Castanhal no Mercado Manual

worldfashion • 07/05/19, 04:14

A Castanhal Companhia Têxtil, maior processadora de fibra de Juta do país, fundada em 1966 pelo “Grupo Brenno Pacheco Borges”com apoio técnico e operacional da Fábrica S.Luiz Durão S/A (Rio de Janeiro) e Jutifício São Francisco S/A (São Paulo) empresas do grupo, atuantes no ramo de juta desdfe 1950. A produção se iniciou em Setembro de 1968. Em 2011, investiu na ampliação e modernização de sua fábrica atingindo a produção de 16 mil toneladas de tecidos de juta por ano. Atualmente a Castanhal produz, além de sacos de juta, telas naturais e coloridas, fios e outros materiais.

rf_castanhal_feira-b-771A presença da Castanhal na 10ª edição do Mercado Manual.esteve na cenografia do evento e  em um espaço inspiracional com amostras de peças de decoração, acessórios e aventais em Juta e em uma Oficina de Macramê com fio de Juta.

Além de incentivar a cultura feita à mão com 114 expositores, o MM10 apresentou a temática “Mãe Terra”, com oficinas gratuitas e intervenções ligadas à sustentabilidade. Moda, design e casa, arte, joias e bijoux, artigos infantis, botânica, beleza e bem-estar são algumas das categorias dos artesãos contemporâneos desta edição; além de praça gastronômica com opções diversificadas de comidas e drinks artesanais. Como em outras edições, haverá projeto exclusivo, assinado pelo ErêLab, dedicado às crianças.

rf_castanhal_feira-b-263A parceria do Mercado Manual com a Castanhal na cenografia é traduzida na Juta que cobre e conecta os espaços das artesãs, fazendo uma alusão à “Mãe Terra” que nos protege. Dessa forma, o evento mostrou a importância desta resistente fibra têxtil vegetal, cultivada com manejo sustentável no Amazonas e no Pará, representando uma das principais atividades econômicas para cerca de 15 mil famílias ribeirinhas da região amazônica.

rf_castanhal_feira-b-1321O espaço inspiracional da Castanhal no MM10 promoveu designers e cooperativas que apresentaram peças produzidas em juta apresentados durante o evento. Os visitantes puderam conferir bolsas em diversas construções de Juta da marca Frank Nemeth, de São Paulo (SP); bolsas em crochê de Juta elaboradas pela designer Ludmila Heringer, de Belém (PA); bolsas bordadas pela Cooperativa de Bordadeiras da cidade de Penedo (AL); bijujoias da designer carioca Bruna Fois; aventais em Juta da designer Gabriela De Laurentis do Rio de Janeiro; cintos e outros tipos de acessórios em Juta; alguns protótipos de roupas em Juta com algodão – macacão, colete, calça; telas coloridas, estampadas e lisas; fios coloridos em formato de novelo; e Juta estampada, entre outras novidades.

Na Oficina gratuita “Macramê com fio de Juta”, que foi realizada por Clau Gonzaga os participantes aprenderam a técnica de tecer fios de Juta manualmente, sem qualquer tipo de máquina ou ferramenta. É uma forma de tecelagem manual, na qual, trabalhando com os dedos, os fios vão se cruzando e ficam presos por nós, formando cruzamentos geométricos, franjas e uma infinidade de formas decorativas.

Sheila Martins, coordenadora de marketing da Castanhal, avalia: “Nossa participação no Mercado Manual representou uma oportunidade de apresentar para um público qualificado e criativo novas formas de uso e rf_castanhal_feira-b-254aplicação das nossas telas e fios de Juta, que serão cada vez mais valorizadas por seus diferenciais de sustentabilidade: é natural, biodegradável, compostável, orgânica e pesticide free”.

iA juta é cultivada na região Amazônica por cerca de 15 mil famílias ribeirinhas, a fibra de juta é 100% sustentável no seu plantio e no seu processamento. A Castanhal Companhia Têxtil, maior processadora de fibra de juta do país, oferece ao mercado umamatéria-prima de qualidade, versátil e totalmente integrada ao bioma amazônico, sem provocar queimadas ou desmatamentos e sem a utilização de agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, com adubação natural feita pelo húmus deixado pelas cheias dos rios amazônicos. Tudo isso confere à Castanhal as certificações de preceito orgânico pela BCS Oko, Fairtrade (comércio sustentável, justo e solidário) e Pesticide Free.

da redação da WORLD FASHION   com informações da Persona Consultoria de Comunicação  fotos divulgação de Ricardo Fazzi

sem comentários

Atenção: o sistema de comentários foi concebido para promover debates construtivos sobre os assuntos publicados. A Link Editora reserva-se o direito de excluir conteúdos (textos, fotos, urls ou qualquer outro) que julgar preconceituosos, ofensivos, difamatórios, caluniosos, prejudicial a terceiros ou que infrinjam qualquer legislação atual. Conteúdos de caráter promocional ou comentários anônimos também serão removidos.
Ressaltamos que os conceitos e opiniões emitidos nesse espaço serão de única e exclusiva responsabilidade de quem os formular.

ainda não há comentários.

deixe seu comentário