IDENTIDADE DIGITAL

worldfashion • 13/05/22, 10:25

images-1Como nos identificaremos no futuro?

Por: Lincoln Ando (*) CEO e Fundador da idwall

No “mundo real”, muitos de nós já temos uma identidade. Somos uma pessoa com nome, carteira de identidade, talvez também uma carteira de motorista ou uma conta bancária - o número de brasileiros bancarizados chegou a 182,2 milhões em dezembro de 2021. Mas quando vamos para o mundo online, nossa identidade se torna mais flexível. Você pode criar diferentes emails no seu nome, por exemplo, sem grandes burocracias. Mas tal liberdade tem um custo – é difícil comprovar uma identidade digitalmente, e muitas das abordagens atuais (e-mail + senha + código PIN SMS) apenas adicionam complexidade para o usuário, sem realmente resolver o maior problema – quais dessas identidades podem ser confiáveis?

E esse é outro ponto: a confiança é essencial em nossas atividades diárias. Online, a confiança se torna ainda mais importante porque é muito mais fácil criar identidades falsas e muito mais difícil saber em quem se pode confiar.

Em primeiro lugar, é preciso reconhecer que o atual paradigma de identidade é falho. Não é porque ele funcionou para nós por décadas, que funcionará indefinidamente. Os cidadãos brasileiros recebem muitos documentos diferentes - e cada estado emite seu próprio documento de identificação. Dessa forma, uma única pessoa pode ter diferentes documentos de identidade em diferentes locais, uma vez que esses dados não conversam.

Já a CNH e o CPF, por exemplo, apesar de serem documentos com números de identificação, não se destinam a identificar civilmente as pessoas, apenas garantem que as pessoas terão acesso a benefícios ou exercem certas funções, como dirigir. Além disso, como os bancos de dados não são unificados, é mais difícil e leva mais tempo para cruzar os dados para confirmar se a pessoa é quem afirma ser sempre que ela precisa acessar um serviço, como abrir uma conta em um banco ou alugar um carro. Este cenário complexo e descentralizado cria muitos problemas para governos e cidadãos.

images-21Nesse sentido, cada vez mais o nosso dia a dia se tornou online e é preciso que as tecnologias acompanhem essas mudanças. E essa tecnologia precisa ser construída com base no princípio de que, uma vez estabelecida a confiança em uma identidade, essa identidade deve ser reutilizável - permitindo que a confiança seja transferida entre empresas e acumulada ao longo do tempo.

Adotar essa abordagem beneficia a todos. A frustração do consumidor é reduzida - eles podem carregar sua identidade com eles em ecossistemas digitais, em vez de começar do zero a cada nova transação. As empresas também desfrutam desses benefícios, além de muito outros - uma abordagem reutilizável da identidade permite que elas acelerem seus processos com confiança - impulsionados por um processo de integração mais rápido e um compartilhamento de informações quando se trata de combater a fraude.

E esses benefícios também não existem isoladamente - eles também ajudam a criar confiança entre o cliente e a empresa. E ao tornar essa confiança transferível, significa que a construção da confiança não começa do zero todas as vezes - impulsionando o crescimento, melhorando a satisfação do cliente e criando uma economia digital mais inclusiva para todos.

Para além disso, a identidade digital faz parte de um tendência global relacionado à criação de uma sociedade verdadeiramente digital – sendo o principal case o projeto Aadhaar, identidade digital nacional indiana implementado na Índia em 2010.

O avanço da tecnologia está cada vez mais conectado ao ambiente urbano e global, trazendo consistência, segurança e inovações para a relação entre as comunidades, as autoridades públicas e cada indivíduo. Além disso, uma sociedade digital abre novos caminhos para melhorias e criação de novos produtos e serviços, tornando a vida do seu cliente mais eficiente no dia a dia.

historia-idwall1Por isso, a identidade digital é parte fundamental de como os indivíduos conectam cada âmbito de suas vidas, criando oportunidades únicas para a criatividade e a disrupção.

Governos e Identidades Digitais: Como smartphones, wifi ou computação em nuvem, a identidade digital está seguindo a mesma trajetória de crescimento em direção à adoção em massa. Daqui a cinco anos, muitos mais de nós usaremos canais digitais para verificar nossa identidade diariamente. E as ferramentas de tecnologia necessárias para catalisar o futuro deste setor já estão disponíveis. A Estônia, garota-propaganda para a adoção em massa da identificação digital, vem usando esse sistema há décadas.

Nesse sentido, acessar os serviços do governo provavelmente será essencial nessa construção. Em 2020, a Austrália anunciou que a identidade digital será o foco principal de seu pacote de orçamento de tecnologia de US$ 800 milhões. O objetivo é ajudar a simplificar e reduzir o custo de interação com os serviços públicos.

A definição de padrões para a identidade também ajuda a superar o risco de fragmentação do mercado à medida que as Identidades digitais se tornam mais difundidas na sociedade. Com padrões centralizados, o governo pode estabelecer um requisito de interoperabilidade, enquanto ainda permite que as empresas ofereçam diferenciação competitiva na qualidade do serviço prestado.

Na Estônia, embora seja um país muito menor com uma forte estratégia de digitalização, eles têm um cartão de identificação físico, um cartão SIM e um aplicativo, todos vinculados a uma identidade digital única que é alimentada por blockchain há vários anos, os benefícios dos quais são amplamente experimentados em toda a sociedade.

download2Segundo Toomas Hendrik Ilves, presidente do país entre 2006 e 2016, a digitalização dos serviços públicos reduziu a burocracia e deixou os cidadãos mais felizes. Mas não só. O impacto econômico foi significativo. Ele afirma que o país conseguiu poupar 2% do PIB graças à digitalização.

Isso também trás desenvolvimentos mais amplos no que tange a regulamentação de dados. O objetivo principal é aumentar o nível de confiança dos indivíduos sobre como seus dados serão usados e incentivar um maior compartilhamento desses dados. Essa forma de identificação digital tem privacidade por design e empoderamento do cidadão em seu núcleo.

Ainda nesse sentido, com as mudanças relacionadas ao Open Banking e a LGPD, por outro lado, dentro de alguns anos, empresas e governos podem não ter mais domínio sobre identidades digitais; o poder, em vez disso, terá mudado para pertencer aos próprios indivíduos. E essas pessoas poderão definir, gerenciar, compartilhar e retirar partes específicas de sua identidade com as organizações, levando em consideração suas necessidades.

images-3E como fica a identidade digital no Metaverso? A aposta do Facebook no “metaverso” mudando seu nome para Meta no ano passado vem despertando o interesse de pessoas e empresas para se prepararem para o novo universo virtual proposto por Mark Zuckerberg. E nesse sentido, como toda novidade tecnológica temos uma preocupação com a segurança digital dos usuários. Que perigos esse universo trás e como se proteger nesse novo ambiente?

Envolvendo uma ampla gama de tecnologias, incluindo realidade aumentada, blockchain, 5G e inteligência artificial, o conceito de metaverso se expande quase diariamente. À medida que mais e mais novas pessoas habitam esses mundos virtuais, verificar a identidade dos alter-egos virtuais se tornará essencial.

lincoln-andoNesse sentido, o vazamento de dados adquire uma dimensão muito maior. Por isso é essencial entender como as ferramentas disponíveis podem ajudar usuários a se proteger quando estiverem usando suas identidades digitais e aumentar as relações de confiança dentro da plataforma.

Sem uma solução de identidade adaptada aos requisitos da próxima geração do metaverso, será impossível garantir que os avatares sejam realmente quem dizem ser. Para grandes empresas, celebridades e empresários, os imitadores podem ser altamente prejudiciais para suas marcas e abrir as portas para golpistas.

Por isso, à medida que as poderosas possibilidades do mundo virtual continuam a se desdobrar, fica claro que um vínculo tangível com o mundo real será vital para a segurança. Para que o metaverso cumpra seu imenso potencial, sem ameaçar a segurança e o controle de seus usuários, ele precisa ser construído com a identidade digital em mente.

(*) Sobre Lincoln Ando: Selecionado como um dos jovens mais inovadores do mundo na lista Innovators Under 35 do MIT e nomeado Forbes 30 under 30 pela Forbes Brasil, Lincoln Ando é formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Unicamp, com especialização internacional em segurança computacional pelo INFOSEC (EUA, Washington) e MBA executivo em Harvard. Lincoln também faz parte do Forbes Technology Council e escreve mensalmente para a Forbes Council. Empreendedor desde os 20 anos, Lincoln iniciou sua carreira trabalhando no primeiro banco digital do Brasil. Desde 2016, ele é fundador e CEO da idwall, uma das RegTechs que mais crescem na América Latina. Em cinco anos, a idwall já recebeu mais de R$ 260 milhões em investimentos e foi certificada pela lista brasileira de Great Places to Work.

da redação com informações da SMARTPR  imagens: fotos/divulgação

TECNOLOGIAS LENZING E NILIT

worldfashion • 28/04/22, 14:37

GRUPO LENZING(*)

11Alinhadas em boas práticas sustentáveis, o Grupo Lenzing e a FARM fecham parceria para lançar uma Coleção Cápsula cheia de frescor, totalmente desenvolvida com a fibra de viscose LENZING™ ECOVERO™.

025a4688025a4771Esta fibra segue um novo padrão em viscose eco, responsável por ser derivada de fontes renováveis de madeira que geram até 50% menos emissões de CO2 e impacto na água em comparação com a viscose genérica. Ela também é certificada com o rótulo ecológico da UE para produtos têxteis (licença nº AT/016/001) - um selo de excelência ambiental, concedido a produtos e serviços que atendem a altos padrões ambientais ao longo de seu ciclo de vida: desde a extração da matéria-prima até a produção, distribuição e o descarte.

editada1“Nós entendemos que a natureza é finita e usar apenas os recursos que realmente precisamos, com a máxima eficiência, é garantir uma produção de alta qualidade em um ambiente ecologicamente saudável. Sabemos o quanto a FARM também tem esta preocupação com o meio ambiente e estamos muito felizes com a parceria, pois ambas as empresas se importam com o planeta e em proporcionar uma moda mais sustentável”, declara Juliana Jabour, gerente de desenvolvimento e novos negócios na América do Sul do Grupo Lenzing.

A Coleção Cápsula Farm X LENZING™ ECOVERO™, que usa o fio ECOVERO™ produzido pela fiação Têxtil Carmem (*) — parceira da LENZING™ no Brasil - é composta por nove peças entre vestidos longos e midi, bermuda, cropped e kimono.

marcello-bastos“É importante ressaltar que a cada coleção a porcentagem de produtos feitos com matéria-prima responsável aumenta. Esta é uma meta constante da FARM. A gente sabe que ainda há muito o que fazer, mas a se existe uma maneira de ser mais responsável, você pode apostar que a gente está trabalhando para isso.”, conta Marcello Bastos, Sócio-Fundador da FARM (*).

(*) O GRUPO LENZING - Com sede na Áustria e 70 anos no mercado de fibras têxteis é reconhecido por sua solidez, qualidade, inovação em sustentabilidade e por contribuir ativamente para enfrentar os problemas causados pelas mudanças climáticas. Em 2019, assumiram o compromisso estratégico de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa por tonelada de produto em 50% até 2030, tendo como meta ser carbono neutro para o clima até 2050. Suas fibras formam a base para aplicações têxteis no setor de vestuário, incluindo jeans e peças esportivas. Devido a alta qualidade, biodegradabilidade e compostabilidade, as fibras também são utilizadas para produtos de higiene e agrícolas.

(*) Sobre a Têxtil Carmem

Criada em 1988 pelo patriarca João Moises, a Têxtil Carmem é uma indústria fabricante de fios têxteis para malharia, tecelagem e decoração, tendo como compromisso a qualidade e agilidade no atendimento dos seus clientes. Localizada na cidade de Itapira (SP), a empresa é referência no mercado de fiação por desenvolver, criar e transformar materiais têxteis em produtos inovadores de qualidade, visando atender o mercado têxtil e proporcionar as melhores soluções. São produzidas anualmente mais de 3.500 (Três mil e Quinhentas) toneladas de fios, que geram mais de 170 (Cento e Setenta) empregos diretos.

(*) Sobre a FARM

Inovação na estamparia brasileira, projetos de sustentabilidade, parcerias de sucesso, vendas para o mundo inteiro… Prestes a completar 25 anos em 2022, a FARM celebra o sucesso como uma das maiores marcas do segmento de moda do Brasil e mira espalhar o orgulho de ser brasileira por todo o globo.

Criada em 1997 pelos amigos Katia Barros e Marcello Bastos, a FARM rapidamente ganhou destaque. As cores e estampas conquistaram o coração das clientes!

Tendo o Rio e o Brasil como inspiração, a marca rompeu os limites do Rio de Janeiro e teve seu estilo de vida difundido Brasil afora durante os últimos anos. Atualmente a FARM está presente em todos as regiões do país, com o total de 85 lojas — incluindo as lojas conceito, como FARM Harmonia e Casa FARM.

Em 2019 a FARM inaugurou ao mesmo tempo um e-commerce global e sua primeira loja fora do Brasil, no SoHo, em Nova Iorque. Hoje, além do Soho, a marca conta também com uma loja na Flórida — além das popups estrategicamente posicionadas em grandes varejistas dos Estados Unidos e da Europa.

Nos últimos anos, além da expansão internacional, os olhos da FARM se voltaram para a sustentabilidade. Há dois anos, todas as coleções da marca são 100% carbono neutro. O uso de matéria-prima responsável cresce a cada lançamento, e o programa de reflorestamento da FARM que planta mil árvores por dia, todos os dias, já bateu a marca de meio milhão de árvores plantadas.

da redação com informações da Tastemakers Brasil  imagens: fotos/divulgação

NILIT (*)

screen-shot-2022-04-28-at-93428-amLíder global em Nylon 6.6 premium, tem o orgulho de apresentar SENSIL® ByNature, um produto revolucionário que melhora significativamente o perfil de sustentabilidade do vestuário, o ciclo de vida do produto e o impacto ambiental. ilan-melameds-2“SENSIL® ByNature é uma inovação revolucionária e chega para reduzir significativamente a pegada de carbono, ao mesmo tempo em que fornece uma fibra da mais alta qualidade para vestuário. Este é o tipo de desenvolvimento disruptivo de produtos que a indústria têxtil precisa para reduzir de forma eficaz e rápida seu impacto ambiental e passar para uma posição mais responsável no mercado global.”, diz Ilan Melamed, Gerente Geral da NILIT.

SENSIL® ByNature é a poliamida 6.6 premium desenvolvida através de um processo produtivo inovador, o Biomass Balance (BMB), que possui certificação ISCCplus1 e permite que a NILIT reduza o uso de matéria-prima fóssil substituindo por matéria-prima renovável, possibilitando a redução das emissões de gases de efeito estufa e diminuindo a dependência de recursos não-renováveis.

frank-reil“Estamos muito animados em trabalhar com a NILIT para expandir nosso biomaterial BMB (*) para o setor de vestuário”, diz Frank Reil, Head de Marketing, Desenvolvimento de Novos Negócios e poliamidas sustentáveis da BASF. “A NILIT compartilha do nosso compromisso com a sustentabilidade e juntos criaremos novos produtos inovadores que alavancam substancialmente a indústria de vestuário têxtil e reduzem a pegada ambiental.”

Além de ser a escolha ambiental mais inteligente, os engenheiros da NILIT se preocuparam também em garantir que os tecidos SENSIL® ByNature também ofereçam o conforto,

funcionalidade e caimento que os designers esperam da sua poliamida premium. Com essa inovação, o consumidor encontrará maior bem-estar ao escolher peças de alta qualidade e

longevidade, em linha com seus valores e buscas individuais, aliando a melhor experiência de consumo de moda a um menor impacto nos recursos do planeta.

Como líder em soluções sustentáveis de poliamida, ou Nylon 6.6, a fibra mais nobre produzida pelo ser humano, a NILIT tem produtos como o SENSIL® BioCare, aprimorado com uma tecnologia especial que ajuda a diminuir a persistência de resíduos têxteis na água do mar e em aterros sanitários; o SENSIL® EcoCare feito com poliamida reciclada; e a poliamida pré-tingida e o SENSIL® WaterCare, que economiza 100% da água utilizada no tradicional processo de tingimento úmido, sendo todo o portfólio de produtos SENSIL® fabricado de acordo com os critérios de Total Product Sustainability da NILIT - International Sustainability & Carbon Certification

(*) NILIT® é líder global na produção de fibras de moda e desempenho de Nylon 6.6 premium e sustentáveis. A empresa, fundada em Israel em 1974, possui quatro instalações de fabricação verticalmente integradas e escritórios globais atendendo sua base de clientes na EMEA, Ásia, América do Norte e América Latina. E SENSIL® é a marca premium sustentável de Nylon 6.6 da NILIT para vestuário. Criado por mestres da precisão, é o novo padrão de qualidade para roupas íntimas, legwear, roupas esportivas, jeans, roupas para atividades ao ar livre e outros produtos. SENSIL® é uma marca registrada da NILIT. www.SENSIL.com

(*) BMB - OPPANOL® B 12 BMBcert™ Biomass Balanced é o primeiro poliisobuteno derivado de matéria-prima 100% renovável e proporciona economias de CO2 mensuráveis. Os produtos certificados contribuem assim para o desenvolvimento sustentável, poupando recursos fósseis e reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa. Essa solução exclusiva permite que os clientes diferenciem seus produtos da concorrência e ajuda a atingir suas metas de sustentabilidade. Os produtos balanceados de biomassa resultantes oferecem uma oportunidade de diferenciação, como uma pegada de CO2 quantificável e economia de recursos fósseis.

da redação com informações da AG Três Comunicação   imagens: fotos/divulgação

TECNOLOGIA

worldfashion • 25/04/22, 14:32

1401A Delta Máquinas Têxteis (*), empresa de Pomerode (SC) referência em tecnologia, pode  potencializar a produção da industrial têxtil, com desenvolvimento de máquinas, equipamentos e softwares. Com o foco no conceito 4.0, alinha automação, gestão de dados e padronização de processos inteligentes, com clientes não apenas no Brasil, mas em toda a América.

1341A Malharia Brasil, ao adotar soluções da Delta Máquinas Têxteis (*), indústria com produção mensal de 300 toneladas agregou maior qualidade aos seus produtos, além de ter ganho agilidade no processo e redução de custos com insumos e otimizou a produção com automação no tratamento e no processo de embalagem  Fundada em 1979 em Tietê (SP), a Malharia Brasil é uma indústria especializada na produção de rolos de malhas para a confecção de uniformes profissionais e escolares. Atualmente, conta também com unidade em Brusque (SC) e atuação nacional. Com capacidade produtiva de 300 toneladas ao mês, ela resolveu apostar em automação para otimizar o processo fabril, reduzir perdas e aumentar a qualidade do produto final.

0231Durante a consultoria, surgiram algumas ideias para melhorar ainda mais o trabalho da Malharia Brasil e o seu diretor Beto Mazer não exitou em fazer o investimento. Foram então adquiridas duas Estações Hidro Aspersoras, que concentram-se no processo de acabamentos diferenciados das malhas, e uma Embaladeira Automática, que não só reduz a perda de plástico, como também automatiza a pesagem e etiquetagem do produto.

Para Mazer, seu produto ganhou muito em qualidade após passar pela estação hidro aspersora. “Com o acabamento diferenciado, a malha fica mais fácil de manusear durante a costura, isso evita quebras de fios e peças de segunda linha. Além disso, o toque tem mais maciez. Toda a cadeia sai ganhando, é sem dúvidas um item diferenciado no mercado”, afirma.

fabio_sala-de-reuniaoO diretor da Delta, Fabio Kreutzfeld, destaca que este é um desafio comum nas malharias. “A malha acaba perdendo parte da sua composição durante o processo e necessita de novos acabamentos para agregar volume e maciez garantindo a qualidade final do produto”, explica.

Resolvido o problema relacionado a qualidade do produto, entrou a necessidade de agilizar a embalagem. “Com a embaladeira automática de rolos integrada as estações hidro aspersoras resolvemos um grande gargalo, em que não obstante, ocorriam erros de registros nas pesagens e colocação das etiquetas. Agora, com a qualidade tecnológica da Delta, o processo é todo automatizado, sem a necessidade de interferência humana, com a redução de quaisquer erros nesta etapa”, salienta Mazer.

Somente em 2021, um levantamento da ABIT - Associação Brasileira da Indústria Têxtil apontou que empresas do segmento investiram 315,6 milhões de dólares em equipamentos. O resultado é impulsionado pela expectativa de retomada das vendas dentro e fora do país e a otimização será crucial para a competitividade, uma vez que o setor dá sinais de otimismo: a receita do setor foi de R$ 194 bilhões no ano passado, 20% maior do que em 2020.

123(*) Fundada em 2007 em Pomerode (SC), a Delta Máquinas Têxteis é referência em tecnologia para otimização da produção industrial têxtil através do desenvolvimento de máquinas, equipamentos e softwares. São mais de 50 produtos em seu portfólio, aplicados aos processos de tecelagem plana, malharia circular, estamparia, acabamento e confecção. A Delta desenvolve ainda projetos de automação exclusivos, de acordo com a necessidade de seus clientes. Com foco na indústria 4.0, alinha automação, gestão de dados e padronização de processos inteligentes, possui mais de 300 clientes localizados no Brasil, Argentina, Paraguai, Peru, Equador, Colômbia, El Salvador, Honduras, Guatemala e México.

da redação com informações da Trevo Comunicação  imagens: fotos/divulgação

TECNOLOGIA

worldfashion • 19/04/22, 15:37

nova-pautaCom inversores de frequência e os Soft Starters: automatização, segurança e flexibilidade em processos industriais, consegue-se uma economia de até 50% no consumo de energia na indústria, com otimização de máquinas e maior proteção.

Os equipamentos estão presentes não apenas em máquinas simples, mas também em maquinário pesado, como na mineração, sendo primordiais em qualquer equipamento que gere demanda do controle de energia elétrica.

“Os inversores de frequência são importantes para as máquinas, pois reduzem o pico da corrente de partida evitando desgaste mecânico do motor e aumentando a vida útil deles. E em aplicações como bombas, ventiladores e exaustores, é possível ter uma economia de energia de até 50% (de acordo com o perfil de consumo)”, diz Gustavo Batista, promotor técnico da Reymaster Materiais Elétricos, distribuidora com sede em Curitiba (PR) e unidade em Joinville (SC), e que atende todo o Brasil.

Além dos inversores de frequência, outro equipamento muito utilizado nas indústrias são as Soft Starters, que suavizam a partida e a parada do motor, sendo principalmente utilizadas em centrífugas, ventiladores, bombas, compressores, transportadores, trituradores, misturadores, elevadores de carga, moinhos e prensas.

Entre os exemplos destes produtos está a linha Altistart 48 da multinacional francesa Schneider Electric. Entre seus benefícios está a proteção de máquinas e motores, pois as funções de partida e parada suaves atuam em alto nível de desempenho, graças ao Sistema de Controle de Tração (TCS), que permite que o torque nominal da aplicação seja atingido em um tempo pré-definido pelo usuário.

gustavo-souzaGustavo Batista ainda reforça que, para facilitar, o equipamento vem parametrizado de fábrica para partida imediata do motor. “Equipamentos de alta performance custam muito caro, e para que eles valham a pena, precisam estar em ótimo funcionamento. Quem investe em um equipamento como o Altistart 48 estará com um produto top de linha que, além de não dar problemas de funcionamento, aumentará a vida útil das máquinas em muito tempo”, conclui. Para conhecer os produtos, visite o site: https://www.reymaster.com.br/

da redação com informações da Engenharia de Comunicação  imagem: foto divulgação

AVERY DENNISON (*)

worldfashion • 07/04/22, 16:10

etiqueta-rfid-avery-dennison-cosmeticos-22A empresa é líder global em ciência de materiais e maior fabricante de etiquetas RFID (identificação por radiofrequência) do mundo, deu início às operações de sua nova fábrica de etiquetas inteligentes no Brasil. Com o propósito de atender à crescente demanda de diversos setores do mercado nacional e demais localidades da América do Sul, impulsionada pelos novos formatos de consumo e vendas “sem contato” trazidos pela pandemia, a nova unidade é a primeira do país e a oitava do mundo a entrar em operação - as demais estão na China, Europa, Estados Unidos e México.

ad-food-1427Localizada em Vinhedo, interior de São Paulo, a nova planta em área de 2 mil metros quadrados tem possibilidade de ampliação de acordo com o desenvolvimento da adoção da tecnologia na região. A fábrica produzirá uma variedade de designs de inlays, disponíveis nos formatos “dry” ou “wet”, com soluções para setores como vestuário, indústrias alimentícia, farmacêutica, cosmética, automotiva, aviação e muito mais.

fabiana-wu-2“É preciso que todos estejam preparados para as constantes mudanças de cenário nas formas de consumo e logística, como vimos recentemente. Estamos muito animados com o início dessa operação, pois existe uma demanda crescente do mercado por etiquetas inteligentes na América Latina. A combinação de recursos e capacidade de fabricação com nossa experiência em ciência de materiais nos permite essa conexão de maneira exclusiva com nossos clientes”, comenta Fabiana Wu, Gerente de RFID da Avery Dennison na América Latina.

rfid-averydennisonAs etiquetas inteligentes têm sido cada vez mais utilizadas no mercado, pois aumentam a precisão das informações sobre o estoque e podem fornecer detalhes sobre conteúdo e composição dos produtos. Com isso, milhares de produtos que não estejam ao alcance visual podem ser lidos à distância e têm suas informações como peso, tamanho, cor e procedência detalhados rapidamente de forma automatizada.

francisco-melo_avery-dennison“Ao fornecer uma identidade digital exclusiva a cada item, as etiquetas inteligentes permitem o acesso aos dados, incluindo conteúdo sobre produto, origem, autenticação e até mesmo insights sobre os materiais dos produtos e como reciclá-los. Uma tecnologia que pode ajudar as marcas a alavancarem informações mais precisas para melhorar significativamente o gerenciamento de estoque, tornar as cadeias de suprimentos mais eficientes e reduzir o desperdício, promovendo a sustentabilidade em vários setores”, destaca Francisco Melo, Vice Presidente e Gerente Geral da Avery Dennison Smartrac.

Dada a crescente demanda pela tecnologia no país, Fabiana Wu pontua que “a Avery Dennison continuará investindo na região, pois acreditamos que o Brasil pode expandir ainda mais a nossa visão de um futuro em que todos os produtos terão identidade única e vida digital, com a habilidade de criar experiências de consumo mais ricas, afinal, os etiquetas inteligentes serão a base central dessa conectividade”.

avery-dennison-brasil-divulgacao1A nova planta da empresa, recebeu investimento para um laboratório conceito, o ILab Brasil, um centro de experiência único que mostra os recursos da Avery Dennison em tecnologias de identificação digital. Assim como os outros laboratórios interativos da Avery Dennison pelo mundo, o espaço é palco para acompanhar a progressão tecnológica e transformação do mercado através do uso de RFID. Incluindo atma.io, a nuvem de produtos conectados da Avery Dennison, uma plataforma que libera o poder dos produtos conectados atribuindo IDs digitais exclusivos a itens do dia a dia, fornecendo transparência de ponta a ponta incomparável ao rastrear, armazenar e gerenciar todos os eventos associados a cada indivíduo produto — da fonte ao consumidor e além para permitir a circularidade.

Neste sentido, os visitantes têm a oportunidade de aprender como a tecnologia pode ajudá-los a aumentar a precisão de estoque, melhorar a agilidade da cadeia de suprimentos e também a experiência do consumidor. Portanto, convidamos nossos clientes e parceiros de negócios a interagir com nossas demonstrações ao vivo, conhecer nossos especialistas e obter experiência prática com as tecnologias de amanhã.

(*) Avery Dennison (NYSE: AVY) é uma empresa global de ciência em materiais, especializada em design e produção de uma grande variedade de materiais para rotulagem e funcionais. Os produtos da empresa são usados por grande parte das indústrias e incluem materiais autoadesivos, sensíveis à pressão, para rotulagem e aplicações para comunicação visual; fitas e outras soluções para aplicações industriais, médicas e varejo; etiquetas, rótulos e adereços para vestuário; além de soluções de identificação por radiofrequência (RFID) para mercado varejo e outros. Com sede em Glendale, Califórnia, a empresa emprega aproximadamente 35.000 funcionários em mais de 50 países. As vendas reportadas em 2021 foram de 8,4 bilhões de dólares americanos.

da redação com informações da Atitude Comunicação   imagens: fotos/divulgação

WIER

worldfashion • 04/04/22, 11:27

foto-3-esteEmpresa de Santa Catarina almeja ser a “Apple do Ozônio”,  por entregar soluções com tecnologia de Plasma Frio e Ozônio. O que faz esta pioneira e curiosa tecnologia? Ela aumenta a produtividade no setor agro, trata efluentes líquidos da indústria têxtil e leva saúde às pessoas por meio da descontaminação avançada de ambientes contra mofo, bactérias, vírus, fungos, e inclusive o novo coronavírus.

No bastidor da solução e do negócio, um jovem empresário conquista o mercado apresentando caminhos até então inimagináveis. Trata-se do Dr. Bruno Mena Cadorin, fundador e CEO da WIER. Nascido no interior catarinense, Dr. Bruno é PhD em Química e trocou os ambientes acadêmicos e as bancadas de laboratórios por ambientes empreendedores.

foto-bruno-mena-2Atualmente, Mena Cadorin comanda sua equipe na sede localizada na Grande Florianópolis, em uma região considerada um dos grandes polos tecnológicos do país, a Pedra Branca, também conhecida como cidade universitária do município de Palhoça. O time técnico possui a missão de difundir os benefícios do ozônio. Um verdadeiro poder.

Mas não é só de química que vive a WIER. Para chegar aos resultados surpreendentes, Bruno aprendeu e aplicou na startup conceitos de planejamento e economia. As relações comerciais da WIER com vários países do mundo provam a magnitude do potencial deste mercado: altamente lucrativo e com potencial de combater doenças.

Um dos próximos passos do empresário é impactar mais jovens empreendedores com sua história. Ao compartilhar conceitos práticos munidos de cultura inovadora, Mena Cadorin surpreende o mercado ao provar que o ozônio é uma solução na saúde, mas também uma alternativa multimilionária. “Vou mostrar como foi possível transformar um TCC, projeto acadêmico, em uma empresa multimilionária” define ele.

O caminho de crescimento acelerado coloca a WIER como uma das startups mais lucrativas e aceitas pelo mercado, tendo em vista o potencial do ozônio em um momento turbulento e vulnerável da saúde pública mundial. “Nossas soluções integram conhecimentos tradicionais com tecnologia contemporânea” afirma o fundador e CEO.

MAS AFINAL, QUAL O PODER DO OZÔNIO?

foto-jeans-2Quando aplicado na descontaminação de ambientes, a tecnologia do ozônio é tão eficiente que, consegue combater bactérias, fungos e vírus presentes tanto no ar quanto em superfícies de objetos, além de mofo e maus odores como o cheiro de cigarro. Isso leva mais saúde, qualidade de vida e proteção às pessoas.

Um dos grandes diferenciais do ozônio é que ele é considerado uma tecnologia verde e ambientalmente correta, uma vez que é formado a partir do oxigênio do ar.

A WIER integrou na Agreste Tex 2022 e explicou: “Muito mais do que redução de custos na operação da lavanderia pelo uso do ozônio, vamos apresentar uma alternativa para o beneficiamento de jeans que significa responsabilidade ambiental, redução do uso de água e energia, menos gastos e inovação tecnológica para quem atua diretamente

com o setor têxtil”  o empreendedor que revoluciona o mundo dos negócios com conhecimento químico e empresarial.

“Para nós da WIER, é um compromisso levar inovação tecnológica, que ajude o tão abalado setor têxtil na retomada da economia. Nossos produtos já estão em mais de 20 países. Aqui no Brasil, ainda temos espaço para crescer. A feira faz parte da nossa visão de expansão via divulgação dos nossos produtos”; relata o Dr. Bruno Mena Cadorin - fundador e CEO  da empresa.

foto-99A utilização do ozônio na indústria do jeans proporciona uma limpeza homogênea das peças, acabamentos diferenciados, correção de lavagem, clareamento uniforme, flexibilização do jeans, entre vários efeitos, de acordo com as técnicas adquiridas por estilistas e customizadores de cada lavanderia.

Com o ozônio é possível obter peças com visual natural, com contraste de cores acentuado, pois o mesmo não altera a estrutura do tecido e pode ser aplicado a frio, dispensando o custo e consumo de recursos naturais para gerar calor.

A lavagem tradicional do jeans costuma ser feita através do uso de pedras porosas, pelo atrito ou por enzimas, que atacam diretamente os corantes, ambos os processos em combinação com produtos químicos. Essas técnicas utilizam grande quantidade de água quente e energia, geram efluentes com grande quantidade de químicos e pouca ou nenhuma biodegradabilidade.

Em lavanderias têxteis o ozônio pode ser usado de duas maneiras: através da água ozonizada ou da forma gasosa. O ozônio tem a propriedade de degradar quimicamente as cores, por isso, em processos com água ozonizada atua também sobre o corante que migrou para a água, fazendo com que a água residual da lavagem não tenha cor e possa ser reutilizada, gerando uma redução de até 90% de água consumida no processo e consequentemente redução de efluentes gerados

SAIBA MAIS SOBRE A WIER: A empresa contabiliza premiações nacionais como a Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia e o Fritz Muller de Tecnologias Sustentáveis. Ao todo, são mais de 30 mil equipamentos espalhados pelo Brasil e em mais de 20 países. A empresa desenvolve soluções em higienização e descontaminação de ambientes, tratamento de água para consumo, tratamento de efluentes líquidos e gasosos, sanitização nas indústrias de alimentos e envases, diminuição de perdas no mercado Agro, além de aplicações domésticas. Mais informações: www.wier.com.br

da redação direto da fonte

SANTISTA JEANSWEAR (*)

worldfashion • 22/03/22, 10:31

13

A empresa cada vez mais alinhada com a sustentabilidade e para comemorar o Dia Mundial da Água (22/03), promove suas ações ligadas ao cuidado com os recursos hídricos, como a retirada da anilina no tingimento índigo, entre outras que visam processos mais sustentáveis.

A Santista integra o programa ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals), o Programa de Descarte Zero de Produtos Químicos Perigosos, uma iniciativa que busca eliminar o descarte de tóxicos, como ftalatos, metais pesados e fenóis, no meio ambiente. Realizando toda a gestão de produtos químicos através do reaproveitamento de soda e banhos de tingimento, reduzindo o descarte.

Além do Zero Anilina, a empresa possui diversas iniciativas de manutenção da qualidade e economia de água, como o projeto Acquasave® atinge uma redução de aproximadamente um milhão de litros de água por dia. E no tratamento de efluentes, a empresa devolve a água mais limpa do que quando captada. A estação de tratamento de efluentes (ETE), presente na fábrica de Americana, é referência para a Cetesb, já que a estação devolve ao Rio Piracicaba água com remoção de 99% de carga orgânica processos biológicos e acima do índice estabelecido pela legislação ambiental vigente.

269991267_4637155923034233_461256449288698563_n“Nossos denims são totalmente isentos dos compostos químicos perigosos, com o novo tingimento Zero Anilina. Desta forma, eliminamos seu envio à estação de tratamento de água e contribuímos para a redução dos riscos aos trabalhadores e consumidores finais. Reforçando o cuidado e responsabilidade com o planeta e às gerações futuras”, explica Sueli Pereira, Gerente de Comunicação e Moda da Santista Jeanswear.

Outro fato interessante é a remoção de cor no efluentes, não estabelecido por lei no estado de São Paulo, mas praticado pela empresa, que estabelece como padrão de controle interno a remoção de 95% de resíduos na cor do efluente devolvido ao meio ambiente.

(*) A Santista Jeanswear é marca de origem brasileira criada em 1929, é uma das principais produtoras do autêntico denim no país e tecidos para roupas profissionais.  Com um posicionamento que se estende do mercado nacional ao internacional, apoiando seus clientes com equipes especializadas de consultoria de produto, moda e lavanderia. Reconhecida por 23 anos como a marca TOP OF MIND de uniformes no Brasil. A Santista Jeanswear traz em seu DNA inovação, sustentabilidade e tradição em coleções atualizadas com as tendências globais e produtos tradicionais e tecnológicos para uniformização.

da redação com informações da Helena Augusta Assessoria de Comunicação   imagens: fotos/divulgação

AUTHEN

worldfashion • 14/02/22, 13:55

11A marca brasileira, que produz linha de roupas de performance acessível para corredoras brasileiras, desenvolveu, uma coleção com equipamentos  otimizados, específicos para as corridas em trilhas e montanhas.

As peças da Linha GRIT Trail foram projetadas para oferecer além de alta performance, proteção para áreas irregulares e/ou escuras. Com detalhes como:

• Bolsos expandidos 20% maiores do que a GRIT Clássica, possibilitando que a corredora leve mais coisas para suas corridas em trilhas e competições de aventura;

• Tecido com tecnologia repelente a insetos para proteção garantida, tanto em leggings quanto nas camisetas manga longa, contra os mosquitos transmissores de Dengue, Zika e Chikungunya;

• Detalhe refletivo para mais segurança;

• Costuras reforçadas para que a corredora não precise se preocupar com os galhos no meio do caminho e bolsos traseiros resistentes ao suor, para maior proteção dos pertences em ambientes com a umidade mais alta.

“Nós não criamos nada do zero ou sem um propósito. Assim como em todas as outras peças da Authen, nós buscamos traduzir as necessidades da mulher durante a criação do produto. Para isso, contamos com um time de esportistas que falam das suas dores e opinam sobre o que buscam para melhorar seu desempenho no esporte”, explica Vanessa Kotters, Diretora de Produtos da Authen.

Conheça abaixo as características da linha GRIT Trail:

0Top GRIT Trail Cropped Hard Clássico

Com bolso amplo na barra que comporta um maior número de objetos, recorte nas costas em tela para maior respirabilidade e alças acolchoadas para amortecimento do impacto e para maior acomodação as alças da mochila, o top esportivo GRIT Trail Cropped Hard Clássico é um equipamento perfeito para corridas de trilhas e competições de aventura, sendo indicado para quem busca uma peça antiflacidez e que permita a melhora na performance da atleta.

12Regata GRIT Trail Ombro Grip Clássica

A regata para corrida GRIT Trail Clássica é indicada para quem busca uma regata feminina para corridas de alta performance. Ela conta com exclusiva proteção antiderrapante nos ombros, que diminui o atrito ao movimento das alças da mochila e evita que elas escorreguem.

25Bermuda GRIT Trail Clássica

A bermuda de alta compressão para trilhas GRIT Trail Bastão Clássica é um equipamento projetado para trilhas e competições de aventura, oferecendo segurança e visibilidade em áreas irregulares e/ou escuras. Ela é indicada para quem busca uma bermuda feminina para corrida de trilha perfeita para correr mais longe, melhorando sua performance. Possui dois bolsos laterais expandidos - 20% maiores, em comparação à GRIT Clássica - que permitem você levar ainda mais coisas para as corridas, e bolso traseiro resistente ao suor, além de costuras reforçadas.

31Bermuda Grit Trail Must Bastão Clássica

A bermuda de alta compressão para trilhas GRIT Trail Bastão Clássica é um equipamento projetado para competições de trilhas e aventuras, oferecendo segurança e visibilidade em áreas irregulares ou escuras. Seu grande diferencial está no passante para bastão, disponível tanto na frente quanto nas costas, além de dois bolsos laterais expandidos que permitem carregar ainda mais coisas durante as corridas.

43Legging Grit Trail Clássica II (Repelente a insetos)

A legging de compressão para trilha GRIT Trail é um equipamento projetado para trilhas e competições de aventura. É recomendada para quem deseja competir com segurança e visibilidade em áreas irregulares ou escuras, além de ser repelente a insetos, evitando o desconforto de picadas durante a corrida.

A marca criada em 2015 pelo norte-americano Christopher Spikes, é a primeira empresa no Brasil a produzir uma linha de roupas de performance -Technical Activewear, acessível para corredoras brasileiras, tornando a marca referência em inovação no seu setor. Ao unir engenharia americana, design thinking e a alma da mulher brasileira, a marca desenvolve produtos que atendem as necessidades das brasileiras, sejam iniciantes ou profissionais. Além de oferecer uma ampla diversidade de medidas, a Authen desenvolve linhas específicas como a Woman’s Needs e o Marathon Cycle™, em que cada produto cumpre um propósito, seja evitar desgaste e lesões ou dar sustentação e segurança, entre outras funções.

christopher-spikes_fundador-e-ceo-da-authen_credito-foto_guilherme-leporace-3-640x427Christopher J. Spikes, fundador e CEO da marca, nasceu em Michigan, nos EUA, já atuou como consultor de Private Equity e General Practice na Bain & Co e foi diretor geral da Groupon Brasil. Spikes possui MBA pela University of Chicago Booth School of Business e é formado em Engenharia Mecânica. Sua relação com o esporte vem desde a faculdade, quando fez parte de um dos times mais vitoriosos de futebol universitário da NCAA, o Grand Valley State.

vanessa-640x427A Vanessa Kotters, que é Diretora de Produtos da marca, é formada em Design de Moda e pós-graduada em Gestão de Negócios na Indústria da Moda em São Paulo, Vanessa Kotters trabalha há 18 anos com vestuário esportivo e fitness. Em sua jornada profissional já passou por várias marcas nacionais e multinacionais, como Track & Field, Centauro, Ellesse e Speedo. Com referência dos 4 cantos do mundo, por mais de 5 anos, se dedicou ao seu escritório próprio de criação e desenvolvimento onde atendia marcas de todo o Brasil, como Memo, Flets, Body For Sure, KSL e Mizuno. Foi nesta época que conheceu o empreendedor Christopher Spikes, abraçou a oportunidade de trabalhar exclusivamente para a Authen, oferecendo design brasileiro com engenharia aplicada ao propósito de cada produto. Atualmente, com o desenvolvimento de duas coleções por ano em seu portfólio, desde 2013 administra uma equipe especializada em equipamentos para corredoras.

da redação com informações da assessoria Pinapple Hub  imagens: fotos divulgação

TECIDOS COM TECNOLOGIA

worldfashion • 10/02/22, 15:36

andre-baran-6-foto-marcello-zambranaA Diklatex atua há mais de quatro décadas no setor, e acompanha as transformações do mercado inovando no desenvolvimento de tecidos técnicos e tecnológicos, agregando soluções de alta performance, conforto e beleza para marcas de moda do universo esportivo e bem estar. A marca destaca-se pela forte atuação em inteligência esportiva e na oferta de produtos que geram benefícios e funcionalidades por meio do uso de  tecnologias. Desde o início da pandemia da Covid-19, a Diklatex busca novas soluções, como tecidos com tecnologia antiviral para uso dos profissionais de saúde, mitigando assim, a contaminação cruzada.

Com o número crescente de adeptos a esportes ao ar livre, o beach tennis vem se popularizando em praias, clubes e quadras indoor, proporcionando inúmeros benefícios para a saúde física e mental de quem pratica.

O esporte é praticado por profissionais de alto desempenho e também por amadores de todas as idades. Mas para ambos o conforto é essencial e as roupas leves com proteção solar, isolamento térmico e secagem rápida são ótimas escolhas.

O beach tennis profissional possui uma série de movimentos precisos que aumentam a fadiga muscular e exigem do atleta concentração e reflexos rápidos. Por isso, a roupa é uma ótima aliada para a flexibilidade necessária durante o jogo e a performance do atleta.

O atual campeão mundial que recentemente venceu o torneio de Beach Tennis -  ITFBT200 Santos, André Baran, tem na tecnologia têxtil um aliado para a alta performance em quadra.  “Muito feliz em ter iniciado o ano com essa conquista em Santos, ainda haverá muitos outros desafios pela frente, e jogar em alto rendimento com uniforme produzidos com tecidos pensados especialmente às minhas necessidades agrega positivamente para meu desempenho em quadra”, explica Baran.

andre-baran-7-foto-marcello-zambranaOs uniformes de Baran contam com um mix de tecidos produzidos pela Diklatex - empresa têxtil catarinense especialista em tecidos técnicos e tecnológicos. O combo de artigos foi escolhido especialmente para atender as  necessidades do atleta. O resultado é mais bem-estar, elasticidade para o movimento, secagem rápida, respirabilidade e conforto térmico. A camiseta ganha mais funcionalidade por meio das tecnologias empregadas no tecido: além da Truelife ® DRY e da proteção solar UVA e UVB, também é usual utilizar a  Truelife® DEFENSE, que gera proteção antimicrobiana, evitando o crescimento de fungos e bactérias e reduzindo odores no tecido.

Hoje há diversos tecidos e materiais que atendem as necessidades de atletas profissionais e amadores praticantes dessa modalidade, e a Diklatex é expert em identificar necessidades e desenvolver artigos com combos tecnológicos específicos para o beach tennis.

eduardo-habitzreuter1“Estamos sempre atentos para atender às diferentes necessidades dos praticantes de esportes. Trouxemos com exclusividade para o Brasil a tecnologia têxtil Energear, da suíça Schoeller, que garante que a energia térmica irradiada pelo corpo seja recuperada proporcionando bem-estar e alta performance para o praticante de beach tennis”, explica Eduardo Habitzreuter, engenheiro têxtil da Diklatex .

O portfólio de produtos da empresa possui atributos para diminuir a aderência da areia no tecido, aumentar a elasticidade facilitando os movimentos, proteger contra os raios solares, acelerar a secagem da roupa e resfriamento do corpo. As tecnologias embutidas, como a Chlomax, proporcionam às roupas maior resistência contra cremes protetores e oleosidade dando mais durabilidade ao efeito elástico do tecido. Já a Energear atua nos estímulos visuais, aumentando a velocidade dos reflexos, maior concentração e reduzindo as fadiga muscular.

5 dicas para ajudar a escolher a roupa ideal para as quadras

1. Lisura do tecido

Escolha camisetas e shorts com tecidos lisos e macios que ajudam a minimizar a aderência da areia na roupa, o que gera incômodo durante a prática do beach tennis e encurta a vida útil da peça.

2. Elasticidade da peça

Jogar beach tennis pede movimento intenso na partida. Usar roupas com tecidos mais elásticos gera mais conforto e liberdade durante a atividade.

3. Proteção Solar

Confira se a peça bloqueia os raios UVA e UVB. Hoje os tecidos com UPF 50 possuem capacidade de reduzir em 50 vezes a passagem do raio UV, cerca de 98% de bloqueio dos raios UVA e UVB. Eles garantem proteção e a redução da quantidade do uso e de reaplicação de bloqueadores solares químicos no corpo.

4. Secagem rápida

Peças com propriedades de absorção e secagem rápida trazem inúmeros benefícios, como por exemplo, a redução da temperatura corporal. A roupa fica mais leve contribuindo para uma melhor performance e máximo conforto durante a partida.

5. Bolsos

Opte por bermudas com bolsos anatômicos que facilitem na hora de guardar ou pegar a bolinha e dê preferência para bolsos com tecidos impermeáveis.

da redação com informações da Vocali  imagens: fotos divulgação

7-maio-tomara-que-caia-reversivel-nude-ou-pretoA Santaconstancia é uma empresa verticalizada, que transforma o fio cru em tecido acabado, tingindo, estampando e produzindo efeitos especiais com processos exclusivos. Desde sua fundação em 1948, prima pela inovação e estilo na oferta de tecidos aos diversos segmentos do vestuário. A IDswimwear uma nova marca de moda praia, que aposta no conceito slow fashion, criada pela designer de moda Ingrid Lima, planejou durante dois anos o sonho de construir um produto e marca que conforme as palavras dela: “Uma marca expressa liberdade, vivenciada no empoderamento feminino e na sustentabilidade. Com biquínis e maiôs dupla-face em tecido biodegradável feito com amor em escala artesanal”, destaca a empreendedora.

São maiôs e biquínis adaptáveis para que cada mulher expresse sua própria personalidade, dupla-face e alguns modelos com várias formas de usar. Nas cores nude e preto e algumas também estão disponíveis na cor fúcsia. O design é atemporal e versátil para ser usado na praia, para praticar atividade física ou para sair em looks casuais. As tags da IDswimwear são sementes para incentivar ainda mais as consumidoras a serem amigas do meio ambiente e não descartarem as etiquetas no lixo,  e algumas embalagens são sacos biodegradáveis que se transformam em muda.

photo-2022-02-10-15-20-13Todas as peças são desenvolvidas em malha Fluity CO2 da Santa Constância, que é superleve, com muita fluidez, elasticidade e toque extremamente macio, com proteção solar fator 50+ que bloqueia até 97,5% dos raios UV, o tecido é feito com o fio AMNI SOUL ECO, o primeiro fio de Nylon 6.6 biodegradável do mundo, que se decompõe em 3 anos depois de descartado, outras malhas ou tecidos com elastano levam cerca de 100 anos para decomposição.

“É uma marca totalmente sustentável e é uma responsabilidade socioambiental contribuir para a conscientização de que o Brasil precisa de mais marcas sustentáveis e slow fashion, por isso é importante estar presente em um evento que celebra a liberdade de cada um ser quem é,  independente do tamanho do seu corpo”. finaliza Ingrid Lima, na foto à esquerda da modelo, formada em design de moda e especializada em styling e branding. Criadora de conteúdo no @idsetters, viaja o mundo desde 2015 e aplicou essa bagagem na construção da marca. Uma marca com DNA brasileiro e comunicação global.

4-biquini-varias-formas-de-usar-e-hotpant-reversivel4-biquni-tomara-que-caia-1A primeira coleção batizada de Timeless - que vai até a numeração 50 (GG) pode ser conferida na Grande Feira Plus Size do blog Mulherão que acontece nos dias 12 e 13 de fevereiro,  no Hotel Pergamon,  na capital paulista.

da redação com informações da Suzana Comunica  imagens: fotos divulgação

The LYCRA Company

worldfashion • 07/02/22, 11:48

logoA empresa é a mais nova parceira da Roupateca, plataforma de assinatura de roupas que promove a economia circular, com o serviço de guarda-roupa compartilhado por assinatura a loja está localizado em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Focada no público feminino, as assinaturas podem ser mensais, trimestrais, semestrais e anuais e começam em R$ 160,00, com planos em diferentes quantidades de peças.O lançamento da iniciativa com as duas marcas será hoje dia 7 de fevereiro.

alexandre-grilo-baixa07“A parceria é um convite para que as pessoas saibam da importância de um esforço coletivo entre os colaboradores da indústria têxtil e da moda para que possamos, juntos, desenvolver soluções que permitam a extensão da vida útil das roupas”, destaca Alexandre Grilo, gerente de comunicação da The LYCRA Company na foto à direita.

Há crescente demanda por produtos com mais qualidade, e a busca por roupas com a etiqueta LYCRA®, em função da qualidade e conforto que o fio conferem às roupas pelas tecnologias e durabilidade estão diretamente ligada à sustentabilidade, pois ao usar uma roupa por mais tempo, é possível reduzir significativamente o impacto ambiental. Então a parceria reforça o interesse das duas empresas na discussão da circularidade dos produtos têxteis. Além de garantirem conforto e liberdade de movimento, as roupas com fio LYCRA® fazem com que as peças não percam a forma e durem mais, evitando descartes.

iza-amaro-baixa05“A Roupateca tem muita sinergia com as iniciativas da The LYCRA Company, pois é uma maneira de mostrar como um produto feito com tecnologia que proporciona conforto e durabilidade estende o ciclo de vida das roupas, fazendo com que elas sejam usadas por mais tempo”, comenta Maria Luiza Mitidiero Amaro, gerente de marketing da The LYCRA Company na foto à esquerda

Circularidade é uma das principais formas de atuação da The LYCRA Company, baseada na sua plataforma de sustentabilidade Planet Agenda, um programa que apresenta o compromisso da empresa com a sustentabilidade de seus processos operacionais e de produção, englobando todos os aspectos do negócio da empresa.

aefe2138e43961e4012f41487223501fPor meio dele, a empresa busca avançar não apenas nas próprias metas de sustentabilidade, mas também nas da indústria em geral. “São seis anos fortalecendo um ecossistema com trabalho que constrói uma nova realidade dentro do mercado da moda, gerando menos impacto e mais responsabilidade. Acreditamos que cada vez mais não só as marcas, mas também os clientes, entenderão que não há evolução e consciência ambiental, se não houver mudanças significativas nos hábitos de consumo”, comenta Flavia Nestrovski, uma das sócias e fundadoras da Roupateca, na foto à esquerda.

A acervo contendo peças com etiqueta é representado por 5 marcas, sendo:

beachwear da Líquido, com tecnologia LYCRA® XTRA LIFE™ + SolarMax™,

activewear da Trilha Verão, com LYCRA® EcoMade,

denim da Malwee, com fio LYCRA® EcoMade,

denim da Santista, com as tecnologias LYCRA® BEAUTY, LYCRA® FREEF!T® e LYCRA® dualFX®

denim da Cedro, com a novidade LYCRA® ADAPTIV.

Conheça mais sobre as tecnologias dos fios,  disponíveis nas peças da Roupateca

LYCRA® ADAPTIV - as roupas com este fio, além do conforto, se adapta melhor aos diferentes tipos de corpos. Feito com um polímero revolucionário, esse fio possui uma composição exclusiva, que permite que o fio se adapte às necessidades funcionais do usuário de um jeito híbrido. Isso significa que, quando o usuário se encontra em repouso, o polímero adequa sua força compressiva para proporcionar o ajuste, forma e controle adequados. E quando o usuário se encontra em movimento, o polímero adapta sua elasticidade para proporcionar mais conforto e um efeito de segunda pele, mantendo a roupa no lugar. Roupas feitas com o fio LYCRA® ADAPTIV são mais fáceis de vestir e tirar.

LYCRA® Ecomade - este fio oferece ao vestuário o mesmo conforto duradouro e a liberdade de movimentos que o fio original LYCRA®, mas é feita com sobras de materiais coletadas no processo de fabricação e misturadas com o fio virgem em concentrações específicas. Este processo reduz o desperdício, colocando o material de volta em produção.

LYCRA® dualFX® - tem a tecnologia que consiste em dois fios elásticos que proporcionam desempenho inigualável em jeans. O fio LYCRA® oferece elasticidade durável para conforto e ajuste, enquanto o fio LYCRA® T400® oferece alto poder de retenção da forma, evitando deformações nos joelhos e no cós.  Recobertas com algodão para obter uma aparência e toque autênticos de jeans, oferecem flexibilidade extra, conforto durante todo o dia e ajuste duradouro.

LYCRA® FREEF!T® - A força de compressão do tecido com a tecnologia deste fio, é muito menor que em outros tecidos com stretch, proporcionando menos tensão, conforto gradual ao vestir e mantendo a forma da peça.

LYCRA® BEAUTY - Proporciona tecidos elastizados que ajudam a modelar o corpo e suavizar as curvas, sem abrir mão do conforto. Pode ser aplicada em lingeries, peças modeladoras e em jeanswear.

Sobre a A The LYCRA Company inova e produz soluções em fibras e tecnologia para as indústrias de vestuário e cuidados pessoais. Sediada em Wilmington, Delaware, a The LYCRA Company é reconhecida mundialmente por seus produtos inovadores, conhecimento técnico e suporte inigualável em marketing, e é proprietária de marcas como LYCRA®, LYCRA HyFit®, LYCRA® T400®, COOLMAX®, THERMOLITE®, ELASPAN®, SUPPLEX® e TACTEL®. O legado da The LYCRA Company iniciou-se em 1958 com a invenção do fio de elastano original, o fio LYCRA®. Hoje, a empresa está focada em agregar valor aos produtos de seus clientes, desenvolvendo inovações para atender às necessidades do consumidor por conforto e durabilidade. Para mais informações, visite www.thelycracompany.com

Sobre a Roupateca é o primeiro serviço de guarda-roupa compartilhado do Brasil que funciona à base de assinatura mensal, Fundado em 2015, a empresa vem liderando o movimento de moda circular no Brasil. Já atraiu centenas de assinantes com sua curadoria de estilo plural.

featured_image

Casa Roupateca

Rua João Moura, 977, Pinheiros

São Paulo, SP - CEP 05412-002

Aberto ao público de Terça a Sexta-feira de 11:00 a 20:00 e Sábados de 10:00 a 16:00.

www.aroupateca.com

da redação com informações da Inovaetc   imagens: fotos/divulgação