de Split ama o clima casual.

Para o lançamento, a marca chegou com uma coleção enxuta, composta por 15 modelos que “conversam” muito bem entre si. E deu match! “Peças práticas, confortáveis, permitem a formação de diferentes looks, e isso faz com que a proposta seja, de certa forma, sustentável”, destaca Sandra Falci, almejando que o pilar da sustentabilidade esteja sempre presente na Riva de Split.

sandra-falci-riva-de-splitCom 30 anos de experiência na moda, a charmosa Sandra foi modelo, produtora de moda, trabalha há anos com desenvolvimento de produto em tecelagens e agora dá vida ao sonho de lançar a marca própria. “Meu trabalho com as tecelagens permite que, depois de muita pesquisa sobre matérias-primas e tecidos, o meu olhar possa escolher aquilo que é melhor e mais bacana pra Riva de Split”.

Riva de Split, aliás, tem um “algo mais” que a criadora quer que esteja diretamente associado ao nome. “As ações sociais vão fazer parte dessa história, não só como marketing, mas como desejo verdadeiro de levar boas ideias e formação profissional para pessoas em condição vulnerável”, informa Sandra, que tem trabalhado – “sempre!” – com diferentes ONGs. “A ideia agora é atuar com mulheres ex-presidiárias, que buscam uma nova oportunidade de trabalho e podem mostrar, por meio da moda, um talento associado ao resgate da cidadania”, revela, acrescentando que não faltarão desfiles para mostrar essa proposta.

photo-2020-03-24-18-04-05A Riva de Split tem seu show room na Pompeia, “para receber as clientes, amigas e, cada vez mais, lojistas que abraçam essa proposta”, diz Sandra Falci.

da redação  por  Eleni Kronka   imagens: fotos/divulgação

MASH 50 anos

worldfashion • 14/02/20, 16:29

imagesA Mash tradicional marca de underwear masculino lançou a campanha de comemoração das cinco décadas, repletas de inovação, personalidade e ousadia. O objetivo é reforçar o posicionamento da empresa que vem construindo nos últimos dois anos, repensando a forma de se comunicar com o seu público, ligado diretamente ao universo masculino e às mudanças culturais que a sociedade vem passando.

Ao longo dos anos, a Mash se reinventou diversas vezes, sempre entendendo o cenário atual que estava vivendo, mas principalmente preocupada em unir produtos de qualidade com moda e muito estilo. A partir de 2018, o novo posicionamento chegou com o propósito de celebrar a energia dos homens que se reinventam, que não tem vergonha de ser exatamente quem eles são, mas sempre diferentes. 50 anos é só o começo, é a idade que traz a chance de repensar os valores e as escolhas.

f21b487c5fc2a97987d8130971e952f1lowA campanha reúne um grupo de “amigos da Mash” para comemorar seus 50 anos com o objetivo de mostrar experiências através do estilo, da dança, das conversas e do movimento. Suas histórias retratam como eles não possuem mais o medo de mudar e como nunca querem estar parados, sempre “mashendo” e se transformando. O contexto da festa traz uma aproximação entre os homens por meio do humor, possibilitando a discussão de temas mais profundos sobre masculinidade e sobre a postura do homem atual.

c220841680d19e862118937581a43a94low30e45bfc8e9482e167acfd9e81e8e325low1Assim a Mash lança a cueca comemorativa dos 50 anos. A peça, em modelo boxer e confeccionada em modal com elastano, contém uma etiqueta bordada exclusiva para a comemoração da edição limitada. A novidade, que pode ser encontrada em duas opções de cores, preta e branca, e nos tamanhos P ao GG, chega em todos os pontos de venda da marca espalhados pelo Brasil a partir do mês de março.

Ficha Técnica Campanha Mash 50 anos:

Direção Criativa: Isabela Valentin, Guilia Barber, Jéssica Pádua, Laura Zambni.

Diretora de produção: Tarcila Villa

Produtor: Bernie Walbenny

1AD: Luiza Azevedo - Assistente de Direção de Produção

Vídeo oficial da campanha: Rodrigo Inada

Beleza: Laura La Laina

Fotógrafa: Lorena Dini

Stylist: Juliana Bordin

Modelos: Shaolin, Ricardo Lima, Caco Santos, Luiz Almeida, Daniel Aguiar, Jullio Reis, Wanderson Brasil, Brown G (Gustavo Siqueira).

Idades:  Shaolin (18 anos); Ricardo Lima (27 anos); Caco Santos (61 anos); Luiz Almeida (51 anos); Daniel Aguiar (48 anos); Jullio Reis (23 anos); Wanderson Brasil (48 anos); Brown G (25 anos).

propaganda-antiga-wolkswagen-leasingmash-cuecatramontina-d_nq_np_272521-mlb20783495384_062016-fSobre a Mash:

Uma empresa familiar 100% brasileira que preza pela felicidade e bem-estar de seus colaboradores por acreditar que juntos são melhores e que cada um da equipe é essencial em sua jornada. Criada por imigrantes libaneses que vieram para o Brasil fugindo da guerra em busca de uma nova vida e se encontraram na essência do brasileiro e de nosso país, fincaram raízes e carregam uma trajetória de 50 anos de dedicação e conquistas. Hoje já são quase 1.000 profissionais sob responsabilidade da empresa. Ao longo dessas cinco décadas, a Mash se transformou e se reinventou várias vezes. Hoje é referência nas categorias de moda íntima masculina, meias e moda praia. A alta qualidade dos produtos confeccionados pela empresa, aliada ao design diferenciado e busca constante por inovação garantem a satisfação diária dos consumidores da marca. Em seu complexo industrial com mais de 25 mil metros quadrados na zona leste da cidade de São Paulo, produz quase 3 milhões de peças por mês. A Mash produz 100% das peças que comercializa e tem certificação no programa ABVTEX, que qualifica fornecedores da indústria têxtil e garante a não utilização de trabalho escravo e infantil, entre outras formas de exploração. E tem orgulho disso.

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação

Lez a Lez

worldfashion • 20/01/20, 02:07

lez-a-lez-sustentabilidade-22-2Lez a Lez, marca do Grupo Lunelli, tem embalagem plástica biodegradável para as peças da coleção cápsula Graphic Tees By Maya Gabeira, firmando seu compromisso com as causas sustentáveis e o consumo consciente.

lez-a-lez-sustentabilidade-4-2lez-a-lez-sustentabilidade-112A iniciativa veio do desejo de incluir na produção da empresa mais ações em benefício do cuidado com o meio ambiente. As embalagens plásticas feitas de álcool polivinílico são solúveis em água quente e compostáveis, sendo mais eficientes que as sacolas de resina. Com isso, o processo de decomposição da matéria plástica se torna muito maislez-a-lez-sustentabilidade-28-2 lez-a-lez-sustentabilidade-7-2rápido e eficiente, reduzindo impactos ambientais.

Os primeiros testes com a embalagem ecológica já estão sendo feitos e a adesão nas coleções está acontecendo de forma gradativa. Estima-se que em pouco tempo todas as marcas do Grupo Lunelli usarão o plástico biodegradável como embalagem.

lez-a-lez-sustentabilidade-2-2Para o Grupo Lunelli, cuidar do meio ambiente é um dever de todos, por conta disso, a empresa adota diversas atitudes sustentáveis para tentar minimizar os impactos. Entre as ações do grupo estão o tratamento de efluentes utilizadas no processo de fabricação das roupas, economia de energia, reutilização de resíduos, coleta seletiva, tratamento e monitoramento da fumaça que sai das chaminés das fábricas, a recuperação de margens de rios próximos às fábricas e reflorestamento. Além disso, a Lez a Lez utiliza em suas coleções a Ecovero, viscose com menos impacto ambiental.

Os jeans Eco Recycle da Lez a Lez também tem como objetivo a redução dos impactos no meio ambiente, por isso em seu processo de produção tem 90% menos alvejantes químicos e economiza até 60% de água.

Atualmente, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking dos países que mais produzem plástico no mundo, totalizando mais de 11 milhões de toneladas de lixo plástico no ano. Por essa razão, ações como a da Lez a Lez são cruciais para a redução do descarte deste material que demora, em média, 450 anos para se decompor.

da redação com informações da Index Conecta  imagens fotos divulgação

NIKE X SACAI

worldfashion • 18/12/19, 07:24

su19_sacai_assets_stills_primary_02_89811A nova collab NikeXSacai celebra a beleza do movimento e mistura a qualidade do desempenho das roupas da Nike com a criatividade e estilo das criações de Sacai. A coleção é composta por onze peças - como tênis, saias, jaquetas, camisetas, shorts, meias, calças e tops - que ganharam uma nova perspectiva com o design inovador que só a união entre as duas marcas poderia trazer.

su19_sacai_assets_stills_secondary_09_89821su19_sacai_assets_stills_secondary_06_89824A partir da mistura de peças e modelos diferentes, a estilista fundadora da Sacai, Chitose Abe, cria algo completamente novo. “Muitas vezes pego as partes que mais gosto de duas peças diferentes e as uno para criar uma nova roupa, que se torna muito maior. O resultado final chamo de híbrido”, explica Abe. As peças híbridas criadas pela estilista são as marcas registradas da Sacai.

Para essa coleção, Chitose realizou uma releitura das peças de corrida clássicas da Nike - trazendo a su19_sacai_blazer_black_1080x1215_89825su19_sacai_blazer_white_1080x1215_89826trajetória da marca junto a irreverência da estilista, por exemplo, ao transformar o corta-vento em uma saia ou criar um novo shorts a partir da adição de drapeados a um clássico da marca.

O tênis LDWaffle, por exemplo, é uma das peças que pode ser considerada a cara da coleção, já que une o protagonismo da Nike na área de sneakers e o estilo de criação de peças ‘híbridas’ de Abe. “Nós literalmente tínhamos duas fotos impressas de dois tênis diferentes que foram dobradas ao meio e colocadas em cima umas das outras para criar a ideia da estilista”, conta Fraser Cooke, Diretor de Projetos Especiais da Nike sobre os primeiros passos da criação do tênis.

Todas peças de roupas, assim como os tênis, da nova collab NikeXSacai estarão disponíveis no nike.com.

da redação com informações da Tastemakers   imagens fotos divulgação

DUPONT

worldfashion • 09/12/19, 00:49

logoA DuPont Segurança & Construção é líder mundial no fornecimento de inovação para as necessidades essenciais da vida, como água, abrigo e segurança; permitindo que seus clientes beneficiem-se através de capacidades únicas, com escala global e marcas icônicas, que incluem Corian®, Kevlar®, Nomex®, Tyvek®, GreatStuff™, Styrofoam™ e Filmtec®.

Com a primeira viagem prevista já para 2020, a VIRGIN GALACTIC projeto criado pelo magnata inglês Richard Branson, está desenvolvendo espaçonaves para voos turísticos suborbitais e missões científicas.para tanto a empresa recentemente revelou o vestuário de bordo dos futuros astronautas. Um design com muito estilo, predominantemente azul com detalhes dourados, a roupa espacial da Virgin Galactic foi desenvolvida pela Under Armour. turistaespacial_credito-divulgacao-under-armourAlém de proteção e segurança, essenciais para a permanência no espaço, a vestimenta visa proporcionar conforto ao usuário. A funcionalidade não foi esquecida: o design inclui diversos bolsos e até um botão integrado para intercomunicação. O Nomex®, a fibra da DuPont para proteção elevada contra calor e resistência a chamas, é um dos componentes essenciais do traje. Presente nas roupas dos astronautas no primeiro pouso na Lua, há 50 anos, o Nomex® também está em uniformes de milhares de bombeiros em todo o mundo. A fibra vai garantir aos turistas espaciais proteção contra a variação de espectro de temperaturas na jornada.

A Under Armour também incluiu tecnologias como o tecido com infusão de minerais UA RUSH, que reflete energia para garantir mais fluxo e recuperação de sangue de quem veste. Outra novidade é a UA Intelliknit, tecnologia que mapeia necessidades específicas do corpo para fornecer gerenciamento perfeito de calor e suor, evitando superaquecimento e resfriamento.

Até o calçado dos futuros viajantes espaciais foi apresentado pela Under Armour. O acessório não lembra em nada as pesadas botas dos astronautas, também exibindo um desenho todo fashion.

da redação cominformações da 2PRÓ Comunicação Crédito/Foto: Divulgação/Under Armour

30 ANOS DO GRUPO PACÍFICO SUL

worldfashion • 12/11/19, 14:51

collab-1-595x640Em comemoração aos 30 anos do Grupo Pacífico Sul, de Blumenau, Alexandre Herchcovitch foi convidado para desenvolver uma coleção COLLAB com o a Vic&Vicky, uma das marcas do portfólio do grupo.

A parceria colaborativa inédita entre a marca infantil e a grife de luxo do estilista, À La Garçonne, resultou na coleção inverno fashion 2020 que reforça o lifestyle de cada marca. “A ideia é mostrar um pouco do DNA das duas marcas e fazer uma roupa para uma criança que já está crescendo e tem gostos diferentes”, explica o estilista representante legítimo de uma geração de estilistas que, ainda cedo, nos anos 1990, entendeu a evolução do papel do designer na moda.

Continua com as ações que marcam os 30 anos de fundação, o grupo projeta ser um dos maiores consolidadores de marcas de moda do Brasil e assumiu o controle da Labellamafia, uma das maiores grifes de fitness wear da América Latina.

collab-2-640x460“A Pacífico Sul é o segundo maior empregador do setor têxtil em Blumenau valorizando sempre a mão de obra e fornecedores locais”, salienta o CEO Célio Martins Júnior (na foto à direita de  Sabrina Cerede, diretora criativa do Pacífico Sul ao lado de Alexandre Herchcovitch) que manteve seu parque fabril em Blumenau mesmo com ofertas de outros estados. Os planos para os próximos quatro anos são de dobrar a receita. “Isso tudo só é possível quando se tem um time espetacular”,  finaliza.

da redação com informações da RMCOM Comunicação  imagens: fotos/divulgação