Concurso de Moda Sustentável

worldfashion • 28/08/19, 15:11

foto-fabrica-1A Castanhal Companhia Têxtil sediada na cidade de Castanhal (PA) no interior do Pará, com mais de 50 anos de atividades apoiando mais de 15 mil famílias ribeirinhas que vivem nas margens dos rios Solimões e Amazonas, na região Amazônica, conta ainda com uma filial em Manacapuru (AM) e um escritório comercial em São Paulo (SP). A fibra têxtil  de juta foi introduzida no Brasil pelos japoneses e tornou-se uma das principais atividades econômicas das populações ribeirinhas da região amazônica. A juta é 100% sustentável no seu plantio e no seu processamento, contribuindo para a manutenção da Floresta Amazônica enquanto gera renda para milhares de pessoas.

A empresa maior processadora de fibra de juta do país, oferece ao mercado uma matéria-prima de qualidade, versátil e totalmente integrada ao bioma amazônico, sem provocar queimadas ou desmatamentos e sem a utilização de agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, com adubação natural feita pelo húmus deixado pelas cheias dos im-prod-fios-coloridos2rios amazônicos. Tudo isso confere à Castanhal as certificações de preceito orgânico pela BCS Oko  uma certificadora independente de produtos ecológicos com sede na Alemanha, o selo é reconhecido por toda Europa, EUA e Japão e garante que os produtos de juta da Castanhal sejam compatíveis com os preceitos da agricultura orgânica, Fairtrade da Aliança Sustentável para o Comércio Justo (FairTSA, na abreviatura em inglês) e Pesticide Free, que garante que não há a utilização de pesticidas.

Há mais de dez anos produz fios e telas de juta, voltados para o mercado de moda, artesanato, decoração, tecelagem, im-home-seg-calcadistacalçadista, fumageira, construção civil e é maior fornecedora e única fabricante nacional do país de sacaria para produtos agrícolas como café, batata, cacau, entre outros.

Celia Pinho, Coordenadora de Marketing da Castanhal, declara: “Estamos felizes e honrados em poder contribuir com a transformação e inovação possibilitados por um modelo de ensino e aprendizagem hands on, provando que a Juta pode ser uma das principais matérias-primas para a moda contemporânea e futura”. Os alunos do SENAI CETIQT Rio de Janeiro participaram de duas palestras ministradas por Celia Pinho, nos dias 16 e 19 de agosto, onde a executiva da Castanhal forneceu todas as informações sobre a Juta, seus processos de plantio e produtivo, conceitos, manuseio e utilização, além de esclarecer de todas as dúvidas sobre o Concurso.

celia-pinho-coordenadora-de-marketing-da-castanhal-ladeada-pelos-consultores-do-fashion-lab-do-senai-cetiqt-rj-alexandre-bojar-e-charliene-santos-640x427Celia Pinho, Coordenadora de Marketing da Castanhal, ladeada pelos Consultores do Fashion Lab do SENAI CETIQT RJ, Alexandre Bojar e Charliene Santos (na foto acima)

Participam do Concurso alunos do SENAI CETIQT, acima de 18 anos, regularmente matriculados nos cursos da Graduação: Design - Habilitação Moda; Design -Ênfase em Design de Superfície; Artes - Habilitação Figurino; e Tecnologia em Produção de Vestuário. De Pós-Graduação, participam alunos de: Design de Moda e Gestão e Planejamento em Modelagem - Alfaiataria Industrial e de Nível Técnico em Vestuário. As inscrições se encerraram no dia 23 de agosto.

concurso-de-moda-sustentavel-juta-castanhal-e28093-alunos-do-senai-cetiqt-rj-3-640x4271Os participantes Concurso de Moda Sustentável - Juta Castanhal, trabalharão em duplas, compostas obrigatoriamente por um aluno com conhecimentos em Estilismo ou Design de Moda e outro aluno com conhecimentos em Modelagem do Vestuário. Os 12 alunos (6 duplas) do SENAI CETIQT, que deverão criar e desenvolver dois looks comerciais completos concurso-de-moda-sustentavel-juta-castanhal-e28093-alunos-do-senai-cetiqt-rj-2-640x4271de vestuário com acessórios, utizando a juta como matéria-prima principal no desenvolvimento das coleções. As duplas selecionadas passarão por percurso de coaching destinado ao aprimoramento técnico de suas habilidades, com o apoio técnico dos consultores do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção durante o período de desenvolvimento dos produtos.

im-prod-dest-i332Os looks deverão ser desenvolvidos fazendo o uso da matéria-prima juta produzida e cedida pela empresa Castanhal, de aviamentos cedidos pela empresa HAK e da lavanderia CILAVE, que auxiliará no beneficiamento das peças prontas e/ou do tecido antes das peças serem produzidas.

im-prod-dest-f9O período de desenvolvimento das coleções será de 09 de setembro de 2019 até 25 de outubro de 2019 e as coleções selecionadas serão apresentadas em um evento no Fashion Lab do SENAI CETIQT no dia 07 de novembro de 2019. A dupla vencedora será contemplada com uma viagem, oferecida pela Castanhal, para conhecer a Fábrica da empresa na cidade de Castanhal, no Pará.

da redação   com informações da Persona Consultoria de Comunicação   Imagens: fotos/divulgação

Castanhal no Mercado Manual

worldfashion • 07/05/19, 04:14

A Castanhal Companhia Têxtil, maior processadora de fibra de Juta do país, fundada em 1966 pelo “Grupo Brenno Pacheco Borges”com apoio técnico e operacional da Fábrica S.Luiz Durão S/A (Rio de Janeiro) e Jutifício São Francisco S/A (São Paulo) empresas do grupo, atuantes no ramo de juta desdfe 1950. A produção se iniciou em Setembro de 1968. Em 2011, investiu na ampliação e modernização de sua fábrica atingindo a produção de 16 mil toneladas de tecidos de juta por ano. Atualmente a Castanhal produz, além de sacos de juta, telas naturais e coloridas, fios e outros materiais.

rf_castanhal_feira-b-771A presença da Castanhal na 10ª edição do Mercado Manual.esteve na cenografia do evento e  em um espaço inspiracional com amostras de peças de decoração, acessórios e aventais em Juta e em uma Oficina de Macramê com fio de Juta.

Além de incentivar a cultura feita à mão com 114 expositores, o MM10 apresentou a temática “Mãe Terra”, com oficinas gratuitas e intervenções ligadas à sustentabilidade. Moda, design e casa, arte, joias e bijoux, artigos infantis, botânica, beleza e bem-estar são algumas das categorias dos artesãos contemporâneos desta edição; além de praça gastronômica com opções diversificadas de comidas e drinks artesanais. Como em outras edições, haverá projeto exclusivo, assinado pelo ErêLab, dedicado às crianças.

rf_castanhal_feira-b-263A parceria do Mercado Manual com a Castanhal na cenografia é traduzida na Juta que cobre e conecta os espaços das artesãs, fazendo uma alusão à “Mãe Terra” que nos protege. Dessa forma, o evento mostrou a importância desta resistente fibra têxtil vegetal, cultivada com manejo sustentável no Amazonas e no Pará, representando uma das principais atividades econômicas para cerca de 15 mil famílias ribeirinhas da região amazônica.

rf_castanhal_feira-b-1321O espaço inspiracional da Castanhal no MM10 promoveu designers e cooperativas que apresentaram peças produzidas em juta apresentados durante o evento. Os visitantes puderam conferir bolsas em diversas construções de Juta da marca Frank Nemeth, de São Paulo (SP); bolsas em crochê de Juta elaboradas pela designer Ludmila Heringer, de Belém (PA); bolsas bordadas pela Cooperativa de Bordadeiras da cidade de Penedo (AL); bijujoias da designer carioca Bruna Fois; aventais em Juta da designer Gabriela De Laurentis do Rio de Janeiro; cintos e outros tipos de acessórios em Juta; alguns protótipos de roupas em Juta com algodão – macacão, colete, calça; telas coloridas, estampadas e lisas; fios coloridos em formato de novelo; e Juta estampada, entre outras novidades.

Na Oficina gratuita “Macramê com fio de Juta”, que foi realizada por Clau Gonzaga os participantes aprenderam a técnica de tecer fios de Juta manualmente, sem qualquer tipo de máquina ou ferramenta. É uma forma de tecelagem manual, na qual, trabalhando com os dedos, os fios vão se cruzando e ficam presos por nós, formando cruzamentos geométricos, franjas e uma infinidade de formas decorativas.

Sheila Martins, coordenadora de marketing da Castanhal, avalia: “Nossa participação no Mercado Manual representou uma oportunidade de apresentar para um público qualificado e criativo novas formas de uso e rf_castanhal_feira-b-254aplicação das nossas telas e fios de Juta, que serão cada vez mais valorizadas por seus diferenciais de sustentabilidade: é natural, biodegradável, compostável, orgânica e pesticide free”.

iA juta é cultivada na região Amazônica por cerca de 15 mil famílias ribeirinhas, a fibra de juta é 100% sustentável no seu plantio e no seu processamento. A Castanhal Companhia Têxtil, maior processadora de fibra de juta do país, oferece ao mercado umamatéria-prima de qualidade, versátil e totalmente integrada ao bioma amazônico, sem provocar queimadas ou desmatamentos e sem a utilização de agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, com adubação natural feita pelo húmus deixado pelas cheias dos rios amazônicos. Tudo isso confere à Castanhal as certificações de preceito orgânico pela BCS Oko, Fairtrade (comércio sustentável, justo e solidário) e Pesticide Free.

da redação da WORLD FASHION   com informações da Persona Consultoria de Comunicação  fotos divulgação de Ricardo Fazzi