HACO

worldfashion • 07/06/19, 04:00

A Haco investirá mais de R$ 20 milhões nas fábricas em Santa Catarina, para ampliar a capacidade da empresa, para atender a crescente demanda comercial dos últimos anos. Uma parte do orçamento será para a aquisição de dezenas de novos teares para a produção de etiquetas tecidas de alta definição, além da aquisição de máquinas para acabamentos e modernização do parque fabril.

Os investimentos são alavancados principalmente pela exponsão dos principais clientes e a aceleração dos negócios

alberto-1O CEO da companhia, Alberto Conrad Lowndes, garante que apesar da crise econômica enfrentada no país, a empresa apostou no aumento de investimentos. “Renovamos o maquinário e aumentamos os investimentos nas equipes de Produto e Marketing”, exemplificou.

Outra parte do investimento será destinada à expansão dos negócios para os mercados esportivo e jeanswear. Serão adquiridas também, novas máquinas para impulsionar a unidade gráfica, responsável pela produção de transfers, tags de moda e sacolas de papel. Esses produtos chegam em mais de 8 mil pontos de vendas do varejo nacional. “No mercado de identificação a gráfica da Haco é a única que produz mais de 90% de todos os nossos acabamentos internamente. Isso passa mais segurança para nossos clientes”, afirma o diretor de Operações da Haco, Luciano Mondini.

Também é planejada a produção nacional de Lacres de Segurança, que acompanham os tags de papel nas roupas e calçados. A empresa realiza estudos há mais de 6 meses e percebeu a necessidade de começar a produzir no Brasil, já que hoje são importados. “Apesar de termos parceiros na Ásia que nos entregam com qualidade um dos maiores cardápios de opções, a estratégia é ter também a opção de produzir os lacres nacionalmente”, afirma o gerente nacional de vendas, Marcelo Paulino.

A empresa também planeja expandir o projeto RFID, com investimentos previstos em torno de R$ 2,5 milhões. A tecnologia é um sistema inteligente de controle e gerenciamento de informações. É composto por três componentes: etiquetas, antenas/leitores (hardware) e sistema (software), que combinados são capazes de potencializar a utilização das informações e gerar benefícios na logística, inventário, prevenção de perdas, dentre outros.

A Haco é líder de mercado, com mais de 1,3 mil colaboradores e os novos investimentos projetam a abertura de pelo menos 200 novas vagas. Destas, 150 novos colaboradores já foram contratados e estão em treinamento. A empresa mantém fábricas nas cidades de Blumenau e Massaranduba (SC), na cidade de Eusébio, região metropolitana de Fortaleza (CE) e em Covilhã, em Portugal. Em 2018 comemorou 90 anos de história e continua investindo para manter-se como a melhor e a mais completa empresa do mercado de identificação de marcas.

Dentre várias iniciativas, apoia novos talentos da moda brasileira que ganham o mundo com coleções autorais e, para seus clientes, acaba de entregar Books de Tendências com mais de 400 propostas de produtos para auxiliar estilistas e diretores de marcas. Também é uma das primeiras empresas do segmento têxtil brasileiro que gera conteúdo no Youtube. O Projeto + Haco tem o objetivo de transmitir inspirações aos consumidores e clientes, debater sobre moda, consumo e identificação de marca.

da redação da WORLD FASHION   com informações da HACO   imagem:divulgação

Haco

worldfashion • 28/02/19, 16:54

img_0543-800x533Com enfoque em três objetivos aconteceu o Big Connect, a Convenção Nacional de Vendas da Haco, aconteceu num Resort na cidade de Santo Amaro da Imperatriz (SC). O evento reuniu mais de 150 representantes comerciais do Brasil e de países da América Latina, como Chile, Argentina e Bolívia e contou com a presença de vários palestrantes de renome nacional. Debater o mercado da moda, alinhar metas para 2019 e apresentar o novo Book de produtos.

image-1-800x600O Books Haco 2019, foi desenvolvido em parceria com o estilista Alexandre Herchcovitch, embaixador da marca. O resultado dessa troca de experiências foi a concepção de mais de 400 produtos ainda mais conectados, tanto com o mercado brasileiro, quanto com as tendências mundiais. Novas matérias-primas, diferentes conceitos e aplicações inspiradoras estão reunidas, divididos em nove segmentos.

Para Herchcovitch, o projeto desenvolvido em parceria com a Haco foi um importante desafio. “Inovar é pensar diferente o uso de certos tipos de tecnologia e matérias-primas. Sair do lugar-comum e, com um toque de ousadia e humor, inovar. Sem a equipe da Haco, tudo isso não seria possível”, afirmou.

bruno-brandao-2-800x534Na avaliação do gerente de Marketing, Bruno Brandão, a empresa participa ativamente de uma nova fase da moda brasileira: “Celebramos uma época de muito crescimento e de transformação de produtos, que cada vez mais deixam de ser orientados por preço, e vivemos a era da geração de valor. Estamos prontos para auxiliar nossos clientes a ampliarem valor em seus produtos e se destacarem ainda mais”, afirmou.

No evento foram entregues conteúdo de qualidade aos participantes. A ideia, segundo Brandão, é fornecer insights que possam ser utilizados pelas equipes no relacionamento com os clientes e prospecção de novos mercados.

bottini-800x533tamara-800x533paulino-800x533O vendedor e palestrante Ciro Bottini, a estilista e fundadora da Agência Trendsett, Tamara Sbroglio, o ballas-800x533ator e dramaturgo Marcio Ballas e o gerente de Marketing da agência TW Viagens, Willian Villain também trouxeram experiencias e novidades sobre o mundo corporativo aos participantes.

Em março o Book será apresentado ao mercado brasileiro em eventos que acontecerão nas principais capitais do país. O gerente nacional de vendas da Haco, Marcelo Paulino, enfatizou que o ano de 2019 será o ano do forecast: “Antes de completarmos o segundo mês de 2019 alguns de nossos maiores clientes nos chamaram para alertar que cresceram em taxas muito superiores aos anos anteriores. Teremos que estar mais próximos dos nossos clientes para melhorar o nosso nível de serviço”, explica.

da redação do WORLD FASHION     fonte: Haco      fotos: divulgação