GRENDENE + AZALEIA

worldfashion • 29/09/20, 15:58

grendene-grnd3-4-1024x536A Grendene, maior exportadora de calçados do Brasil e uma das maiores produtoras mundiais, anunciou ao mercado, na última quinta feira 24/09, um contrato de licenciamento com a calçadista Vulcabras Azaleia para exclusividade na produção e comercialização dos produtos da marca Azaleia no Brasil e em qualquer outro país do mundo, exceto Chile, Colômbia e Peru. A parceria é válida por três anos, podendo ser renovada por um período adicional de mais três anos.

11“Além de produzir e comercializar os produtos da marca, também seremos responsáveis pela criação de designs dos produtos”, explica Alceu Albuquerque, diretor de Relações com Investidores da Grendene.

“A parceria com a Vulcabras Azaleia, que tem uma história de sucesso semelhante à da Grendene, nos consolida como um dos principais players na indústria calçadista. Ao incluirmos em nosso portfólio comercial uma das marcas mais lembradas pelo público feminino, também estamos próximos das nossas consumidoras”, avalia Albuquerque.

ftA tradicional marca Azaleia foi criada em 1958 e, hoje, está presente em mais de 20 países, oferecendo uma linha de produtos voltados para o público feminino. No Brasil, a coleção pode ser conferida na loja on - line ou em mais de 12 mil pontos de venda físicos.

A Grendene fundada em 1971, é a maior exportadora de calçados do Brasil e uma das maiores produtoras mundiais. Detentora das marcas Melissa, Grendha, Zaxy, Rider, Cartago, Ipanema, Pega Forte e Grendene Kids possui tecnologia proprietária e exclusiva na produção de calçados para os públicos feminino, masculino e infantil.

Com cinco unidades industriais, distribuídas por Ceará, Bahia e Rio Grande do Sul e 11 fábricas, tem capacidade instalada para produzir 250 milhões de pares/ano. Por meio de representantes comerciais, distribuidores, exportações diretas e da subsidiária Grendene USA, Inc. (EUA), seus produtos alcançam 65 mil pontos de venda no Brasil e 60 mil fora do país. A Companhia conta ainda com showroom Melissa em Milão, três “Galeria Melissa” (São Paulo, Nova York e Londres). Em 2019, registrou lucro líquido de R$ 495 milhões.

da redação com informações da CDN Comunicação imagens: fotos/divulgação

NILIT®

worldfashion • 22/09/20, 11:57

ilanmelamed“Há 50 anos, a NILIT® tem se pautado por um forte código de ética que define como a companhia atua com seus clientes, marcas locais e globais, parceiros, colaboradores, e com o meio ambiente”, afirma Ilan Melamed, Gerente Geral Global da NILIT®.  “Estamos honrados de termos sido reconhecidos por nossas conquistas recentes em relação à sustentabilidade, sobre a qual apoiamos nossos objetivos de longo-prazo, ajudando a moldar o mundo do vestuário para que se utilize produtos mais sustentáveis, de forma mais responsável.”

A NILIT® participou do programa EARTH transmitido nos Estados Unidos, que mostram as soluções criativas que contribuem com o cuidado do planeta, apresentado pelo vencedor do Emmy Award e ex-correspondente da NBC News, John Holden.

img-2794-640x480No quadro, “Today’s Eco-Friendly Apparel”, a equipe do programa visitou as instalações da NILIT® em sua matriz em Israel e em sua planta nos Estados Unidos, entrevistando seu time de executivos para entender mais sobre suas operações e produtos ambientalmente responsáveis.

O Sourcing Journal também reconheceu a NILIT® através de sua inciativa “Vozes da Sustentabilidade” que celebra ações inovadoras e disruptivas do setor têxtil no que diz respeito à preocupação com o meio ambiente. A NILIT® foi legitimada na categoria de Redução de Emissões, ao lado de outras grandes marcas e empresas como Gucci e Maersk. A unidade de co-geração de energia limpa da empresa em Israel não apenas atende com eficiência as próprias operações da empresa, como fornece energia para a comunidade local. A inovação para uma fonte de energia mais limpa, possibilitou à companhia reduzir a emissão de CO2 em 40% e eliminar por completo toda a emissão de gases tóxicos.

sagee-photo-532x6401“Consumidores, cada vez mais conscientes e engajados, querem saber se as roupas que compram possuem alta qualidade, se os tecidos são duráveis, sustentáveis, e produzidos com respeito pelas pessoas e pelo planeta”, diz Sagee Aran, Head  Global de Marketing. “Sensil® e seu amplo portfólio oferecem essa segurança e compromisso, associando performance a estilo, conforto e bem-estar. Benefícios estes que os consumidores também esperam de peças premium.”

nilit-e-reconhecida-por-acoes-sustentaveis1A NILIT® líder mundial na produção de fios poliamida 6.6 premium, sustentável e de performace, para o mercado de vestuário e moda, é reconhecida por suas iniciativas que reduzem a pegada ambiental, desenvolvendo fibras têxteis de forma responsável e com comprometimento social com as comunidades nas quais opera pelo mundo. Foca os esforços na Pesquisa e Desenvolvimento para criar novos produtos responsáveis para a família de fibras e tecidos Sensil®, que visam a conservação dos recursos, eliminação da poluição, biodegradabilidade e reciclagem. A empresa planeja lançar em breve, novos produtos, trabalhando em colaboração com parceiros-chave que possuem valores e objetivos em comum, no fornecimento de produtos têxteis responsáveis para o mercado.

da redação com informações da  AG Três    imagens:fotos/divulgação

BRASIL DIGITAL FASHION WEEK

worldfashion • 21/09/20, 18:09

bdfw-divulgacaoA BDFW é  uma realização da Doopla Collab e Romano Comunicação,  com o apoio do SEBRAE e aval da atriz Erika Januza, que é a embaixadora do evento.  por representar a mulher brasileira e amar moda .

O evento reúnirá em uma mesma plataforma online 100% gratuita aos visitantes, um salão de negócios, desfiles e conteúdos de palestras, entrevistas e bate-papos com grandes nomes do setor, como o casal Paolinha e Vander Martins, da Skazi e a consultora Alzira Vasconcelos.

A primeira edição da feira virtual logo ganhou a atenção e o apoio do Sebrae, que entendeu a importância da iniciativa precursora, que surgiu como alternativa para as marcas que participavam de eventos físicos, cancelados por conta da pandemia da covid-19. “Quando foram confirmados os cancelamentos de importantes eventos, como o Minas Trend, imediatamente começamos a pensar em uma alternativa digital para que as marcas e confecções pudessem apresentar e vender seus produtos aos varejistas de todo o país. Em nossos estudos descobrimos que antes da pandemia, cerca de 90% dos pequenos negócios no Brasil não eram digitalizados. Dai uma das nossas preocupações além de promover uma feira comercial, era auxiliar esses pequenos varejistas espalhados pelo país a realizarem uma verdadeira transformação digital em seus negócios. Com suporte do Sebrae e outras instituições, como a Atacado Web, acreditamos que estes empresários poderão dar um primeiro passo rumo a digitalização e com isso ficarem aptos a acessar os clientes de uma maneira mais eficaz, não só agora, mas neste ‘novo normal’ que não tem mais volta”, conta Thiago Romano, co-realizador da BDFW.

thiago-romano-crd-leticia-souzaO próximo passo foi reunir marcas fortes para atrair compradores, além de realizar uma curadoria de conteúdos de interesse não só de atacadistas e varejistas, mas também do grande público. Profissionais de alto escalão, como o consultor de mercado de luxo Carlos Ferreirinha e o arquiteto Júlio Takano, responsável por projetos disruptivos para marcas como C&A, Riachuelo, Renner, Casas Bahia e Tramontina, participam ao lado de representantes das principais entidades ligadas ao comércio e à moda, como o próprio Sebrae, CDL, IEMI – Inteligência de Mercado, Audaces, Federaminas, entre outros.

De hoje 21 de setembro a domingo dia 27 de setembro, no site oficial bdfw.com.br , basta se cadastrar e acompanhar toda a programação de desfiles e conteúdos ao longo desta semana.  “Somente o salão de negócios tem acesso restrito a varejistas mediante a confirmação do CNPJ de suas empresas, assim como funciona na maioria das feiras do setor”, comenta Romano.

rodrigo-cezario-e-natalia-azevedo-doopla-collabSegundo o coordenador geral do projeto e co-realizador da feira, Rodrigo Cezário (na foto ao lado com Natalia Azevedo), “a ideia foi de criar uma unidade e uma identidade nos stands virtuais, para que os varejistas pudessem acessar materiais de qualidade, capazes de mostrar as peças, seus movimentos, tridimensionalidade, caimento”, explica. Tudo isso usando recursos de fotos e vídeo books técnicos, produzidos em Belo Horizonte, com as equipes dos fotógrafos Henrique Gualtieri e Álvaro Fráguas, numa maratona que respeitou todos os protocolos de segurança exigidos pelo momento. “A expectativa é de que as marcas expositoras e os varejistas façam bons negócios no ambiente virtual”, aposta Cezário.

SERVIÇO:

BRASIL DIGITAL FASHION WEEK

21 a 25 de setembro (conteúdo disponível até 27/09)

Acesso gratuito e programação completa: www.bdfw.com.br

Instagram/Facebook: @brasildigitalfashionweek

Realização: Doopla Collab e Romano Comunicação

Apoio: Atacado Web

Apoio Institucional: Atitude Inteligência e Gestão Estratégica, Assintecal, Instituto Amem, Sindijoias Ajomig, Sindivest MG, Federaminas, Federaminas Mulher, Sindicalçados MG, Sindibolsas MG, Conexão Moda, Co.Crie, CDL-BH, Henrique Gualtieri, Álvaro Fráguas, ACNModa, Coopermoda, Frente da Moda Mineira

da redação com informações da Romano Comunicação  imagens: foto/divulgação

ATUALIZAÇÃO INTERNACIONAL EM MODA MASCULINA

worldfashion • 18/09/20, 16:23

Direto da Europa, as jornalistas Ana Garmendia, de Paris, Camila Leonelli  de Milão e  o professor e consultor de Moda Mário Queiroz de São Paulo lançam a proposta de passar em cinco encontros, os importantes acontecimentos sobre a moda masculina na Europa.

“Queremos oferecer nesse momento tão especial, uma gama de informações diretamente da Europa num período onde as pessoas não estão podendo viajar”, anuncia Queiroz que se reúne as duas jornalistas para o que eles chamam de requalificação profissional frente ao cenário do Covid 19.

“Acreditamos que seja importante nós oferecermos o que as ruas, as lojas, o varejo, o designer estão vivenciando e apresentando ao mercado depois de mais de seis meses de Pandemia , onde vimos tudo com relação a moda parar abruptamente e muita gente que, habitualmente fazia viagens e participava de feiras para se atualizar, ficou parada vendo tudo pelas redes sociais”, ressalta Ana Garmendia que vai entrar com as informações e pesquisas da Capital Francesa.

Para Camila Leonelli, nunca foi tão importante essa conexão internacional. “Milão sofreu arduamente com a pandemia, viu suas fábricas de moda reverterem a produção para produção de materiais para a linha de frente no combate ao Covid 19. Existiu até um certo orgulho que ressaltava a excelência do made in Italy dizendo que em nenhum outro lugar do mundo os jalecos eram Armani e as máscaras Prada. A Itália se viu diante de um pesadelo. O país, hoje, é responsável por 70% da produção do prêt- à - porter de luxo mundial e aposta na moda como um dos setores chaves para alavancar a retomada da economia italiana. É importantíssimo e crucial entender o movimento italiano nesse momento tão importante, seja na produção, criação e varejo de moda.”

Serão cinco encontros durante o mes de Outubro, com duração de uma hora  sempre às 10 horas da manhã (horário Brasil) com temas envolvendo marketing, varejo, design, moda de rua e visual merchandising. As informações estão sendo apuradas diretamente de Milão, Paris e São Paulo sobre as diversas frentes da moda masculina.

Os encontros se destinam aos designers, empresários, gerentes de produto, jornalistas e publicitários, que queiram entender os atuais perfis de consumidores, o design, o marketing, o Visual Merchandising e novas estratégias do mercado para esse momento.

As inscrições estão abertas na plataforma Sympla,  onde os inscritos terão acesso simultaneamente aos panoramas das três cidades, podendo assim atualizar e re-direcionar seus olhares para o que a moda masculina tem como foco hoje.

foto-divulgacao-ana-garmendia-camila-leonelli-e-mario-queiroz-640x374Quem Somos

Ana Clara Garmendia é jornalista e vive em Paris desde 2006 onde foi pioneira do movimento mundial de Street Style com o site Moda Paris (anagarmendia.com.br) que atualmente é uma plataforma independente onde vários colaboradores publicam. Colaborou com várias revistas brasileiras como Vogue, Marie Claire, GQ, Glamour, FFW e Elle, entre outras, sempre na área de moda e beleza. Atualmente se dedica a suas páginas no Instagram num trabalho independente, de opinião onde fala de moda de rua, tendências e comportamento.

Camila Leonelli é fotojornalista e repórter de moda em Milão. Atuou como relações públicas em São Paulo por cinco anos com as principais marcas do setor. Hoje na Itália, depois de uma longa experiência como assessora de imprensa, faz cobertura das semanas de moda em Milão como fotógrafa de street style e jornalista.Pós-graduada em Moda e Criação pela Faculdade Santa Marcelina e Comunicação de moda pelo IED- Roma, e especializada em Cool Hunting pela Central Saint Martins de Londres.

Mário Queiroz é designer, professor e consultor de moda. Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC SP, onde também realizou seu mestrado. Tem uma carreira como Designer de moda em grandes empresas de varejo, têxteis e de confecção e também como diretor criativo da marca que leva seu nome. Com sua marca participou de grandes eventos no Brasil e na França: Tem linha assinada de joias com a empresa Rommanel, onde atua como consultor de moda. Criou e coordenou o Curso de Design de Moda da UAM SP e em seguida foi diretor do IED São Paulo. Atua como professor de pós-graduação em diversas instituições no Brasil. Tem três livros publicados, recentemente lançou o “Os Homens e Moda no séc XXI”. Criou e coordena o evento HOMEM BRASILEIRO, único evento transdisciplinar sobre as masculinidades.

Serviço:

Atualização Internacional em Moda Masculina

Dias 1, 8, 15, 22 e 29 de outubro pelo Zoom.

Inscrições pelo Sympla no link https://www.sympla.com.br/atualizacao-internacional-em-moda-masculina__958953

INVESTIMENTO:As inscrições poderão ser feitas por Encontro ou todo o Curso.

Cada encontro – R$ 180,00

Combo (5 encontros) – R$ 720,00

da redação com informações de Helena Augusta Assessoria de Comunicação   imagens:foto/divulgação

RHODIA - GRUPO SOLVAY

worldfashion • 16/09/20, 11:22

antonio-leiterenato-boaventura-ceo-da-unidade-global-de-negocios-fibras-do-grupo-solvay-jun-15-11-640x427O executivo Antonio Leite assume como vice-presidente pelas área de Fibras Têxteis e Poliamida da Rhodia, empresa do Grupo Solvay*,  acumulando também a vice-presidência global das áreas de negócios Fenol e Derivados e Solventes Oxigenados da companhia, o cargo ocupado até recentemente por Renato Boaventura, que assumiu a posição como presidente da Unidade Global de Negócios Fibras, do Grupo Solvay, em 2015,  substituindo Francisco Ferraroli, que se aposentou da empresa. Na gestão de Renato Boaventura, que ingressou na Rhodia em 1992,  a empresa lançou vários fios com tecnologias inovadoras e impactantes para o mercado têxtil, sendo a mais recente, em tempo recorde, o fio têxtil  Amni® Virus-Bac OFF, com agente antiviral incorporado em sua matriz polimérica.

Antonio Leite  com larga experiência no setor químico, coordenará e dará continuidade ao crescimento da empresa na área de fios, fibras e polímeros para aplicações têxteis e de produtos químicos intermediários de poliamida utilizados em diferentes segmentos de mercados.

“Nossas equipes estão engajadas em buscar permanentemente o desenvolvimento dos segmentos em que temos presença, trabalhando em conjunto com os clientes para entregar sempre ao consumidor final as melhores soluções”, disse Antonio Leite.

Como temos feito há décadas – acrescentou o executivo -, continuaremos a valorizar o setor têxtil nacional como um polo relevante de inovação que temos desenvolvido junto com o mercado. Ao mesmo tempo, estamos ampliando a internacionalização de nossos negócios de polímeros e fibras têxteis.

foto-de-producao-de-fios-texteis-sustentaveis-da-rhodia-em-santo-andre-sp-foto-de-eliana-rodrigues-divulgacao-rhodiaA Rhodia é a única empresa da América Latina totalmente integrada na cadeia de poliamida, desde as matérias-primas produzidas no conjunto industrial de Paulínia (SP) até a produção de fios e fibras têxteis, em Santo André (SP).  Modernizada recentemente, a unidade industrial em Santo André funciona sob o conceito de sustentabilidade, com processo produtivo voltado para o uso responsável dos recursos disponíveis e valorização dos recursos renováveis. Além de laboratório local para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e aplicações, a área de fibras da Rhodia tem parcerias e acordos de produção na Europa e na Ásia.

Ao longo de sua trajetória na área têxtil, a Rhodia tem dado uma contribuição importante para o crescimento da cadeia industrial do setor, através do desenvolvimento de inovações e lançamento de produtos funcionais e sustentáveis, tais como como os produtos das linhas Amni®, Emana® e Rhodianyl®.

img_5783A mais recente inovação da empresa, desenvolvida em tempo recorde em meio à pandemia do novo coronavírus, é o fio têxtil de poliamida Amni® Virus-Bac OFF com ação permanente para tornar inativos os vírus e eliminar as bactérias presentes em superfícies têxteis.

O fio têxtil Amni® Virus-Bac OFF, com agente antiviral incorporado em sua matriz polimérica, pode ser usado na construção de malhas, tecidos, em diversas aplicações, tais como roupas casuais, esportivas, uniformes escolares, roupas profissionais, meias, calçados e acessórios, máscaras de uso social e até vestimentas e enxovais hospitalares. Também pode ser utilizada em tecidos aplicados no segmento de transporte individual e coletivo (autos, ônibus, trens e aviões).

*A Solvay é uma empresa de ciências cujas tecnologias oferecem benefícios em muitos aspectos da nossa vida cotidiana. Com 24.100 empregados em 64 países, a Solvay une pessoas, ideias e elementos para reinventar o progresso. O Grupo busca criar valor compartilhado sustentável para todos, principalmente por meio do programa Solvay One Planet, elaborado em torno de três pilares: proteger o clima, preservar recursos e promover uma vida melhor. As soluções inovadoras do Grupo contribuem para produtos mais seguros, limpos e sustentáveis, que podem ser encontrados em residências, alimentos e bens de consumo, aviões, carros, baterias, dispositivos inteligentes, equipamentos de saúde, sistemas de purificação de água e ar. Fundada em 1863, a Solvay está hoje entre as três principais empresas do mundo na maioria de suas atividades e obteve vendas líquidas de € 10,2 bilhões em 2019. A Solvay está listada na Euronext Brussels (SOLB) e Paris e nos Estados Unidos, onde ações (SOLVY) são negociadas através de um programa de ADR Nível I. No Brasil, a Solvay também atua com a marca Rhodia.

da redação com informações do Grupo Solvay e a Rhodia no Brasil pela PEXPRESS  imagens: fotos/divulgação

LYCRA®, aposta no melhor cenário para a moda brasileira

worldfashion • 15/09/20, 15:38

O mercado brasileiro acena com significativo movimento de retomada, segundo a vice presidente da The Lycra Company, Adriana Morasco, em entrevista exclusiva ao World Fashion.

adriana-morasco_vice-presidente-da-the-lycra-company-na-america-do-sul-427x640Segundo a executiva, que responde pelos negócios da companhia na América Latina, no ano de 2019 a empresa registrou notável crescimento em volume de vendas, o que seria um anúncio da retomada para 2020. “A chegada da pandemia da Covid19, no entanto, derrubou as vendas para patamares próximos ao zero no período de março a abril desse ano, só não sendo pior porque a indústria catarinense retomou as atividades um pouco antes que a região Sudeste”, revela.

A partir de junho, porém, com a reabertura gradual de alguns setores, ainda que com muitas restrições, as vendas de matérias primas do têxtil reagiram. “O percentual para as vendas de junho chegou a 30%, subindo para 50% em julho e chegando a 75% em agosto”, informa vice presidente da The Lycra Company, ressaltando que os índices animadores estão concentrados nos segmento de têxteis para vestuário e na divisão de “higiene e personal care” – especialmente de  fraldas para bebês.

Essa reação nos negócios vem cercada de peculiaridades. “O consumidor, diante da ameaça vinda do coronavírus, estocou tanto papel higiênico quanto fraldas. Com estoques altos desses dois artigos em casa, as vendas retrocederam no momento seguinte ao início da pandemia”.

Já o mês de setembro veio registrando números iguais ou muito próximos ao do mesmo período de 2019, segundo a executiva, que tem ouvido os principais players do setor. Já se fala até em limitação de produção, devido à escassez de matéria prima, bem como de embalagens.

Protocolos

Outro aspecto limitante vem das regras de segurança sanitária impostas no momento. “Na linha de produção, a necessidade de distanciamento tem feito com que também os turnos de trabalho sejam revistos”.

Lycra tem fábricas na China, em Singapura, na Europa (duas plantas), nos Estados Unidos e no México, além do Brasil. “Como fomos a última região afetada pela pandemia, os protocolos de convivência já estavam em vigor em outras regiões. Assim pudemos entender e aplicar regras com segurança”.

Na relação entre gestão de pessoas e protocolos de segurança, The Lycra Company optou, por exemplo, por comprar tablets que possibilitaram o comando e gerenciamento de produção à distância. As visitas às plantas de produção foram suspensas, além da revisão dos turnos para refeições.

Se, por um lado, a pandemia limitou ações e confinou pessoas, por outro, “possibilitou que planos e projetos de digitalização ligados à segurança e sustentabilidade fossem acelerados”.

Cenário de retomada

A retomada se dá num ritmo acima do que todos previam, diz a empresária. “Até mesmo a sede da companhia, nos Estados Unidos, observa com admiração a retomada brasileira, tendo por base os níveis de produção e vendas para determinados setores”.

Isso não quer dizer necessariamente que o Brasil seja um ponto fora da curva dentro do universo de negócios de LYCRA®. “A retomada chinesa, seguida pela europeia, tem sido muito importante, e isso provoca certo desequilíbrio na produção e consumo no restante do mundo”.

Justificativas para a retomada no consumo existem. “O vestuário, principalmente num momento crítico como o atual apresenta-se, por exemplo, como opção para presentear. Além disso, recorrendo ao e-commerce, muitos consumidores adquiriram peças confortáveis para o trabalho em home office”. Adriana Morasco assinala que a relação custo/benefício, no caso do vestuário, é vantajosa. Há, segundo ela, um fator muito lembrado em momentos de crise: “nesses momentos, o segmento do vestuário é o primeiro a se abater e o primeiro também a reagir”. Na visão da executiva, seja comprando para si, seja para presentear, o vestuário é “um agrado que cabe no bolso”.

No caso de LYCRA®, o item conforto tem sido muito lembrado pelo consumidor na escolha da roupa, principalmente no atual cenário. “LYCRA® é matéria prima que atende essa demanda”.

Tivemos todos que nos reinventar rapidamente. O consumo visando ao fortalecimento da cadeia produtiva nacional chega como um reflexo de uma lição tirada da pandemia: daqui a pouco, teremos uma etiqueta LYCRA®, made in Brazil, de um produto produzido no Brasil para mostrar esse compromisso com a indústria local. Quando o consumidor chegar à loja, verá na roupa a etiqueta de LYCRA®, produzida no Brasil. Como canal de informação, o dado do made in Brazil é super relevante. Temos que valorizar isso no mercado e possibilitar que Lycra converse com o consumidor final.

e58d96d96ff187e77004c62d95c1c1a5-640x5831Esferas de consumo

É possível diferenciar a oscilação das vendas ocorridas em diferentes níveis de mercado. “O consumo popular teve uma queda muito diferente, bem menor em relação aos artigos de preços mais altos”. Seja em polos de confecção do Nordeste, seja em regiões do Sul e Sudeste, a isto se inclui até a Feirinha da Madrugada, no bairro do Brás, o gráfico da queda é muito mais ameno. “Shopping centers e marcas consagradas sofreram mais este impacto”.

O conforto das roupas, por sua vez, parece ser um item essencial incorporado pelo consumidor no momento da compra. “As pessoas não querem mais abrir mão da roupa confortável, mesmo com o trabalho voltando ao ambiente empresarial”, afirma, acrescentando que Lycra preenche essa expectativa por parte do comprador.

Adriana Morasco lembra, nesse sentido, sobre o lançamento do fio LYCRA® MyFit™, ocorrido no final de 2019. A versatilidade do fio permite que uma marca de lingerie, com uma grade menor, ofereça igual conforto à consumidora. Isto porque uma lingerie de tamanho “G pequeno” ou “P grande” pode se adaptar confortavelmente à silhueta.

O fato é que o produto inovador motivou que empresas têxteis apostassem nos atributos do novo fio de LYCRA® para otimizar lançamentos e vendas. “Durante a pandemia, várias malharias nos procuraram para lançar em curtíssimo prazo novos artigos com a LYCRA® MyFit™”, revela. Este é o caso da Rosset que, em parceria com a Body For Sure, desenvolveu a linha LYCRA® Energise, com esta característica de conforto. Vale lembrar que a Rosset fez grande investimento em vários setores da fábrica, visando à modernização e produtividade.

A Vicunha, conforme lembra a executiva, é outra das empresas brasileiras que tem plano de constante investimento no próprio parque industrial. “A companhia fechou uma das unidades e investiu nas outras. O denim com LYCRA® na composição tornou-se exigência do consumidor”.

As inovações que atendem as demandas que nasceram no período de pandemia serão aceleradas, na visão da executiva. O mesmo ocorreu com o LYCRA® EcoMade, 100% produzido no Brasil. A matéria-prima para a fabricação do fio é justamente o refugo gerado na linha de produção da fábrica. “O apelo, calcado na sustentabilidade, é forte e será evidenciado em outubro próximo com o lançamento programado por um importante parceiro têxtil de LYCRA®, juntamente com uma grande rede de varejo”, afiança Adriana Morasco.

Pesquisa

9b3226c8d9e43300ab312a888330559c-441x640A imagem da LYCRA® está em plena sintonia com requisitos como qualidade, conforto e inovação. “Em recente pesquisa, vimos que a marca tem ótima conexão com o item qualidade”, destaca, destacando que sustentabilidade é outro atributo procurado pelo consumidor de LYCRA®.

Em contrapartida, o público, na visão da vice-presidente da The Lycra Company, também reviu o posicionamento pessoal em relação ao consumo. “Muitos puderam checar o próprio guarda roupa, refletindo se algumas de melhor qualidade, por exemplo, podem substituir peças de padrão inferior”.

Meta para 2021 e a nova década que se inicia

O desempenho atual é bastante positivo, conforme aponta a empresária, e a companhia mantém o compromisso de focar em inovação, “seja investindo em ações no Brasil ou trazendo modelos de fora, desenvolvidos em outras plantas”.

Segundo Adriana Morasco, a meta para 2021 é que os negócios ocorram em patamares similares aos de 2019, considerado um ano de crescimento para a indústria como um todo. “Se o ritmo se mantiver como o atual, atingiremos essa marca”.

“Retomaremos os patamares de 2019 em volumes de produção e vendas”, prevê, mantendo sigilo quanto a cifras de faturamento. “Até porque estamos sob a influência do câmbio, o que impacta sobre os preços de matérias primas do setor químico”. Ela observa que há um limite no repasse de preços para o mercado. “Se houver alta significativa no valor de uma matéria prima ou variação importante do câmbio, a rentabilidade do negócio será afetada”, contabiliza.

A empresária frisa que o parque industrial brasileiro está muito preparado tecnologicamente. “Muitos grupos fizeram investimentos em produção industrial e estão muito preparados para produzir um volume adicional”.

O fato de o Brasil ter a cadeia completa de produção – da matéria prima até a Semana de Moda, passando pelos demais elos – “faz com que tenhamos desempenho excepcional”. A isso soma-se o grande contingente de consumidores do País. “Sem contar a tendência verificada entre os importantes players do varejo que, ao contrário do comportamento anterior, agora mostram o interesse pelo produto feito no Brasil”. O impacto, dessa forma, será muito grande no setor como um todo.

the-lycra-company_paulinia_sp1Qualidade nacional

Otimista, a vice presidente da The Lycra Company afirma que haverá um fortalecimento da cadeia têxtil nacional de produção e, consequentemente, empresas preparadas para as exportações se beneficiarão com o atual câmbio. “LYCRA® atende todas as malharias grandes e inovadoras do mundo e, com certeza, as empresas brasileiras do setor não deixam a desejar a nenhuma delas”. A maioria das tecelagens que LYCRA® atende fizeram investimentos para conseguir utilizar o “kit” LYCRA® MyFit™, porque trata-se de um composto de produtos.

O Brasil é muito relevante para a LYCRA® como negócio. No comparativo, o Brasil tem grande relevância. Temos uma fábrica aqui instalada desde 1974, com investimentos constantes em tecnologia, pois o país é estratégico para esse atendimento para a América do Sul.

Houve preocupação por parte das empresas na conservação dos empregos. No passado, em meio a uma crise, as demissões seriam uma saída. “Hoje não, o esforço foi justamente pela manutenção da mão de obra. Houve demissões nas confecções pequenas que não tiveram acesso ao crédito. No geral, a preocupação foi pela preservação de empregos”.

“Estamos assistindo a um movimento de valorização do que é produzido no Brasil, com uma cadeia logística mais curta. Quando uma empresa do porte da Renner dirige-se ao mercado para dizer que deixará de importar determinados itens para comprar localmente, o impacto é muito grande para o setor como um todo”.

Por Eleni Kronka   imagens: fotos/divulgação

HERING 140 anos de história

worldfashion • 11/09/20, 17:12

fabricaA Cia. Hering e a marca Hering estão completando 140 anos de histórias verdadeiras, múltiplas e coloridas. Sendo uma empresa que nasceu enxergando a vida de um jeito mais leve, humano, descomplicado e acreditando que isso nunca sai de moda, a Cia. vem se reinventando ao longo dos anos com muita paixão e coragem: criando ícones atemporais que entregam conforto e bem-estar com tecnologia aplicada, design, qualidade e uma moda democrática.

Levando em conta que são muitos anos de vida e merece uma celebração única, a palavra pertinência foi o que deu o tom à campanha da marca Hering e vem de encontro ao momento que estamos vivendo. A Hering entende que as pessoas estão com saudades, da família, dos amigos, da vida de antes e que todos querem alento.

hering_hickduarte_20670Como parte da campanha lançam dois produtos inovadores, com atributos tecnológicos e sustentáveis, que são elas 1) as camisetas H+ que possui tratamento antiodor e devido a um acabamento antimicrobiano, o suor não é absorvido pela malha. Por esse motivo, não é necessário lavar a peça com tanta frequência. Além disso, tem longa durabilidade, toque macio e ótimo caimento. Para cuidar da camiseta é bem fácil: ela seca rápido, amassa pouco e não precisa ser passada. 2) Reuse feita com a lógica circular, pelo reaproveitamento de fibras diversas. O fio é produzido a partir dos retalhos crus da própria malharia da Hering. Estes resíduos são trabalhados para voltarem ao estado de fibras, que geram uma nova malha. Ao pegar o produto em mãos, a diferença é notada positivamente: a malha da camiseta tem cor natural e este processo, que elimina o tingimento, impacta em economia de água e de outros recursos naturais. O produto usado para amaciar a malha foi desenvolvido a partir do resíduo de casca de arroz - e não possui substâncias que prejudicam o meio ambiente.

Ambas as peças são desenvolvidas com a tecnologia body size, que a Cia. Hering foi pioneira na criação há mais de 30 anos - neste modelo de produção, a malha é tecida no formato da camiseta, sem necessidade da costura lateral e por isso não gera aparas. Assim, a cada peça produzida há uma economia de 33% em sobras e desperdícios. As camisetas também possuem certificações bluesign e Oeko-Tex, que são as garantias que a malha é segura para o ser humano e para o meio ambiente.

hering_hickduarte_20486O marco do aniversário da Hering será no dia 25 de setembro, intitulado de Dia Da Básica - carro chefe da marca. Na data e também durante todo o fim de semana seguinte, nos dias 26 e 27 de setembro, parte do lucro das vendas será revertido para a plataforma social “Vestir o Brasil”, que tem como objetivo vestir as comunidades do Brasil pelos próximos 10 anos. O projeto conta com a parceria do Instituto Reciclar e da organização Junior Achievement, via Fundação Hermann Hering, e oferece oficinas de inovação para jovens de todo o País.

Como uma forma de tocar o coração do Brasil, escolheu a música “A Sua” da cantora Marisa Monte, para que as pessoas tenham a oportunidade de fazer uma declaração de amor. Em um vídeo de 60 segundos que evidencia a essência da Hering, a música é cantada por um mix diverso de pessoas, desde seus colaboradores a profissionais do mercado, de várias idades e estilos que ajudam a construir a história da moda, disponíveis nos canais oficiais da marca: @Hering_oficial  e Hering.com.br

Abaixo o Manifesto criado pela Hering para homenagear a todos os brasileiros neste momento tão especial.

hering_hickduarte_21448

Nós somos feitos de essência.

Somos feitos da gente, de nós e de você.

Somos história, passado,

Futuro e inovação.

Somos o clássico, o atemporal

O novo, o colorido, o monocromático.

Somos como você quiser,

Somos como você sempre nos fez ser.

Somos todos.

Somos um e somos vários.

Nossa construção é Bossa, é ritmo,

È cor e forma de Brasil de norte a sul.

È um original que a gente inventa.

Que a gente dança e vive.

Vive naturalmente leve.

Por você, somos mais,

Somos uma declaração de amor

A um país inteiro.

Por você, somos o básico do Brasil”.

logo

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação imagens: foto/divulgação de Hick Duarte

ARK

worldfashion • 09/09/20, 11:02

As marcas, Fit Li há 17 anos no mercado dedicando a energia na criação de peças que unem beleza, conforto e muita tecnologia e a LYCRA®  fio  que redefiniu o que é conforto, caimento, liberdade de movimento e manuteção da forma, lançam a coleção ARK, que une estilo, tecnologia e alta performance esportiva.

e58d96d96ff187e77004c62d95c1c1a5-640x583A inspiração para esta collab foi a temática futurista, buscamdo ressaltar o poder feminino e a capacidade das mulheres de se reinventarem todos os dias, seguindo a tendência  Athleisure. As peças, entre tops, leggings, shorts e casacos, seguem no estilo futurista, realçando a ficção científica com cores que remetem ao espaço, como o roxo, preto, azul e cinza. E exploram recortes e tecidos com texturas que reforçam a força da mulher.

natalia-zakia-diretora-de-desenvolvimento-e-estilo-da-fit-li“É com grande prazer que, mais uma vez, lançamos uma collab com a marca LYCRA®, justamente por termos no DNA a mesma paixão por qualidade e conforto. A coleção ARK tem um estilo mais futurista, recortes elegantes e conta com a incrível tecnologia LYCRA® Black, que já sabemos que será sucesso entre as nossas clientes. As peças têm uma modelagem impecável e oferecem o melhor da tecnologia para mulheres fortes que criam o próprio futuro! Além de tudo, investimos sempre em tecidos e processos eco-friendly, afinal, não dá para pensar em futuro sem cuidar do nosso meio ambiente”, declara Natalia Zakia, Diretora de Desenvolvimento e Estilo da Fit Li.

maria-luiza-amaro-gerente-de-marketing-innerwear-da-marca-lycrac2ae“A marca LYCRA® está sempre em constante evolução, criando soluções inovadoras para as peças de vestuário, e para nós, uma coleção realizada em colaboração com marcas parceiras é a união perfeita de tudo que prezamos para levar mais qualidade e diferenciação para nossos consumidores. Assim é a parceria já consolidada com a Fit Li, na qual estamos promovendo peças com tecnologia LYCRA® BLACK e acreditamos que as consumidoras vão se identificar tanto com a proposta da coleção, como com todos os atributos da tecnologia”, declara Maria Luiza Amaro, Gerente de Marketing Innerwear da marca LYCRA®.

A tecnologia LYCRA® BLACK, presente em parte da coleção, contém o efeito “TRUE BLACK”, que proporciona uniformidade de cor e mantém a forma da peça por mais tempo, além de menos transparência e brilho nas peças, contribuindo para melhor o desempenho do atleta, outros benefícios, são: resistência ao suor, raios UV e cremes e óleos para proteção solar.

As peças da coleção ARK Fit Li e LYCRA® já podem ser encontradas no e-commerce da Fit Li (https://www.fitli.com.br/).

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação e imagens: fotos divulgação de Richard Machado_Studio ODMGT

CALÇADOS ESPORTIVOS

worldfashion • 07/09/20, 11:38

NEW BALANCE®

Empresa com sede em Boston, Estados Unidos, tem como missão demonstrar liderança responsável, construindo uma marca global em que os atletas têm orgulho de usar, os colaboradores orgulho de criar e as cidades orgulho em receber. A New Balance é atualmente a única empresa de calçados esportivos que fabrica calçados nos EUA, com 25% da produção feita em cinco instalações na Nova Inglaterra. A empresa também opera uma fábrica em Flimby, Reino Unido. Emprega mais de 7.000 colaboradores em todo o mundo, e em 2015 registrou vendas mundiais de U? 3.8 bilhões dólares. A marca está entre os grandes nomes em tênis de performance, oferecendo tecnologias de última geração com muito estilo.

7d903878f963bcb5ae67bf53442d2bfblowO FuelCell TC foi criado a partir da tecnologia Data2Design, que utiliza dados de corredores e são aplicados ao tênis. É uma evolução do FuelCell 5280, modelo para curtas distâncias e desenvolvido com o Big Data da atleta New Balance Jenny Simpson, oito vezes campeã da prova 5th Avenue Mile, em NYC.

O tênis conta com uma placa de carbono altamente flexível por toda extensão da entressola, posicionada no meio de duas camadas de espuma responsiva FuelCell. Assim, as duas tecnologias trabalham em conjunto, oferecendo um maior dinamismo e efetividade no retorno de energia nas passadas. Com um design f8b53e39004f51c393f103582f625c4elowaerodinâmico, seu cabedal foi desenvolvido com material Engineered Mesh, leve e respirável, que permite que os pés fiquem perfeitamente ventilados durante qualquer percurso. O solado de borracha é inspirado no design das sapatilhas de pista, assegurando grip, tração e durabilidade.

Fredison Costa, atleta New Balance, utilizou o FuelCell TC antes do lançamento oficial, durante a New York City Marathon em 2019 e conquistou o melhor índice sul americano na prova, 28º colocação com o tempo de 2h21m29s. Ele comenta: “o tênis é extremamente leve e altamente responsivo. Eu senti a diferença em cada passada e com certeza contribuiu no meu resultado.”

O calçado é indicado para provas e treinos e já disponivel no Brasil com numerações do 34 ao 44, com preço sugerido de R$1.299,99.

da redação com informações da Grupo Aste

PUMA®

Uma das principais marcas esportivas do mundo que projeta, desenvolve, vende e comercializa calçados, vestuário e acessórios. Há mais de 70 anos, a PUMA impulsiona o esporte e a cultura, criando produtos para os atletas mais rápidos do mundo. Os produtos trazem performance e esporte inspirados no lifestyle de categorias como Futebol, Running e Training, Basquete, Golfe e Motorsport. A PUMA colabora com designers e marcas renomadas, trazendo influências esportivas para a cultura de rua e moda. O grupo PUMA possui as marcas PUMA, Cobra Golf e Dobotex. A empresa distribui seus produtos em mais de 120 países, emprega mais de 14 mil funcionários em todo o mundo e está sediada na cidade de Herzogenaurach, Alemanha.

20aw_social-ig_sp_rs-2k-internet-exploring_7_1x1Foi a primeira marca na história a trazer a tecnologia hardware e software para a experiência esportiva, há mais de 30 anos, com o calçado RS-Computer. Um tênis de corrida que se originou em 1986, considerado extremamente avançado para a época, e revolucionou a maneira como os corredores treinavam. O RS (Running System) original tinha um chip de computador personalizado incorporado  em seu calcanhar, que registrava automaticamente o tempo, a distância e as calorias gastas, podendo ainda  comunicar os resultados, depois de conectado a qualquer Apple IIE, Commodore 64, usando um cabo de 16 pinos.

Mais de três décadas depois, o design do RS-Computer, que além de tecnológico era extremamente confortável para os calçados da época, foi revivido e reinventado do zero para criar uma nova família RS, com os modelos como RS-X e RS-X³. Abraçando o futuro e honrando o passado, a silhueta celebra uma reinvenção extrema com seu novo design volumoso, misturas de materiais e paleta de cores ousada, mudando não só suas formas, mas também sua finalidade, já que agora ganha o estilo casual das ruas e não mais as pistas de corrida.

Inspirada nessas reinvenções, a PUMA traz ao mercado diversos novos modelos da família RS e os apresenta através de histórias com seus embaixadores Rincon Sapiência e Malia, lembrando que estamos todos em constante mudança, especialmente nos tempos em que vivemos.

20aw_social-ig_sp_rs-2k-internet-exploring_3_1x1O novo RS-2K Internet Exploring, um tênis com design que mistura as tendências dos anos 2000 com uma estética futurista, reforçando o conceito futro (futuro + retrô) que a marca já vem trabalhando em seus lançamentos. Inspirado na presença da Internet em nossas vidas desde o Y2K (the year 2000), o sneaker é feito para quem se atenta às reinvenções constantes do dia a dia e ainda está sempre de olho no futuro.

Com um formato robusto, cores fortes, cheio de camadas e volume, o design do RS-2K Internet Exploring apresenta um novo visual totalmente disruptivo, incluindo uma mistura de materiais e sobreposições.

Os RS-2K chegam ao Brasil em uma combinação de diversos tons de verde e azul. No PUMA.com e nas lojas Artwalk, Guadalupe e Your Id.

1Recém chegada no time de embaixadoras da marca, a cantora Malia também fará parte da campanha dos novos RS-X nas redes sociais da PUMA, compartilhando seus processos e histórias de reinvenção do futuro, assim como suas criações e ponto de vista sobre a importância de valorizar o passado no que é novo.

Em uma campanha que incentiva a união feminina e mostra que diferença não é rivalidade, a PUMA convidou as embaixadoras Maisa, Karen Jonz e Isa Pacheco, além da jogadora do Palmeiras, Juliana Passari, para mostrar que não tem idade ou estilo que resista ao PUMA Cali. Neste momento em que as redes sociais são tão presentes na vida de milhares de garotas, a PUMA quer incentivar o olhar de inspiração no look e, principalmente, na atitude de suas embaixadoras 2que possuem similaridades e diferenças com todas as mulheres?

Os materiais produzidos da campanha, que também conta com a participação dos influenciadores Mateus Verdelho e Gabriela Rippi, tentam mostrar onde nosso mundo vai parar.

Flagrado em momentos corriqueiros do seu novo dia a dia, como tomando um simples café, Rincon transmite sua mensagem sobre  como tem reiventado seu futuro em um novo ambiente e nova rotina, mergulhando em um profundo processo de criação e produção de suas músicas. Além disso, o rapper paulista mostra os novos RS-X em um cenário colorido montado em sua própria casa.

Seguindo todas as recomendações de segurança e higiene estabelecidas, a campanha foi fotografada na casa de cada embaixadora.

da redação com informações da Brain A/G

Vans®

A empresa é parte da VF Corporation (NYSE: VFC), é a marca original tênis, vestuário e acessórios para action sports. As coleções autênticas da Vans® são vendidas em 84 países através de uma rede de subsidiárias, distribuidoras e lojas parcerias. A Vans®? possui mais de 2.000 lojas ao redor do planeta, incluindo lojas próprias, franquias e portas parceiras. A marca Vans® promove a expressão criativa na cultura jovem com os action sports, arte, música e cultura de rua além de entregar plataformas progressistas como o Vans Park Series, Vans Triple Crown of Surfing®, Vans Pool Party, Vans Custom Culture e o hub cultural e espaço para a música internacional House of Vans. No Brasil, a Vans é distribuída exclusivamente pela Arezzo&Co.

fc2dc83d2e35cd986fa460bcc6b62a83-640x472Enraizada na cultura Do-It-Yourself (Faça-Você-Mesmo) que continua a ultrapassar os limites da tradicional construção e design dos tênis, a Vans orgulhosamente apresenta dois de seus ícones, Era e Slip-On, personalizados através da coleção Origami. Inspirada em obras de artes esculturais, a Vans desenvolve uma perspectiva abstrata adicionando sobreposições de camadas, utilizando materiais interessantes e inesperados sobre duas silhuetas clássicas da marca.

620c8afab78d47ce4668e7fb9cdf026d-640x472Originalmente atualizado para o skate em 1976, o Vans Era foi remasterizado nessa coleção apresentando uma combinação de cores, materiais e texturas distintas. Composto por um cabedal de suede, recortes de tecido rosa no calcanhar e sendo finalizado com a sobreposição de camurça em relevo de crocodilo região frontal, o Era Origami celebra a expressão individual criativa e a quebra do padrão de construção convencional atual.

Para finalizar, a coleção apresenta o Classic Slip-On que une duas das cores mais utilizadas pela marca, porém, numa execução elevada, diferenciada e inédita: cabedal em lona preta e a sobreposição de materiais através dos recortes em couro da tradicional estampa Checkerboard.

A coleção Origami já está disponível em revendedores autorizados, nas Vans Stores e em vans.com.br.

da redação com informações da MktMix Assessoria de Comunicação

COLEÇÕES

worldfashion • 04/09/20, 15:12

FIT

marcela_sheid-ilustracao-2Com o intuito de resgatar o contato com artistas e principalmente com o público jovem e desenvolver uma arte pensando em outubro rosa, foi desenvolvido uma collab com a Marcela Scheide (foto ao lado), designer que foca como temas de inspiração: a ansiedade e a vida da mulher contemporânea. Neste trabalho buscou como caminho uma temática que pudesse impactar e propor novas reflexões para a consumidora e assim o tema central escolhido foi “vulnerabilidade”, com as suas nuances e trazendo à tona narrativas femininas.

A equipe FIT, rapidamente se identificou com a narrativa e antes mesmo de definir quais peças seriam criadas, definiu-se que a coleção seria vermelha - marca registrada da artista. Além de uma cor intensa que representa força e fragilidade feminina. Buscaram criar modelos que imprimissem aconchego, sofisticação e casualidade. A coleção composta por três estampas exclusivas efit-e-marcela_2-481x640 quatro peças, sendo: um moletom, uma camiseta, blusa de manga curta e blusa de manga longa e gola alta, todas disponíveis nas cores cru e vermelho, cor característica da artista (apenas a camiseta de algodão está disponível na cor off).

Parafraseando Brene Brown, artista de objeto de estudo de Marcela Scheid, “assumir a nossa história pode ser difícil, mas não difícil como passarmos nossas vidas fugindo dela”. Ser e Estar vulnerável costuma ser associado à algo ruim e é difícil tirar esse background negativo da palavra. Porém, ao se aceitar e se ver de maneira diferente, revelamos quem verdadeiramente somos. E é sobre isso que fala a coleção.

“Às vezes, a gente tem muito medo de mostrar quem a gente é (a gente tem medo de se magoar, se machucar), e colocar uma barreira no nosso verdadeiro EU dá a falsa impressão de blindagem, quando na verdade é o contrário”, afirma Marcela. Outro ponto importante da temática é que a vulnerabilidade também possui uma relação intrínseca com o ato de se vestir x se despir. Se vestir é o ponto chave da nossa personalidade e nos mostra quem somos.

fit-e-marcela_3-481x640A partir das três estampas desenvolvidas, propõem narrativas da coleção como uma micro-série, onde debruçam em cada episódio sob uma estampa.

Ep1: PERTENCER sobre se conhecer e se deixar aflorar. Essa estampa retrata uma mulher com metade do rosto para dentro do vaso e a outra metade para fora (é justamente quando falamos sobre entender que lugar é esse de pertencimento). O ponto que retrata esse pertencimento e essa vulnerabilidade é a rosa. A rosa traz como arquétipo o feminino, mas também pode ser associada à coragem. Ao mesmo tempo em que suas pétalas são frágeis, ela possui espinhos. É como ser mulher: forte e frágil ao mesmo tempo.

Ep2: SER é sobre se aceitar e deixar ser imperfeito. Traz uma reflexão com a relação que temos com o espelho.O espelho tem uma relação com o feminino muito grande: estamos sempre nessa batalha com o espelho, sobre não se aceitar, e o espelho aqui traz uma poética sobre se olhar com mais carinho.

Ep 03: DESPIR é sobre se despir e mergulhar em si mesma. E aquele mergulho que a gente dá na gente mesmo. Ao se despir, revelamos quem somos. Este vídeo fala muito sobre a artista, sobre o transbordar de emoções. Por mais difícil que seja assumir nossas emoções, indica uma relação muito bonita e profunda sobre quem somos.

O projeto para Outubro ficou tão incrível que o time resolveu adiantar.

da redação com informaçõs de Samantha Simon | Comunicação PR & Press imagens: fotos/divulgação

Maria Filó

mfilo_0015-640x427A marca comemora a chegada da Primavera com o lançamento da coleção florir, inspirada pela cultura e arte marroquina e convida as mulheres a visitarem seu jardim interior, onde guardamos nossos próprios oásis em meio à correria do dia a dia.  Florir é sobre cultivar, cuidar, esperar, observar as mudanças e absorver a beleza.

A cartela de cores e estampas, valorizam ainda mais o DNA feminino e contemporâneo, apostando em uma variedade de tons terrosos, que se misturam ao longo da coleção com mfilo_0991-640x427cores leves como lavanda e púrpura, e os florais cheios de personalidade - clássicos da marca.

Destaque aos tricôs, grande assinatura da marca, que chega em fios mais leves e pontos mais abertos. Outras novidades para ficar de olho, são as peças que compõem conjuntos e inspiram produções únicas e atemporais, os looks no mood comfy compostos por túnicas e calças leves, além dos jeans e da seleção de alfaiataria da marca.

Os acessórios valorizam as tote bags e tramas que remetem às redes, elevando as bolsas ao status de peça statement. Os cintos aparecem com força para marcar e valorizar a silhueta feminina e as bijouterias em tamanho maxi se tornam protagonistas.

A coleção já estão nas lojas físicas e no online

da redação com informação da Index  imagens: fotos/divulgação

MOB

carol-ribeiro-making-of-mob-5-jacques-dequeker-11Impactada pela pandemia, a marca exalta relações de afeto e a evolução do conceito wellness na moda. Resgatar memórias afetivas, despertar o amor pela vida e priorizar o bem-estar são os propósitos e valores da nova campanha de verão 2021 da MOB. A top model Carol Ribeiro, com direção de fotografia de Jacques Dequeker, styling de Felipe Veloso e make assinada por Lavoisier, a campanha “Os Nossos” reúne os maiores parceiros da história da marca para celebrar a importância dos laços afetivos e valorizar o conceito da moda em um período pandêmico e de incertezas.

carol-ribeiro-e-lavoisier-making-of-mob-5-jacques-dequeker-34Esta é a 5ª campanha da Carol para a marca fotografada em estúdio e ela conta sobre a experiência de fazer uma campanha em meio à pandemia. “O conceito/nome ‘os nossos’ me dá a certeza de que minhas histórias e da MOB se misturam. Foram cinco campanhas em viagens onde criamos momentos e imagens inesquecíveis que me fizeram sentir parte dessa família. E hoje, na atual situação, que  fomos obrigados a parar e olhar para dentro, refletir o nosso entorno, sinto ainda mais a necessidade de estar perto e ligada a minha história, a pessoas que me fazem bem. Tenho escutado e lido com bastante frequência as frases ‘A moda está photo-2020-09-04-11-25-03mais humana’ ou ‘A pessoa vem antes da roupa’,  e essas frases refletem o que a MOB significa mim”, reflete Carol que simboliza uma das maiores conexões afetivas para a MOB e protagoniza a coleção mais jovem já lançada pela marca. Com um mood chique figurado pelos elementos fogo, ar, água e terra da natureza, ela surge estonteante nas fotos vestindo looks inspirados nas sensações de conforto e bem-estar.

Conhecida por suas grandes campanhas em lugares paradisíacos e como uma das poucas marcas brasileiras que sustentam esse trabalho de moda no Brasil, a MOB entrega uma campanha inspiradora mesmo em um cenário diferente, pelas lentes de Jacques Dequeker, beleza de Lavoisier e styling de Felipe Veloso, a modelo surge estonteante nas fotos de making vestindo a coleção mais jovem já lançada pela marca, inspirada nas sensações de conforto e bem-estar, com looks como calças leves, macacões soltos, vestidos com recorte, tops e blusas de um ombro só.

photo-2020-09-04-11-26-23“Dessa vez, no entanto, nos reinventamos e fomos para estúdio a fim de criar o verão da MOB e inspirar pensamentos sobre a moda e sobre as verdadeiras relações que construímos ao longo da nossa jornada pertinentes ao momento atual” conclui o sócio fundador Marcelo Dib, na foto com o sócio  Angelo Campos.

A coleção estará em outubro, no e-commerce e em todas as lojas físicas da MOB no Brasil.

da redação com informações da Melina Tavares Comunicação    imagens: fotos/divulgação